Celso de Mello e a incitação ao ódio

DN02IAGX0AE5Mrb

Trecho de parecer assinado por Celso de Mello, decano entre os ministros do STF. Carmen Lúcia, ao manter liminar que impede a aplicação de nota zero em casos de ofensa aos direitos humanos no Enem, mostra desconhecer a posição de seu mais antigo colega de Corte.

Um comentário em “Celso de Mello e a incitação ao ódio

  1. Palavras certeiras.

    Nada obstante, parecem não se referir ao caso concreto. Dão a impressão, isso sim, de integrarem uma assertiva genérica (ou para um outro caso) acerca dos limites dos direitos alusivos às liberdades individuais, especialmente à liberdade de expressão. Num certo sentido, o inspirado asserto do Decano teria cabimento até para o recente caso do Museu.

    Do que tomei conhecimento sobre a decisão, me pareceu que o parecer do ministro CM aqui postado não aborda o ponto central acerca daquilo que decidiu a ministra CL.

    Na verdade, o que ela escreveu não negou essencialmente o que ele escreveu sobre o cerne da controvérsia: ser ou não ser possível atribuir zero à redação do Enem que viole os direitos humanos.

    O que ela defendeu foi que a situação não apresentava os requisitos para merecer uma liminar que autorizasse a instituição examinadora a dar zero já na prova que ocorreu hoje neste domingo. Quer dizer, por falta do preenchimento dos requisitos para concessão da liminar, deixou a questão para ser decidida no final do processo.

    Ocorre que sobre os requisitos para conceder ou não a liminar, o ministro decano nada diz no texto postado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s