Reforço na hora certa

2 de novembro de 2017 at 22:44 5 comentários

destaque-424479-central---bergson--fernando-torres-psc

POR GERSON NOGUEIRA

Bergson sobra no elenco recheado de jogadores limitados que o Papão montou para a disputa da Série B deste ano. É uma exceção porque se tornou o principal goleador e, de longe, e é o atacante mais regular e participativo, aquele que mais incomoda as defesas adversárias e também o que mais conta com a confiança do torcedor. Isso tem relação direta com a expressiva produção do jogador desde os primeiros torneios da temporada, quando mostrou o faro de artilheiro e afastou todas as desconfianças.

Quando ele se ausenta do time, a carência se faz notar. No futebol moderno não há espaço para quem ganha jogo sozinho, mas é inegável que alguns jogadores se sobressaem, tanto no aspecto individual como coletivo. Bergson se amolda a esse perfil. Aos 26 anos, ainda amadurecendo, tem se mostrado cada vez mais no domínio de recursos como passe, chute e drible, itens fundamentais no repertório de qualquer atacante.

O jogador de altos e baixos dos primeiros tempos na Curuzu conseguiu dar um salto de qualidade, adaptando-se bem às necessidades da Série B. Aprendeu a jogar conforme exige o estilo duro e de forte marcação do campeonato. Leva muita pancada, mas não refuga. As seguidas contusões – algumas graves – estão diretamente associadas à importância que tem para o Papão. Os adversários sabem disso e marcam em cima, sem refrescar.

Sem Bergson no ataque dificilmente o time teria conseguido escapar ao rebaixamento. Seus gols foram decisivos para impedir que a equipe frequentasse a zona de rebaixamento, renovaram o gás quando tudo parecia desandar no começo do segundo turno e representaram sempre uma esperança de reação.

Por outro lado, há a quase certeza de que, caso o time fosse tecnicamente melhor, mais arrumado, Bergson teria brilhado mais, talvez brigando diretamente pela artilharia da competição e ajudando o Papão a frequentar a parte de cima da tabela. Uma coisa levaria à outra.

Hoje, depois de três rodadas, ele volta e tem condições de liderar o time rumo a uma vitória sobre o Vila Nova-GO, adversário difícil e que ainda alimenta pretensões de disputar o acesso. A dúvida é quanto ao melhor parceiro de ataque para Bergson.

Os vários jogos ao lado de Marcão, seu companheiro mais frequente desde que Marquinhos Santos está no comando, não geraram sintonia entre os dois. Talvez pelas características diversas. Marcão é mais pivô do que centroavante clássico. Bergson se movimenta mais e talvez precise de alguém com a mesma mobilidade.

Para hoje, com Marcão ausente, terá parceiros com características afins. Caion e Juninho flutuam pelas posições do ataque e lados do campo. Será a primeira vez que o trio entra de cara. Boa chance para saber se Bergson rende melhor junto com atacantes tão rápidos quanto ele. A conferir.

(Foto: Fernando Torres/Ascom-PSC)

—————————————————————————————-

Encontro especial dos seguidores da Estrela Solitária

Para festejar o grande ano vivido pelo Botafogo, um grupo de alvinegros se mobilizou para organizar o 4º Encontro dos Botafoguenses de Belém, marcado para o próximo dia 25 de novembro, com almoço no restaurante Albatroz, no IV Distrito Naval. Dois grandes nomes ligados à história do Glorioso deverão abrilhantar a festa – Jairzinho ou Carlos Roberto e, provavelmente, Maurício, herói do título de 1989.

A camisa oficial do evento servirá como ingresso de acesso ao encontro. Para evitar atropelos, a organização pretende colocar as camisetas à venda a partir do dia 10, sendo que não haverá venda na portaria do Albatroz.

A comissão organizadora é formada pelo almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, comandante do IV DN; Alexandre Carvalho, Fábio Ferreira, Rogério Frahia e Jorge Ohana (Bilu).

O preço a ser cobrado pelo ingresso servirá apenas para cobrir os custos do evento, incluindo aluguel do Albatroz, feijoada, bebida, despesas com a vinda dos convidados ilustres e contratação de um grupo de samba.

—————————————————————————————-

Copa Verde, ecologia e a arte da enrolação

A CBF resolveu dar à Copa Verde, desde o ano passado, o carimbo marqueteiro de “primeiro campeonato socioambiental do mundo”. Tudo muito bom se, de verdade, a competição tivesse planejamento e dispusesse de meios de execução para se engajar nas muitas lutas em defesa do meio ambiente no Brasil.

Os dados exibidos pela confederação e por autoridades do Ministério do Meio Ambiente passam a impressão de que há algo relevante por trás da CV. Na prática, porém, o torneio é um patinho feio que não desperta interesse de patrocinadores e merece apenas migalhas por parte da própria CBF.

Nem mesmo clubes de porte médio, como os grandes do futebol goiano, têm interesse em disputar a CV, afugentados pela bilheteria fraca e pelo nível técnico paupérrimo, resultante do confronto entre times do Norte e Centro-Oeste. A CBF convida, mas Goiás, Vila Nova e Atlético-GO se mantêm longe da competição.

Para despertar a consciência ecológica, como a CBF gosta de apregoar, a CV precisa se consolidar como atração esportiva, capaz de atrair a atenção do público e não ficar restrita à rivalidade entre remistas e bicolores, como acontece desde a primeira edição.

Enquanto não tiver sustentabilidade financeira, a Copa Verde não pode ambicionar ter meios de ajudar na sustentabilidade ambiental, por mais meritórios que sejam os esforços para transpor o fosso entre discurso e prática.

(Coluna publicada no Bola desta sexta-feira, 03) 

Entry filed under: Uncategorized.

A sentença eterna Enquanto isso…

5 Comentários Add your own

  • 1. Mauricio Carneiro  |  3 de novembro de 2017 às 8:55

    Bergson merece um esforço da diretoria para continuar na Curuzu. Tipo de jogador cujo salário merece ser um dos maiores do elenco, bastando compensar com a dispensa de dois ou três que não ajudaram tanto quanto ele. Caion também se impõe pela força e técnica, outro bom atacante. Independente de cair ou não pra serie C, a procura por um 10 também deve ser prioridade, assim como renovar com Diego Ivo, Perema, Guilherme Santos e Rodrigo Andrade.

    Curtir

  • 2. Mauricio Carneiro  |  3 de novembro de 2017 às 8:59

    Em tempo – Papão não cai mais.

    Curtir

  • 3. Osvaldo Costa  |  3 de novembro de 2017 às 15:34

    Maurício, ano passado o Paysandu tinha o Tiago Luis, que foi o principal responsável pela permanência do clube na série B, mas a atual diretoria de futebol não fez muito esforço para mantê-lo na Curuzu; resultado: contrataram Sobralense, Fernando Gabriel e Diogo Oliveira. O único que apresentou um pouco de futebol foi Fernando Gabriel, mas por motivos desconhecidos, foi embora. Segundo informações, a direção de futebol e o atual executivo serão mantidos para 2018. Se os critérios para contratações forem os mesmos desse ano, Bergson deve ir embora e vários bondes devem ser contratados para substituí -lo. Vamos nos preparar para fortes emoções na próxima temporada.

    Curtir

  • 4. Comentarista  |  3 de novembro de 2017 às 22:41

    Gerson, assim que souber, informe onde serão vendidos os ingressos para a confra do botafoguenses !!!

    Curtir

  • 5. blogdogersonnogueira  |  4 de novembro de 2017 às 1:12

    Divulgarei aqui, amigo George.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,403,819 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.971 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

Edson do Leão - meu… em Papão esclarece sobre liminar…
Edson do Leão - meu… em Para entender o imbróglio Lupo…
Miguel Silva em ‘Time do século 21…
Nelio(maior campeão… em Procuradores se retiram de eve…
Gabriel Mendes em ‘Time do século 21…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

NO TWITTER

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: