PF faz buscas na casa de Nuzman e na sede do COB

5 de setembro de 2017 at 9:28 Deixe um comentário

carlos-arthur-nuzman-participa-de-cerimonia-de-encerramento-das-paralimpiadas-1474248181542_v2_900x506

Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Rio 2016, é alvo de mais uma etapa da Lava Jato no Rio de Janeiro. A operação, batizada de Unfair Play, mandou agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal para as ruas para prender suspeitos de comprar jurados da eleição da cidade sede da Olimpíada de 2016.

Desde as 6h, agentes cumprem mandados de busca na casa de Nuzman e também na sede do COB. O presidente da entidade será intimado a depor ainda nesta terça-feira, na sede da Polícia Federal.

As investigações apontaram para indícios de Carlos Arthur Nuzman participou de forma direita na compra de votos do Comitê Olímpico Internacional (COI) para que o Rio de Janeiro fosse eleito a cidade sede dos jogos do ano passado. O presidente do COB teria intermediado toda a relação entre aqueles que pagavam e os integrantes do COI.

O Ministério Público Federal brasileiro, por meio de um acordo de cooperação, trabalha junto com o Ministério Público de Finanças da França, que investigavam a compra de votos. Assim, autoridades francesas estão acompanhando toda a ação desta terça-feira, que acontecem também em Paris e Miami.

Há um mandado de prisão preventiva contra Arthur César de Menezes Soares Filho, ex-dono de uma fornecedora do Estado do Rio de Janeiro, a Facility, e outro para sua ex-sócia, Eliane Pereira Cavalcante.

Conhecido como “Rei Arthur”, o empresário seria o dono do dinheiro que abastecia o esquema, colocando tudo em uma conta no Caribe, que era gerenciada por um operador financeiro do grupo do ex-governador Sérgio Cabral.

Segundo a investigação dos procuradores, para ter mais contratos com o Estado, era pago propina a Cabral por meio de uma conta em Antígua e Barbuda. O mesmo dinheiro teria sido usado para pagar a compra de votos do COI. Os presos serão indiciados por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

São 70 policiais federais cumprindo os dois mandados de prisão preventiva e onze de busca e apreensão, expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. (Da ESPN)

Entry filed under: Uncategorized.

Lama nas delações: o fim que conspurca os meios MP pede condenação de ex-preparador de Senna por violação sexual durante voo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,426,975 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 13.036 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: