Mais que mil palavras

22 de agosto de 2017 at 16:00 5 comentários

DH2WLDWWsAEZNc_

Sertão sergipano, nesta terça-feira. Lula é homenageado por um acadêmico de Medicina, que faz questão de agradecer de viva voz: “Eu varria os quintais na vizinhança, abria a geladeira e só tinha água. Hoje estou no 5º ano de Medicina, graças às cotas e ao senhor”.

Entry filed under: Uncategorized.

Enquanto isso… Assessoria de Neymar mostra surpresa com ação movida pelo Barcelona

5 Comentários Add your own

  • 1. Jorge Paz Amorim  |  22 de agosto de 2017 às 18:13

    E teve também a jovem que devolveu simbolicamente o cartão do Bolsa-Família ao Lula, dando depoimento que graças ao benefício pôde criar filhos e se formar em Administração. Claro, graças ao ProUni, outro programa do governo democrático/popular que inseriu os pobres no orçamento

    Curtir

  • 2. Antonio Oliveira  |  22 de agosto de 2017 às 21:28

    Tenho vontade de conhecer a vida familiar e escolar deste futuro médico.

    Conheço várias pessoas que sempre que têm oportunidade fazem testemunho semelhante a este que consta da postagem. De alguns eu até privou da amizade.

    Queria ver se a história deste é igual a dos que eu conheço.

    Mais sucesso ao rapaz!

    Curtir

  • 3. Jorge Paz Amorim  |  23 de agosto de 2017 às 6:13

    Enquanto não tem contato com a história de vida do jovem do post, que tal narrar em detalhes as histórias que são do seu conhecimento, inclusive dando nome aos esculápios. Afinal, eles lidam com a vida do ser humano?

    Curtir

  • 4. Antonio Valentim  |  23 de agosto de 2017 às 7:37

    Tenho uma filha que faz Arquitetura beneficiada pelo ProUni.

    Curtir

  • 5. Antonio Oliveira  |  24 de agosto de 2017 às 1:18

    Ah, sem autorização, não creio que possa ser assim tão específico, Amorim.

    Todavia, vou anotar aqui alguns dados de um caso, cujo protagonista, se eventualmente ler o Blog e conseguir se identificar talvez não se aborreça.

    Hoje ele é um docente da rede municipal.

    Estudou o fundamental em escola pública municipal em área de alto risco. Zona vermelha mesmo.

    Pai pedreiro. Mãe lavadeira. Desde cedo já ajudava o pai nos diversos serviços e bicos e também a mãe na coleta e na entrega das trouxas de lavagem. Também vendia pirulito.

    Aos trancos e barrancos foi adiante. Já no ensino médio, também na escola pública, continuou trabalhando, no contraturno, ajudava o pai, ajudava a mãe.

    Depois, num viés mais independente, fez bicos em ofícios diferentes dos pais, apontou jogo do bicho, ajudou em oficina de bicicleta, levou cachorro pra passear, e sempre estudando, adoeceu, teve de parar um ano, mas depois retomou.

    Depois, com ajuda de uma indicação conseguiu uma carteira assinada: embalador num supermercado, aí passou pro turno da noite.

    Depois foi ser auxiliar num cursinho preparatório para concurso público. E sempre estudando e ajudando em casa. Nessa época, o Cursinho teve um boom de turmas. Convidaram e ele aceitou trabalhar também no turno da noite. Foi mais um ano que parou o ensino médio.

    Depois o Cursinho entrou numa entresafra e por isso não deu para continuar por lá.

    Por outra indicação foi ter numa loja de um Shopping. Lá estando voltou a estudar quando enfim concluiu o ensino médio.

    Passou na segunda tentativa na UFPa. Mas, segundo diz, não se encontrou.

    Mais um ano só trabalhando, depois prestou novo vestibular para uma faculdade paga, a qual foi integralmente custeada com a política estudantil do governo.

    Formou-se docente.

    Já na sua profissão, trabalhou na iniciativa privada. Fez pós à distância numa instituição de Minas. Fez concursos passou em 3. Por um desses foi trabalhar no interior. Passou num quarto e voltou pra Belém.

    Deixou a casa dos pais, mas segue os ajudando.

    Considera que não fosse o programa do governo não teria conseguido nada do que conseguiu. E que como ele existem muitos outros.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,318,641 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.813 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

Jorge Paz Amorim em Neymar exige que diretoria do…
Mauricio Carneiro em Neymar exige que diretoria do…
Edson do Leão - meu… em Sampaio vence fora e encaminha…
Joseney Basílio em Neymar exige que diretoria do…
Mauricio Carneiro em Após polêmica do gol de Jô, CB…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: