Remo firma acordos e reduz débitos na Justiça Trabalhista

A última sexta-feira, 2, marcou a retomada dos pagamentos de dívidas do Remo junto à Justiça Trabalhista. A diretoria jurídica do clube, auxiliada por colaboradores, conseguiu de uma só vez reduzir um débito que chegava a R$ 14 milhões a cerca de R$ 4 milhões. Para isso, foram firmados acordos em tempo recorde com diversos ex-atletas e ex-funcionários da agremiação, que desembolsou R$ 770 mil para a conciliação de dívidas na 16ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho-PA, chefiada pelo juiz Raimundo Itamar. Dos 42 processos em vigor, o clube conseguiu 12 acordos.

A conciliação foi possível através de pagamento em parcela única, implicando em reduções consideráveis do valor total dos débitos. Após o êxito da negociação, o juiz Raimundo Itamar autorizou nova rodada de conciliação para o próximo dia 19 de julho.

O diretor jurídico do Remo, Gilmar Nascimento, avaliou como extremamente positivas as negociações e considerou que o clube avançou bastante no gerenciamento da sua dívida. “Em 2015, as dívidas trabalhistas alcançavam R$ 14 milhões. Com os acordos firmados com os maiores credores, essas dívidas hoje devem estar abaixo de R$ 4 milhões”, disse Gilmar. A meta para liquidação integral dos débitos é de quatro anos.

3 comentários em “Remo firma acordos e reduz débitos na Justiça Trabalhista

  1. Esses devaneios de dirigentes que não entendo… O time devia 14 milhões… Negociou e baixou supostamente para 4 milhões (alguém acredita em papai noel?) e vai pagar em 4 anos, contudo, vive a atrasar salário… complicado! Sempre acreditei que o primeiro passo para crescer é assumir os problemas como reais… Pelo visto, os dirigentes do rival não fazem isso.

    Curtir

  2. É isso mesmo celira. E ainda tem o agravante que eles dizem que fizeram acordo e reduziram 10 milhões de dívidas sem ter desembolsado um centavo. Foi só no verbo mesmo. Gostaria de ter mais esclarecimento sobre esse fino acordo ou desse milagre .

    Curtir

  3. Não há milagre, Nélio. A informação está correta. O Remo empregou R$ 770 mil nos acordos para redução de valores das causas. É um modelo de negociação que facilita a liquidação de débitos. Foi assim que o ex-presidente Artur Tourinho conseguiu liquidar quase todos os débitos que o Papão tinha.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s