Vigília marca mobilização pela democracia e contra violência no campo

30 de maio de 2017 at 15:11 3 comentários

unnamed

O Comitê Paraense de Combate à Violência no Campo vai promover nesta quinta-feira (31), às 17h, em Belém, uma vigília em frente ao Palácio dos Despachos do Governo do Estado e a sede do Tribunal de Justiça do Estado (TJE-PA), localizados na avenida Almirante Barroso. O ato é para cobrar providências e responsabilizá-los pela explosão de assassinatos e perseguições de trabalhadores e trabalhadoras rurais que lutam por reforma agrária no Pará e na Amazônia.

A vigília também vai marcar a passagem dos sete dias do massacre de 10 agricultores no município de Pau D’arco, no sudeste paraense, a quase 700 quilômetros da capital. ‘É uma forma de mostrar que estamos vigilantes e exigimos justiça”, observou Ulisses Manaças, liderança nacional do MST. Outras vigílias e atos devem ocorrer, ao mesmo tempo, em outras cidades do Estado, como Santarém, Marabá, Altamira e Parauapebas.

Além das vigílias, outro conjunto de ações serão desenvolvidas nos próximos dias e foram definidas ontem (29), durante a primeira reunião do comitê após o massacre da fazenda Santa Lúcia. A ideia é continuar denunciando para o Brasil e o mundo a grave situação da escalada de violações dos direitos humanos contra os lutadores e lutadoras do campo e seus defensores.

Por isso, outra decisão tomada foi a realização, no próximo dia 19 de junho, em Belém, de um grande seminário, no auditório do Sindicato dos Bancários, seguido de um ato público, ambos de caráter nacional, com a presença de personalidades políticas, artistas, intelectuais, religiosos e militantes dos Direitos Humanos.

Entry filed under: Uncategorized.

Xadrez de como Janot foi conduzido no caso JBS Enquanto isso, em Tucanistão…

3 Comentários Add your own

  • 1. Gleydson  |  30 de maio de 2017 às 16:57

    “trabalhadores” é? sendo alguns deles assassinos notórios naquela região… te contar! rsrs

    Curtir

  • 2. blogdogersonnogueira  |  30 de maio de 2017 às 19:18

    Advogar e até louvar matanças de pessoas é próprio de uma sociedade na UTI.

    Curtir

  • 3. Antônio Oliveira  |  30 de maio de 2017 às 20:55

    Esta vigília me lembra uma que foi feita, nos bons tempos, em prol de uma dupla de padres franceses que lutavam pelos menos favorecidos. Camio e Gouriou, se não estou enganado eram os nomes deles.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,363,535 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.891 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

Jorge Paz Amorim em Londrina x PSC – comentá…
Leonardo em Londrina x PSC – comentá…
Osvaldo Costa em Londrina x PSC – comentá…
Osvaldo Costa em Londrina x PSC – comentá…
Osvaldo Costa em Londrina x PSC – comentá…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: