4 comentários em “Felipe Melo agride uruguaios e arranja confusão no fim do jogo

  1. Eu acompanhei também e vou reproduzir no blog. Fiquei com a impressão de que o Eduardo Batista se referia a Neto e Denilson, da Band, que o criticam muito. Acho apenas que aproveitou o momento da façanha no Uruguai pra mostrar valentia. A conferir as cenas dos próximas capítulos.

    Curtir

  2. Por outro angulo, percebi que ,após o jogo, os Uruguaios o cercaram e ele tentou se livrar do tumulto.

    É claro que sua declaração foi o motivo do tumulto. Mas não vi, na partida, motivos para a confusão. A não ser, única e exclusivamente, a derrota de virada para o Palmeiras.

    Pois se o Peñarol vence, náo haveria confusão.

    Curtir

  3. Ele provocou antes, durante e depois, amigo Rodrigo. A questão é simples: futebol é futebol, jamais uma guerra. Os uruguaios são violentos em campo, mas é estilo deles há 100 anos. Questiono a brabeza do Felipe Melo, que resolveu encarnar o estilo Rambo como recurso de marketing. Há quem aplauda, eu repudio. Acho idiota e irresponsável (ele sozinho gerou tudo aquilo, quase causando uma tragédia nas arquibancadas). É fácil bancar o valente, pois, quando a coisa apertou, ele ficou por trás dos companheiros e seguranças, mas os torcedores ficaram inteiramente expostos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s