Um tremendo desafio

POR GERSON NOGUEIRA

O último técnico nativo a dirigir o Remo foi Charles Guerreiro no ano passado. Ele montou o time que acabaria campeão paraense da temporada. Depois dele, Agnaldo de Jesus também comandou o time interinamente, tendo o mérito de lançar Roni entre os titulares. É quase certo que, se dependesse de técnicos forasteiros, o atacante revelado no próprio clube não teria a menor chance de aproveitamento.

Cacaio é a bola da vez.

unnamed (2)Depois de uma jornada tortuosa no primeiro trimestre do ano, o Remo modifica seu planejamento inicial e parte para uma aposta desesperada na mão-de-obra local. A opção pode dar certo, mas depende de uma série de fatores.

Zé Teodoro caiu porque fracassou na tarefa de montar um time competitivo. Teve quase todos os seus pedidos de contratação atendidos, mas não chegou nem perto de dar entrosamento básico à equipe.

Acumulou até bons resultados, mas obtidos com atuações pouco confiáveis. Estava sem perder há nove jogos quando encarou o primeiro clássico no campeonato. O desempenho foi pífio. Mais que a derrota, pesou na avaliação de seu trabalho o comportamento acovardado diante do maior rival.

O Remo parecia um time pequeno, assustado com a postura agressiva do adversário. Levou um gol logo no segundo minuto de jogo e passou o resto do tempo correndo atrás do prejuízo, defendendo-se das investidas inimigas, sem jamais tomar a iniciativa de reverter a situação.

Cacaio chega para mudar esse cenário. Já enfrenta, de cara, a perda de um atacante. Flávio Caça-Rato recolheu material ontem à tarde e deve deixar o clube. Não fez boas atuações, mas não pode ser crucificado, pois pouquíssimos jogadores escaparam à instabilidade do time.

Para o confronto com o Atlético-PR, amanhã, terá que montar uma estratégia de emergência. É provável que mantenha a base da escalação do Re-Pa, com o retorno de Roni ao ataque. No meio-campo, há pouco a fazer, pois Dadá, Alberto e Eduardo Ramos são titulares incontestáveis.

O grande drama está localizado na defesa, transformada em buraco negro do time. A ausência do titular Max tornou o setor ainda mais vulnerável do que antes, como ficou patente no jogo de domingo. Ciro Sena e Igor João são os titulares, mas não será surpresa se Cacaio optar por Yan.

Depois do Furacão virá a tempestade no deserto. Sem tempo para respirar, Cacaio sairá da Copa do Brasil e entrará na semifinal da Copa Verde. Novo duelo com o Papão. Jogo de alto risco, que pode conduzir à redenção perante a torcida ou afundar de vez na desesperança.

Para chegar bem ao clássico de domingo, o Remo precisará passar com sucesso pelo Atlético-PR. Um novo tropeço afetaria o moral da tropa e abateria ainda mais o time para a batalha decisiva pela Copa regional. O elenco está enfraquecido, faltam peças para alguns setores e não há como reforçar mais a essa altura.

Quando aceitou a missão, Cacaio sabia de tudo isso. Mostrou determinação e coragem em abraçar o maior desafio da carreira. Ídolo na Curuzu e ex-atleta do próprio Remo, vem obtendo bons resultados à frente de equipes medianas – Cametá, Paragominas, Tuna. Conhece bem a realidade, as manhas e os atalhos do futebol local. Foi contratado justamente por isso.

É possível que Cacaio obtenha êxito, mas precisará de apoio dos dirigentes, compreensão da torcida e sorte, muita sorte.

————————————————————

O futebol no reino da ficção

Dona CBF mudou de tática. Apedrejada quase diariamente por erros novos e antigos, parece ter cansado de ser saco de pancada e agora tenta virar o jogo. Através de sua assessoria de comunicação, a entidade vem reagindo diariamente, com informações sobre os campeonatos que promove.

O press-release enviado ontem reclama logo no primeiro parágrafo das críticas ao Brasileiro da Série A e à Seleção Brasileira “por alguns oportunistas”. Segundo a matéria, é preciso ser menos simplório, ou primário, para atribuir alguma seriedade ao debate. “Caso contrário, estes críticos de plantão vão continuar no mesmo lugar de sempre, ou seja, críticos de plantão”.

Em seguida, faz jorrar uma enxurrada de números para dar sustentação aos argumentos sobre o trabalho desenvolvido pela CBF. Informa que aumentaram os investimentos em todas as categorias do futebol. Em 2010, a entidade organizava seis campeonatos. Em 2015, serão 13 competições: sete profissionais, dois de futebol feminino e quatro da categoria de base. O número de torneios aumentou 117% em cinco anos.

Mais à frente, nova estocada nos detratores. “Enquanto alguns personagens perdem tempo com críticas infundadas, a CBF está preocupada em viabilizar os Campeonatos Brasileiros das séries A, B, C e D, Copa do Brasil, Copa do Nordeste, Copa Verde, Copa do Brasil de Futebol Feminino, Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, Campeonato Brasileiro Sub-20, Copa do Brasil Sub-20, Copa do Brasil Sub-17 e Copa do Nordeste Sub-20”.

Enquanto se dedica a torpedear os inimigos, a entidade esquece de explicar porque não destina a competições menos badaladas os mesmos cuidados com que trata a rica Série A.

Pelo contrário, se arvora a grande baluarte do futebol brasileiro, apostando certamente na ignorância e na desinformação. “A maioria dos campeonatos dessa lista e inúmeros estaduais são deficitários e só existem graças a subsídios da CBF. Em 2014, o valor investido chegou a quase R$ 100 milhões”, informa.

Ora, se há tanto sacrifício e as despesas são tão volumosas cabe perguntar o motivo de tanto apego ao controle do futebol brasileiro. A entidade já podia ter deixado isso de lado, concentrando-se exclusivamente em cuidar da Seleção Brasileira, mas insiste em tomar conta de tudo.

É claro que a realidade é bem diferente para quem enfeixa tantos poderes, concentrando polpudos patrocínios, com força suficiente para ditar ordens, satisfazer egos e fortalecer sua base de apoio – as federações estaduais.

O texto chega a ser risível em alguns trechos. “A prioridade da CBF neste momento não é apenas o desempenho financeiro, mas, sim, imprimir uma gestão moderna, transparente e social. Com este espírito, a CBF tem aumentado expressivamente o investimento em mais e melhores competições e, em última instância, estimulando o fomento do futebol como um todo”. Seria lindo se fosse exatamente assim, mas, nós e o pessoal que acompanha o Círio, sabemos que dona CBF não dá ponto sem nó.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta quarta-feira, 01)

30 comentários em “Um tremendo desafio

  1. Não podemos esquecer que o Cacaio, no 1º turno,não conseguiu levar o Cametá às semi finais do 1º turno, após perder a classificação em casa perdendo pro Tapajós.. Mas vamos esperar que, os jogadores, esses sim, joguem pelo técnico, como bom bombeiro que é… É como falo, as vezes, um técnico bombeiro dá certo, mas as vezes não…

    Penso que ele já chega fazendo a bobagem em colocar o time que jogou domingo nesse jogo…Era pra poupar todos..Ficou visível o desgaste de alguns jogadores…E.Ramos, só vai ser poupado, porque reclamou de contusão, por cansaço muscular, devido a muitos jogos…Remo, no intuito de ganhar tudo, pode acabar não conquistando nada.. Infelizmente, pros seus torcedores.. Melhor mesmo é acreditar no ditado que diz: “As vezes, você faz a coisa errada e dá certo.

    Hoje, tem um jogo atrasado pelo Parazão, muito importante pro Remo….. Independente x Tapajós, 20:30hs… Se o Galo perder, o Remo se classifica à 2ª fase, se o Pebas não vencer o PSC, em jogo atrasado,na Curuzu. É torcer.. E rezar

    É a minha opinião.

    Curtir

  2. Estas enganado Claudio o Cameta foi sim a semifinal, perdeu pro Parauapebas e o Tapajos pro Independente. Que foi Campeão.

    Curtir

  3. Gerson e amigos frequentadores do boteco virtual,

    Nestes meus quase cinquenta anos de torcedor azulino, já vi alguns técnicos tirarem leite de pedra. O último que vi fazendo isso foi o sr. Júlio César Leal, a quem muitos criticavam pela mídia, se referindo a ele de forma ofensiva como “o do brilho nos olhos”. Nessa ocasião, o rival listrado estava na primeira divisão brasileira, tendo disputado com relativo êxito a Copa Libertadores, e o Remo foi o campeão. Agora, a minha torcida era pela contratação (re-contratação) de Valter Lima.

    Cacaio, como ele próprio disse, sempre alimentou ambições de treinar um time de massa – não digo time grande pois os resultados teimam em me contrariar. Ele, fracassando, não terá culpa nenhuma; vencendo, porém, será considerado um grande herói e terá tudo para se consagrar como um grande técnico de futebol. Na minha opinião, o elenco não é tão ruim assim como apregoam, bastando substituir algumas peças por outras que sempre estiveram à disposição, e isso o antigo treinador – um grande lateral direito – não o faria. Já o novo – um grande atacante – mostrou logo no primeiro dia de treinos que vai fazê-lo.

    Quanto ao jogo de amanhã, contra o CAP, que, a exemplo de seu oponente, não vem bem das pernas, está tudo em aberto e o Remo, tanto pode perder de goleada, como também pode empatar ou mesmo surpreendentemente (para muitos) vencer. Caso seja eliminado de primeira, não cabe nenhuma queixa contra o Cacaio, e também esse eventual revés não deverá influir no jogo de domingo, contra o Paysandú. Este jogo de amanhã é um jogo, o de domingo será outro, bem diferente. Até mesmo diferente do de domingo último, em que o Remo, extremamente mal escalado, entrou em campo para se defender e fracassou, escapando de levar uma sonora goleada. Abrindo mão do ataque, não fez nenhuma coisa nem outra. Em Remo e Paysandú os covardes sempre pagam caro.

    Portanto, não há muito o que fazer à essa altura do campeonato, e o Clube do Remo, que depende apenas de si mesmo, bastando apenas uma vitória por 1 a 0 contra o PFC, se não seguir adiante, sua diretoria deverá tomar duas atitudes drásticas: licenciar-se das atividades do futebol profissional; desfazer-se de um ou dois patrimônios imóveis e quitar a dívida trabalhista, com a bênção do CONDEL, sob o aval da Justiça do Trabalho. Se não fizer isso, tenderá à falência total.

    É a minha opinião.

    Curtir

  4. Bomba: STJD acaba de anunciar que o Brasília FC estava com jogadores irregulares e sendo assim paysandu é o atual campeão da copa verde com direito de disputar a sul americana 2015 Hahahahahaha os entendedores entenderão!

    Curtir

  5. Típica atitude de auto vitimização que a CBF adota pra fazer frente à MP da responsabilidade fiscal que lhe tira poder. Como a peroração canalha de Joseph Blatter não obteve qualquer repercussão, acusa-se “os mesmos” de trabalhar contra uma entidade tão boazinha que só faz o bem. Humhum, pois sim. Quem não te conhece que te compre.
    Quanto ao fervor do nosso grande baluarte Cláudio, tomo a liberdade de pedir pra ser incluso fora dessa “reza”, já que não comungo da mesma devoção e até encontro-me do outro lado da torcida.

    Curtir

  6. Bomba: Remo é eleito o melhor time do Norte e com isso, ganha uma divisão. Ao que não entende nada, entendeu…#fakedavovórocilda

    Curtir

  7. Está provado que o Remo na atual fase precisa de técnico regional por várias razões, entre elas estão o conhecimento das estruturas, inclusive de elencos adaptados ao clima e gramados. Outro fator é o custo e beneficio que podem gerar dentro da realidade. Além disso, os técnicos estrangeiros não conhecem os detalhes de elenco, nem da falta de estrutura e gerencia do Mais Querido. Passou da hora de cair na real e formar um time cabano com pouquíssimos turistas.

    Curtir

  8. Copa do Brasil não e o objetivo do remo. Concordo com o Claudio que o remo deveria entrar com um time misto. A prioridade é o paraense. A situação do remo é tão grave com a falta de pagamentos aos jogadores e o descumprimento do acordo com o TRT que talvez isso se reflita dentro de campo. Vamos torcer para que não.

    Curtir

  9. Na hora do desespero todos acordam para a realidade que só o que nos interessa é o parasão. No começo do ano vários exaltavam a Copa Verde e do Brasil. Te dizer.

    Curtir

  10. Caça Rato pediu o boné. Já vai tarde. É mais uma prova da péssima administração que contrata e não consegue pagar. Cacaio deveria ter carta branca pra separar os que realmente ele vai usar.

    Curtir

  11. Já sabendo do provável chá-de-banco que iria tomar nos próximos jogos, o Caça-Rato pediu o boné e foi embora. Eu, particularmente, não culpo esse jogador pelas pífias apresentações ao longo do campeonato; se houver algum culpado nessa história este deverá ser aquele quem o contratou, pois, parafraseando o Gerson Nogueira, até o “Reino Mineral” já sabia que o Caça-Rato veio aqui para enganar.

    Curtir

  12. Quando o Caça Rato chegou e escrevi aqui nesse blog que ele era um Landu mais conhecido com vantagem para o Landu que tem mais recursos técnicos. Caça Raro só jogou no Santa Cruz.

    Curtir

  13. Comentário em moderação

    “Gerson e amigos frequentadores do boteco virtual,
    Nestes meus quase cinquenta anos de torcedor azulino, já vi alguns técnicos tirarem leite de pedra. O último que vi fazendo isso foi o sr. Júlio César Leal, a quem muitos criticavam pela mídia, se referindo a ele de forma ofensiva como “o do brilho nos olhos”. Nessa ocasião, o rival listrado estava na primeira divisão brasileira, tendo disputado com relativo êxito a Copa Libertadores, e o Remo foi o campeão. Agora, a minha torcida era pela contratação (re-contratação) de Valter Lima.
    Cacaio, como ele próprio disse, sempre alimentou ambições de treinar um time de massa – não digo time grande pois os resultados teimam em me contrariar. Ele, fracassando, não terá culpa nenhuma; vencendo, porém, será considerado um grande herói e terá tudo para se consagrar como um grande técnico de futebol. Na minha opinião, o elenco não é tão ruim assim como apregoam, bastando substituir algumas peças por outras que sempre estiveram à disposição, e isso o antigo treinador – um grande lateral direito – não o faria. Já o novo – um grande atacante – mostrou logo no primeiro dia de treinos que vai fazê-lo.
    Quanto ao jogo de amanhã, contra o CAP, que, a exemplo de seu oponente, não vem bem das pernas, está tudo em aberto e o Remo, tanto pode perder de goleada, como também pode empatar ou mesmo surpreendentemente (para muitos) vencer. Caso seja eliminado de primeira, não cabe nenhuma queixa contra o Cacaio, e também esse eventual revés não deverá influir no jogo de domingo, contra o Paysandú. Este jogo de amanhã é um jogo, o de domingo será outro, bem diferente. Até mesmo diferente do de domingo último, em que o Remo, extremamente mal escalado, entrou em campo para se defender e fracassou, escapando de levar uma sonora goleada. Abrindo mão do ataque, não fez nenhuma coisa nem outra. Em Remo e Paysandú os covardes sempre pagam caro.
    Portanto, não há muito o que fazer à essa altura do campeonato, e o Clube do Remo, que depende apenas de si mesmo, bastando apenas uma vitória por 1 a 0 contra o PFC, se não seguir adiante, sua diretoria deverá tomar duas atitudes drásticas: licenciar-se das atividades do futebol profissional; desfazer-se de um ou dois patrimônios imóveis e quitar a dívida trabalhista, com a bênção do CONDEL, sob o aval da Justiça do Trabalho. Se não fizer isso, tenderá à falência total.
    É a minha opinião.”

    Repostado.

    Curtir

  14. Vou torcer pela vitória do Independente ! O Leão-Bonzão que dê o jeito dele !! kkkk Chora, Cachorrada de Peruca ! kkk

    Curtir

  15. Parabéns paisandu, campeão paraense 2014, campeão da copa verde 2014, campeão brasileiro da série C 2014!

    01 de abril, dia da mentira kkkkkkkkkkk

    Curtir

  16. As quase nulas chances de avanço na Copa do Brasil justificariam a escalação de um time misto, amigo Marcelo, mas os riscos de um placar dilatado não podem ser subestimados. A essa altura, com técnico estreando, o mais sensato é evitar tragédias até para reunir forças para os confrontos que realmente interessam, pela Copa Verde e pelo Parazão.

    Curtir

  17. Gerson, pela sua argumentação e do Bad hoje na radio, entendi que o Cacaio por ser local, vai dar ao remo outro rumo.

    Mas tem um detalhe, com a saída do ZT, ficou claro que o grupo tava rachado entre jogadores da casa e forasteiros.

    O Ratinho numa entrevista deixou bem claro isso.

    Observe que o rival vive um drama, mas tem dois jogos pra ir ao ceu ou ao inferno de vez.

    Gerson, penso que pelos problemas extra campo, a recuperação do rival ficará só na vontade do Cacaio.

    O que pode ajudar o rival é amanhã dá uma boa renda e o furacão não levar embora.

    Curtir

  18. Outro que deu uma entrevista interessante foi o Paty, é o tipo do cara que mesmo sendo do time rival, merece vencer na vida.

    Num desabafo disse que o remo tem que focar o parazão, que é o que dá calendário pro resto do ano.

    Isso eu eu disse por aqui pelo blog.

    O zé cometeu a falha de dar foco maior a CV. Essa só dá vaga pra sulamericana em 2016.

    Curtir

  19. Já o nosso glorioso papão, que vive um momento lindo. Hoje deve ficar mais lindo, em que pese o dia hoje em Belém, ser só de chuva, cabe ao papão não dá asas pro águia, senão a coisa fica negra pro bicola.

    Papão passando pega o ABC nosso freguês em 91, onde cacaio fez o gol que derrubou o muro e Arí no final sacramentou a vitória do papão, que depois vinha subir pra 1° divisão e colocando Coca-Cola na camisa. Eu estava lá!

    Curtir

  20. O Flavio Rato foi embora porque lhe passaram um cheque sem fundo.

    Em pleno 2016, com a grana que entra ou tem entrado lá pelo baelama, cabe ao Edson da Vovó perguntar ao Minowa, Custódio e Departamento Jurídico,onde está o dinheiro do caça catita?

    Aliás foram buscar esse artista no aeroporto, porque não vão leva-lo na escadinha?

    Responde Vovozinha!

    Curtir

  21. Concordo plenamente com você amigo Édson do Amaral, a torcida mais sofrida do norte lotou o aeroporto para receber o caça rato kkkkkkk… tem a obrigação de levá-lo de volta ao aeroporto.é muita sofrência meu amigo.kkkkkkkkkkkkkk…

    Curtir

  22. alguém sabe dizer por que o Claudio Alax não está jogando na lateral pelo Remo, ele não foi contratado? Levy e George Lucas sao muito ruins, não seria mais interessante colocar o Claudio Alax ou Jadilson ou Alex Ruan na lateral direita ao inves do Dadá ou Ilailson, que não tem o minimo cacoete de lateral.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s