46 comentários em “Capa do Bola, edição de quinta-feira, 04

  1. Já começamos na Zona de Rebaixamento em 2015, espero que o clube mantenha esse entendimento sobre valores fora da realidade do clube, por que na hora do aperto o cofre é aberto, sempre para aventureiros e jogadores velhos, no final das contas o dinheiro gasto é em vão.

    Curtir

  2. Perfeito J Pablo, o dinheiro não aparece agora, mas na hora da calculadora (quando é tarde) aparece. Este ano deu certo, em 2015, duvido.

    Curtir

  3. Amigos,

    É o que eu falei em outro post, contratar cinco bons jogadores bons e mais vantajoso do qie contratar dezessete pernas de pau. Economia com inteligência.

    Curtir

  4. Com certeza celira. Mas acho que decifrei o mistério alviceleste. Maia deu uma entrevista dizendo que iria lutar para permanecer na série B, com o que eu concordo. Mazola disse que queria lutar pelo acesso, algo que eu discordo. Isto porque eu acho que o bicolor deve primeiro se estruturar (base e profissional) para depois de 5 ou 7 anos começar a lutar pelo acesso. Pois bem, o presidente bicolor adotou a premissa correta com uma atitude equivocada. Para ele, lutar pra ficar na série B é montar um time barato (de série C), quando deve ser o oposto: montar um time de B pra não cair. O caso do Boa Esporte é exceção. Ponte, Joinvile, Vasco e Avaí tinham time de série B, ao contrário do time mineiro. E ainda tinha o América-MG, que, se não fosse prejudicado, subiria com os pés nas costas. Então o Boa estava lá por acaso. Pode trazer o Guardiola, o bicolor já caiu.

    Curtir

  5. Quantos eram os valores? Será que não era possível dar pelo menos 80% do que o Mazola pedia? De cara já vamos ter um gasto enorme, que eu acredito que já cobriria o que o Mazola pede, teremos um novo treinador, que vai querer trazer seus homens de “confiança”, vai bastar não golearmos os times pequenos do Parazão, para falarem em crise e em novas contratações. Repito a história do acesso passado, Papão não renovou com peças importante sob a desculpa de que não estavam dentro do orçamento, e depois foi um festival de gastança com jogadores que não renderam o esperado.

    Cito aqui como exemplo o Luverdense é só comparar, o time que subiu para a Série B tinha pelo menos 60% do Plantel do Acesso, com os jogadores importante sendo mantido e os que saíram foram para times de série B.

    Curtir

  6. Ouvi dizer que a diferença entre o que o Mazola pedia e o que a diretoria oferecia era coisa de R$ 10.000 inclusive Roberto Fernandez no Remo ganhava mais do que pediu o Mazola.

    Se isso for verdade mesmo a não contratação dele terá sido um amadorismo

    Amigo Cláudio ( ou outro amigo ) podes confirmar algum desses fatos? Valores?

    Curtir

  7. “Já começamos na Zona de Rebaixamento em 2015” Perfeita sua frase no post 1 prezado João Pablo, Quando parecia que o papão estava caminhando rumo ao profissionalismo eis que a coisa começa a mostrar o contrário quando a diretoria não consegue fechar com o Mazola e perde o zagueiro Charles, que assinou contrato com o ceará.

    Curtir

  8. Exato Jota, a premissa básica é: montar um time de série B competitivo, que eventualmente pode até subir, diante de determinadas circunstâncias do campeonato, mas que tem como realidade e meta a manutenção na série B. Tendo um time deste porte, o Paissandu tenderia a ficar em 10. Se Maia continuar insistindo em pré-contratos e contratações duvidosas tenderá a lutar para não cair, sendo uma grande zebra lutar para subir, como foi o Icasa de 2013 (que caiu este ano).

    Curtir

  9. Por sinal, a premissa de transformar a curuzu em CT no brasileiro é muito pertinente e sagaz, mas a paixão cega dos nossos dirigentes não conseguem ver que tempo de deslocamento e campo de pelada afetam a preparação do elenco.

    Eu ja havia comentado aqui no blog, em outro post, que não havia necessidade de reforma a Curuzu (apenas o gramado), sendo a prioridade a construção de CT.

    Para justificar a tese, falei que poderíamos, neste momento de reestruturação, fazer como Milan e Inter da Itália que jogam no San Siro que é um estádio público.

    Curtir

  10. Amigos, eu ainda não sei a verdadeira razão para a não renovação do contrato do Mazola. A diferença de 10 mil reais foi publicada em jornal local, se for isso, é muita miséria para um clube que sonha com 20 mil sócios torcedores, e para este, já é prenúncio de má propaganda.
    Na minha opinião, estes se transformarão em milhões quando o novo treinador aportar com sua barca, comissão técnica e mais um bando de jogadores de “confiança” que verão, para variar, o “eldorado” do Norte que somado ao desespero para não cair sangrarão os cofres bicolores.
    Por outro lado, Mazola sai do clube com uma excelente imagem, pode até ser que não seja contratado por outro clube recebendo o que pediu, e também, não sabemos se ele daria certo em uma segunda divisão.
    Não posso julgá-lo pela sua passagem no Bragantino, que escapou do rebaixamento, esta não foi muito feliz em razão do fraco elenco para aquela disputa.
    Mas posso analisar que por ser um estudioso do futebol, e muito dedicado no que os adversários tem de forte e pontos fracos, eu apostaria na sua permanência.
    Como eu disse, já é um mau sinal para quem quer atrair sócios torcedores.
    Além disso, perdemos o Charles para um rival direto, o Ceará, e outro que chegou a ser sondado, o Cametá. Enquanto os concorrentes contratam para a temporada, insistem nas tais contratações cirúrgicas. Se forem cirúrgicas, eu acredito que devam operar o paciente dos pés à cabeça pois nem o “dedo”, possuem no nosso plantel.
    E tomara que não surja nenhum “Frankenstein” com tanto pedaço de remendo oriundo de corpos de terceira ou quarta categoria. É mais que sabido que o barato sempre sai caro.

    Curtir

  11. Miguel,

    Meu receio com esta parcimônia dos dirigentes é ver treinadores e jogadores caça níquel tentando salvar o Paissandu da degola na série B ao final do ano que vem. Basta lembrar que em 2013 tivemos Lecheva, Givanildo, Arturzinho “nem Pepe Guardiola sala” e Bennazi (este último um verdadeiro caça níquel).

    Curtir

  12. Concordo com o Mazola que, na atual situação, o uso da Curuzú como CT e mandar a maioria dos jogos para o Mangueirão seria a coisa mais sensata a fazer.
    Sei que as “despesas”da principal praça são muito maiores que as da casa. Mas se o objetivo é manter-se na segundona tem que pensar grande, ser o mais profissional possível.
    Do que adianta perder horas sem fim no deslocamento para treinar em campo de pelada? Será que nunca sairão desta fase de amadores?
    Os gastos com o transporte usado no deslocamento não entra como despesa também, ou tudo é gratuito?,
    O Paysandú aguarda pelo presente vindo do governo, o CT, mas isso demora pois coisas públicas passam de inúmeros processos até serem concretizados. E se for isso, o Mazola está mais coberto de razão, pois em breve teria o CT e a partir dai usar a Curuzú para mandar os jogos.
    Penso que a ampliação da Curuzú é necessária, mas no momento é um gasto que pode ser postergado. O Clube não está estruturado, eu acho que as prioridades devem ser revistas em benefício do próprio Paysandú.
    Mas, vamos aguardar e ficar na torcida para que tudo ocorra bem e que nós torcedores, não fiquemos fazendo ponto na zona!

    Curtir

  13. Bem lembrado Celira, o Benazzi, “o salvador de rebaixamento”, andou neste ano pelas bandas da Portuguesa, e conhecemos desfecho da história.
    Pode até parecer que alguns torcedores nos quais eu me incluo, estejam percebendo que 2015 será um ano fatídico,ou que estamos de mau agouro com o clube, ou torcendo contra,…, jamais!, o que estamos vendo é que tudo está se repetindo, identicamente a 2013 e o que não queremos é amargar mais um rebaixamento. Chega de ser um time do tipo ” boto”! , a lenda amazônica que vez perdida aparece para namorar com as belas caboclas da região!

    Curtir

  14. Infelizmente o Paysandu esta rumo a serie C novamente…sem definir quem vai comandar o time no campo..vai contratando jogadores sem aval do treinador seguinte..e´o fim…e o pior… vai perdendo a base de bons jogadores da temporada… pode anotar, estaremos rebaixado em 2015.

    Curtir

  15. Levir, Marcelo e Giva renovaram. Será que eles estão errados e o bicolor correto? Já vejo o velho Giva (que eu acreditava ultrapassado) na série A em 2016.

    Curtir

  16. A situação do Paysandu é extremamente preocupante. Perde o técnico e base de bons jogadores que deram suporte ao time ao longo da temporada. Começo a temer por nosso futuro. Estão economizando onde não deviam. A Mazola o que é de Mazola, se ele queria X paga-se X, bastava nao estipular multa rescisória, digo que graças a ele este ano disputaremos a B e não a D. Quanto lucro ele trouxe pro Paysandu? Tomara que algo mude, pois 2015 começou muito mal.

    Curtir

  17. Não só não é papo furado, como já estão procurando o novo, respeitando o “cronograma financeiro” (palavras de Maia). E mais: o próprio Maia disse que o bicolor fará a maioria dos jogos na Curuzu e alguns no Mangueirão, como contra o Bota.

    Curtir

  18. Gerson, o único problema do mazola e disputar finais de campeonato, já perdeu 4 ( 3 com o PSC) e uma com o Spórt (em 2012). Mas tirando isso, ele é um bom tecnico, se não fosse ele, certamente o Paysandu estaria na série D em 2015. Essa diretoria “nova” já começou muito mal, vai chamar quem para comandar, um tecnico enganador ou em fim de carreira. Que vergonha ter perdido o charles para o Ceará, se fosse pelo menos para um time da série A. Ganhar a copa verde de 2015 agora, acho que ficou muito dificil. Comoesse atual presidente so gosta de ganhar as coisas no tapetão, va logo preparando provas e argumentos para defender o PSC, pois seremos um candidato fortissimo ao rebaixamento com esse amadorismo que insiste em reinar na curuzu. Vc não concorda Gerson?

    Curtir

  19. O Velho Givanildo quase Arranca o acesso. Séria uma Humilhação pública aos dirigente Bicolores Mazola ser contratado pelo Remo, seria a prova de que a não renovação dele não apenas foi amadorismo mais sim Má Vontade.

    Curtir

  20. Alguém está mentindo nessa História

    Mazola diz que fez um proposta dentro do orçamento do Clube

    Maia diz que foi fora da realidade do Clube

    Espero que até o final do dia alguém possa elucidar os valores, para que saibamos quem é o mentiroso da história ou se houve algum engano.

    Curtir

  21. Maia informou que ofereceram ao Mazola 20 % de aumento que este valor seria 60 mil. ou seja, Mazola + comissão técnica, passaram de 50 para 60 mil.

    Dizem que Mazola de inicío solicitou 100 mil e após a proposta do Paysandu fez contra proposta com valor inferior, Alberto Maia não aceitou subir a proposta de 60 mil.

    Incrível Maia está falando em economia, em 2013 na série B com cotas de 2 milhões(bruto) o Paysandu teve receitas de 15 milhões ao final do ano.

    Agora em 2014, o Paysandu sem cotas de TV conseguiu os mesmos 15 milhões, Já que o programa Sócio torcedor trouxe + de 2 milhoes aos cofres do PSC.

    Curtir

  22. Em 2015, com cotas de 3 milhões (bruto) + aumento de sócio torcedores ( com adimplência maior, já que teremos mais jogos em casa) o Maia começa a falar em economia com o que estava dando certo. acredito que iniciamos o ano fazendo uma grande burrada.

    Curtir

  23. Paysandu em 2013 série B Gastos com salários+ aux. moradia + luvas e premiações, teve gastos médios de 670 mil.

    Paysandu em 2014, Série C Gastos com salários + aux. moradia + luvas e premiações, teve gastos médios de 580 mil.

    Agora em 2015 Alberto Maia fala em gastos de 400 mil mensais, alguma coisa está errada.

    Lembrando que a chapecoense com gastos médios de menos de 600 mil foi campeã da série B em 2013.

    Curtir

  24. Hoje na Clube, o progrma de esportes do almoço explicou a situação. Não foi só salário, tem os ganhos indiretos, ap, carro, passagens. Ele queria trazer a família, por isso aumentou a pedida. Ainda tinha os ganhos por etapas, Copa Verde, Brasileirão, enfim o caso é mais complexo que parece. C. Guimarães disse que há um problema dele com o DM também, fora a questão da base. Nomes preferidos agora: Argel Fuks e Sergio Soares. Além destes há mais 5 nomes. Recife renovou e o caso de Charles seria vingança do empresário, o mesmo de Lima. Opinião minha: ele quer gastar pouco agora, porque quando perder o RexPa ou estiver na zona de rebaixamento, ele vai ter dinheiro pra gastar com o salvador da pátria.

    Curtir

  25. O Alberto Maia começou sua gestão cometendo um ENORME erro… Caramba, não aprendeu ele com os erros do 1o ano da gestão do Vandique ?! Não me venham com essa de que o Maia é inexperiente, que não irá colar !! É incompetente !!!

    Curtir

  26. Jota,

    Na Clube os comentaristas falaram que Argel Fuks ganha entorno de 50 mil no Figueira (duvido muito que ele ganhe apenas isso). Independente disso pergunto: este é o salário de Argel ou é o custo da comissão técnica?

    O valor de Mazola era pela comissão técnica, logo, 75 mil não era muito (é muito, mas não tanto como está se falando – Dê 10 para auxiliar e preparador físico e Mazola ganhará 55 mil de Argel)

    Curtir

  27. Quando Maia for atrás de um bom técnico de série B, que com certeza trará sua comissão técnica, encarará salários mais altos… Ainda mais que eles estão esquecendo do custo Belém…

    Curtir

  28. Jota, com a grana que a Globo injetou no Palmeiras 70 milhões nem podemos considera-lo como campeão. Isso sim que é uma verdadeira compra de título.

    Curtir

  29. Prefiro Copa do Brasil, Copa Verde, Campeonato Paraense, Sulamericana, Libertadores, Copa do Mundo – do que o Brasileirão e seus enfadonhos pontos corridos.

    Curtir

  30. Celira, eles falaram 50 no Figueira e que antes era 60 na Portuguesa. Mas não esqueça que era luta pelo rebaixamento e pela série A, então nessas condições o cara topa tudo pela vitrine. Quanto ao Mazola era com a CT sim, mas os gastos indiretos inflaram o valor final, ultrapassaria 100 mil mensais, porque incluiria os gastos com a família, casa, carro, passagens etc.

    Curtir

  31. Só sei que hoje, quando chegou em Fortaleza, Mazola estava na companhia de Papelin… Logo, penso que o caso Mazola ainda não teve um desfecho definitivo.

    Curtir

  32. Se o problema principal é dinheiro, então, por que a diretoria não aposta em um treinador argentino, ou até mesmo uruguaio, notáveis profissionais acostumados a tirar leite de pedra e oriundos de países com moeda bem mais fraca que o Real. Lembro, ou informo aos mais novos, que a experiência com Juan Alvarez(1965-1966) foi tão exitosa que é incontornavelmente exemplar, principalmente no primeiro ano, quando o time Bicolor era inferior ao Remo e foi campeão por antecipação, além de ter obtido aquele feito histórico que virou verso no hino de fato do clube.

    Curtir

  33. Vejo que o Paysandu não está conseguindo trazer nem jogador do nível do Marlon. Nesse contexto, ainda que consiga o retorno do Mazola, será irrelevante. Dificuldade em reforçar o time denota problemas financeiros, o que não deveria estar ocorrendo, devido às arrecadações de outubro e do sócio-torcedor. Só com este último o clube tem uma arrecadação elevada que deveria tê-lo alçado a um patamar diferenciado na região, mais isso não está se verificando. Se tem onze mil sócios, como alardeado, em quanto estará a receita? O campeonato já começou, uma vez que o período de contratações é o mais importante de todas as etapas – é agora que começam a se formar os elencos campeões. Quem faz economia agora terá de gastar o dobro lá adiante, ainda assim para trazer os refugos, pois os grandes jogadores estão assinando por um ano.

    Curtir

  34. As rendas da série C foram pra pagar atrasados e os salários até dezembro e décimo terceiro. Sobre o ST só 5 mil pagam em dia.

    Curtir

  35. O custo Belém é um fato que qualquer profissional leva em conta quando do seu deslocamento para a região Norte do Brasil. Já prevendo estas e outras dificuldades, a direção deveria sim apostar no projeto sócio torcedor e contando com a possível inadimplência, e formar um grupo forte e competitivo aliado a uma comissão técnica comprometida com o Clube e o seu projeto. Logo de cara, transmitiria ao torcedor do Papão a confiança necessária para se associar.
    Mas a começar desta maneira, sem a renovação do Mazola e a contratação e permanência dos melhores valores do grupo de 2014, soa como propaganda negativa afastando o torcedor do projeto sócio torcedor.
    Acho que você ao comprar um produto você quer deste qualidade e confiabilidade!
    É a minha opinião!

    Curtir

  36. O Alberto Mala tem razão. Só quem tem a chave do cofre, sabe onde o calo aperta. São dívidas e mais dívidas. O arrocho faz-se necessário neste momento.

    Curtir

  37. De fato, Miguel, você tem razão. A não contratação de Mazola é um tiro no pé do programa sócio-torcedor, posto que, no momento, Mazola é a figura do plantel que melhor representa o Paissandu.

    Curtir

  38. Depois de tudo que passamos não consigo acreditar no que estou presenciando NOVAMENTE. Pelo amor de Deus, não brinquem de série B e contratem jogadores de qualidade. Quando o Paysandu caiu pra C, todos avisamos aqui. Não repitam os mesmos erros. Essa “economia” nunca funciona. Acreditem. Escutem-nos!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s