No G20, Brics insistem na reforma do FMI

B2eZT4vIcAANPDM

O Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) classificaram como “desapontamento e grave preocupação” a não-implementação das reformas do Fundo Monetário Internacional (FMI). Para eles, a demora afeta a credibilidade e legitimidade do Fundo.

“A demora injustificada em ratificar o acordo de 2010 está em contradição com os compromissos conjuntos assumidos pelos Líderes do G20 desde 2009. Na eventualidade de os Estados Unidos não lograrem ratificar as reformas de 2010 até o final do ano, os líderes exortaram o G20 a agendar uma discussão sobre as opções quanto aos próximos passos, conforme FMI se comprometera a apresentar em janeiro de 2015”, defenderam o grupo em nota à imprensa.

selo_g20Os líderes dos cinco países se reuniram na manhã de sábado (20h30 de sexta-feira, no horário de Brasília), durante encontro do G20 na Austrália, onde se comprometeram a nomear chefe do Banco de Desenvolvimento antes da próximo cúpula.

O Brics demonstrou seu otimismo ao destacar que uma “recuperação forte e duradoura ainda está por se materializar” depois da crise financeira de 2009. Eles ressaltaram a importância das economias emergentes, que estão preparadas para choques externos e têm sustentado o crescimento apesar de impactos de políticas monetárias dos países desenvolvidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s