4 comentários em “A sentença eterna

  1. Gênio…

    Essa é a única palavra que posso utilizar para Raul…
    Um cara que compõe Ouro de Tolo e Mosca na Sopa em plena a ditadura é de uma genialidade ímpar, com todo respeito a Chico, os tropicalistas e demais, todavia, Raul era de outra galaxia…

    Curtir

  2. Sobre a frase, hoje, tendo a oportunidade de estudar alguns filósofos classificados como pós-modernos (em que pese de muitos não gostarem de classificação), posso dizer que compreendo (e desejo ser) um pouco sobre ser maluco onde muitos desejam ser normais.

    Curtir

  3. Gênio da música brasileira, ser pensante e posso até dizer, visionário. Esse era Raul Seixas. Ninguém teve a coragem que ele teve de em pleno auge da Ditadura Militar propor uma Sociedade Alternativa. Um raro caso onde as músicas se confunde com o homem. E pensar que dia 25 de agosto vai completar 25 anos que ele se foi. O Brasil nunca mais foi o mesmo sem esse cara pra quem eu tiro o chapéu e aplaudo de pé.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s