Advogado não crê em vitória do Papão no tapetão

Em mensagem postada no Facebook, na manhã desta quinta-feira, o advogado André Cavalcante, especialista em assuntos da Justiça desportiva e ex-defensor jurídico de São Raimundo e Cametá, considera que o Paissandu não tem chances de sucesso em seu recurso para reverter o resultado do jogo com o Brasília, no qual foi derrotado por 2 a 1 na última segunda-feira, 21. Cavalcante diz o seguinte:

“Muitos amigos estão me enviando mensagens pedido uma opinião minha sobre a condição do jogador Gilmar do Brasília que teria jogado de forma irregular a final da Copa Verde. Agradeço a confiança. Minha opinião é a seguinte:
A CBF para o registro de atletas adorou o Documento Único de Registro e Transferências-eletrônico, o DURT-e. É um sistema em que as Federações encaminham os contratos dos atletas. Segundo o art. 36,parágrafo 4º, do Regulamento Geral das Competições da CBF Edição 2014, o DURT-e “estará disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana.”.
Trata-se de uma inovação, já que antes, de fato o sistema ficava disponível até as 19h.
Ademais, o art. 41 do mesmo regulamento dispõe:
“No caso de renovação de contrato de atleta após encerrado o prazo das inscrições, o atleta terá condições de jogo, não sendo observadas quaisquer limitações de prazo para registro, desde que a publicação do ato de renovação contratual, no BID venha a ocorrer em prazo não superior a 15 dias contados a partir da data do termino do contrato anterior.”
Portanto, se o contrato do Atleta Gilmar expirou em 20/04, ele estará regular se a publicação no BID sair até o dia 05/05, ou seja, não assiste razão a reclamação do Paysandú.
Acredito que o equívoco tenha ocorrido pela leitura de uma versão antiga do Regulamento Geral das Competições da CBF
Esse é meu entendimento, salvo melhor juízo.”

74 comentários em “Advogado não crê em vitória do Papão no tapetão

  1. Há uma questão que precisa ser esclarecida com mais detalhe, qual seja, o art. 41 fala “no caso de renovação de contrato de atleta”, mas, no caso em questão, o contrato não foi renovado, mas rescindido, conforme se observa da publicação do BID de ontem (23.04.2014) sob o nº DF 2013133723 a respeito do atleta Gilmar de Oliveira Costa (nº de inscrição 176739). Ora, você renova contrato já existente – sem rescindi-lo, é claro. Se rescindiu o contrato existente, não cabe falar de renovação do mesmo ajuste, mas da realização de novo contrato ao qual não se aplica a regra do art. 41. Repetindo: só se renova o que está em vigor, nunca o que já foi rescindido; se rescindiu, o que vem depois se trata de um novo contrato ou ajuste. Aqui, respeitosamente e até onde vejo, me parece que a interpretação do dr. André Cavalcante falhou ao deixar de atentar para este relevante detalhe jurídico.

    Curtir

  2. Com a palavra os juristas; com a decisão, o Stjd.
    De concreto por enquanto, além do Mangueirão, somente os 2 a 1 para o Brasília, os penais perdidos pelo Lima – o artilheiro das defesas frágeis – e Hélinton, que por ser o mais fraco, pagará o pato, e o sarro de um jornalista, que está postado no Youtube.
    É o que há.

    Curtir

  3. Será uma batalha árdua considerando toda a entourrage política de Brasília, que se colocará a postos para defender o time candango. A lei, até parece proposital, dá brechas a interpretações, e neste caso, quanto mais influência política, maior a chance de ganhar.

    Indo para a justiça comum, as coisas ficam ainda piores, visto que todos os tribunais superiores encontram-se justamente em Brasília. Recordando-se o caso Gama, vemos a força política que tem o futebol brasiliense.

    Curtir

  4. O MIGUELANGELO IRMAO DAS TARTARUGAS NINJAS NEM DORME MAIS VASCULHANDO INFORMAÇÕES QUE LEVAM A CRÊ QUE O BRASILIA ESTA ERRADO.. ESE CONFORMA QUE É MAIS PRUDENTE.. APANHARAM E PRONTO. PAYTAPETÃO

    Curtir

  5. E se o Dr. André fosse convidado para defender o Paysandu teria esse raciocínio rápido?

    Existem as famosas brechas jurídicas, são nelas que os advogados do papão estão entrando.

    Vamos aguardar o final, o certo é que o Gilmar já pulou for de lá e se apresenta ao Aguia.

    *Tem gente que finge esquecer que seu time participou e apanhou do papão neste torneio, se não reconhece, óleo de peroba, companheiro!

    Curtir

  6. BID da CBF, publicou a rescisão do contrato do jogador Gilmar, ontem, para que ele pudesse assinar com o Águia… Nada tem a ver a publicação no BID de ontem, com a questão do protesto do PSC.. Se houve uma rescisão, é porque o atleta estava inscrito no BID.. Papão alega a questão de horário, alegando que teria que ser até 19hs e foi feito, 20:34hs.. É justamente o que alega o Dr. André, acima.. 19hs, era antes, hoje, são 24hs…

    Dinho Menezes, tá confundido as coisas. Ele tá dizendo que o jogador só saiu no BID, ontem e não foi isso. Ontem saiu a rescisão do contrato dele com o Brasília… E o pessoal do programa, linha de passe, passou batido…

    É a minha opinião.

    Curtir

  7. Esse é o camisa 10 que vc se referia Claudio? Uma bomba mesmo!

    Querem também o Alekito. O filho do Galvão também estaria de volta.

    O Galvão ainda está lá?

    Curtir

  8. Sinceramente não creio que o papão terá sucesso nesta batalha jurídica, mas vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.

    Curtir

  9. Caramba Claudio, então o Aguia vai montar um bom time mesmo.

    Aliás o Aguia há tempos já é o 2° time do estado, 1° é o papão

    Curtir

  10. Bom sou Paysandu e não concordo com essa história de tapetão. O Paysandu deveria colocar todas as suas forças para a 3ª Divisão. Vamos esquecer copa verde.

    Curtir

  11. Ouvir ainda pouco na Clube que esse camisa 10 seria o Zé Roberto, que estava no Brasiliense e que já passou pela seleção brasileira.

    Curtir

  12. O problema Édson, é que o Águia sempre atrapalhou a vida do Papão nesses anos em que o mesmo passou na série c. E este ano não será diferente. O Águia parece que dessa vez vai lutar por uma vaga e novamente irá atrapalhar a vida do Glorioso.

    Curtir

  13. Infelizmente, depois da vitória sobre o Naviraiense, o Paysandu começou a meter os pés pelas mãos no campo jurídico. Na série B criou-se um factóide em cima do São Caetano, que teria utilizado atleta irregular. Nem sequer houve julgamento, tão absurda era a alegação. Ficou clara a má fé do clube. Agora, ao que parece, outro factóide, com o Dep. Jurídico jogando sua credibilidade no lixo apenas para justificar derrotas. Creio que isso se deve ao fato de ter um político no comando. Político nunca aceita levar a culpa de nada (e perder votos). A culpa será sempre dos outros. Se perder no tapetão, dirá que a CBF foi parcial. São as mazelas de nosso futebol. Vai sair do clube um dia e dizer que todas as suas derrotas foram na justiça, dentro de campo ganhou tudo etc.

    Curtir

  14. Égua,Antônio!

    Perfeitoo teu comentário.

    Gozações à parte,o Vandick continua a demorar para contratar.

    A Série C começará depois de amanhã,e nada se ouve de reforços.

    Apenas e tão somente o Rafael Tavares,que nem meia é.

    Curtir

  15. Bom, como advogado, também vou opinar, sem levar em consideração paixões clubísticas ou as interferências extrajurídicas que geralmente estão presentes nas decisões judiciais (ou equiparadas):

    O advogado André Cavalcante está parcialmente certo.

    1) De fato, segundo o novo Regulamento Geral de Competições (2014), o DURT-e funciona 24 horas para registro de atletas.

    2) Em caso de renovação de contrato, basta que se cumpram duas formalidades:
    a) o registro do termo aditivo (via DURT-e) – considerando que o registro do aditivo foi realizado antes do término do contrato principal.
    b) a publicação no BID dentro do prazo de 15 dias.

    3) DOIS FATOS:
    1º O Brasília teria até o dia 05/05 para que a renovação do contrato do jogador constasse no BID. Até o momento nenhuma publicação sobre a renovação contratual foi feita;
    2º Já foi publicada ontem a rescisão do contrato do jogador.

    4) PROBLEMATIZAÇÃO:
    Aqui reside algo que o tribunal (STJD) poderia se ver instigado a julgar.
    Seria válida a publicação no BID (para fins de regularização do atleta) da renovação contratual de um jogador em momento posterior ao da publicação da rescisão contratual?

    Para mim, esse é o resumo do caso. Em breve trarei as hipóteses.

    Curtir

  16. HIPÓTESES:

    1) Sim, poderia ocorrer, uma vez que o texto do Regulamento Geral de Competições prevê o prazo de 15 dias e não impõe restrições;
    2) A CBF pode ter demorado a publicar a renovação contratual no BID, por erro dela própria (o que ocorre algumas vezes) e, portanto, publicá-la agora, após já haver sido publicada a rescisão, não seria um problema do Brasília, que cumpriu os seus prazos.
    3) Não poderia ocorrer a publicação agora, nesse momento, pois já foi publicada a rescisão contratual e, estas duas espécies, renovação e extinção, são incompatíveis entre si quando está última antecede aquela primeira.

    Curtir

  17. O pessoal em Marabá diz q acertou já e inclusive tem um grupo q aceitou pagar os salários do Marcelinho Paraíba.

    Curtir

  18. Se o Frogoió viesse pro bicola o que iria dar de comentário negativo não seria fácil, mas como é pro Águia haja elogios. Só falta o ER pra fazer dupla com ele.

    Curtir

  19. Dr. André está corretíssimo!!!ainda há outras prerrogativas como o termo aditivo da extensão do contrato do atleta feito no dia 15/04 e mesmo a federação ter repassado no dia 17/04 e após o horário de expediente da CBF,o próprio regulamento da competição não determina sobre até q horário deve ser concretizado ou renovado a contratação de atletas ou seja então vale até 23:59min e o Paysandu alega q foi feito após as 19h horário q termina o expediente da CBF!!!moral da história: o atleta está regular e poderia estar na partida!!o Paysandu foi amador neste caso pois imaginava q a situação era a mesma do Naviraiense!!portanto o Paysandu irá passar vergonha no STJD!!!!

    Curtir

  20. Pelas barbas do profeta como diz o Anaisse!!!!!!!!!!!! Mas lendo todos os comentários a respeito de tapetão nesse caso Gilmar, posso afirmar a todos os bloguistas que é impressionante o tamanho da barbaridade que alguns torcedores do “fenomeno azul do caxiado escrevem””‘. Não sei se dou risada ou se lamento, mas que é muita barbarie, não tem a menor dúvida. Para ser mais claro, digo que esses senhores azulinos estão criticando duramente a diretoria do Paysandu e xincalhando o clube por causa dessa possibilidade do jurídico reverter o resultado da decisão da copa verde no tapetão igual no caso naviraense. Mas eu pergunto a todos que moral tem justamente um torcedor azulino de criticar quem procura direitos através da justiça desportiva, logo o remoleza deles que é campeão mundial nesses recursos de tapetão. Mas vai ver que o problema deles é a falta de memória porque não lembram que o remoleza já foi rebaixado para a segunda divisão do parazão em 2000 e voltou á divisão principal pelo tapetão. E mais recente os azulinos não deveriam perder a memória e lembrar que o time deles aprontou muitas no tapetão tentando tirar a vaga do PFC na serie D e não conseguindo tentaram a barbarie de querer eliminar até o Genus da Serie D no tapetão , onde esse time nem de Belém faz parte. E mole???????Outros que se acham entendidos no assunto como antonio oliveira vem falar em factoide da diretoria bicolor, por causa desse recurso no stjd, e esqueceu que ele mesmo apoiou o pirão e o juridico azulino quando tentaram tomar a vaga do PFC no tapetão. Lembro muito bem que naquele caso, antonio e outros do remoleza chegaram a falar até em constituição, afirmando que é constitucional alguem que se sentir prejudicado procurar seus direitos através da justiça e o remoleza apenas estava procurando seus direitos. Mas agora que é o Paysandu que está procurando um possível direito na justiça desportiva, “””aí não pode”, “aí vergonhoso” ” é factoide”” vejam so como mudam as opiniões, conforme os interesses de cada um kakakakakakakakakakaka.
    E anotem bem que não vai demorar muito para esses azulinos tipo o antonio oliveira estarem aqui no blog opinando sobre tapetão não pra criiticar, mas para parabenizar, apoiar um possivel recurso do remoleza para conseguir divisão no tapetão. Porque do jeito que as coisas andam, o remoleza caindo pelas tabelas, o Paysandu muito desmotivado após a a perda da copa verde e o independente subindo na competição, não espantem se esse galo conseguir o título e jogar o remoleza para o tapetão para conseguir divisão. vamos aguardar….

    Curtir

  21. É por isso que os jogadores do Paysandu estão todos raquiticos, toda vez que eles vão comer o departamento jurídico do papinha tenta virar a mesa. kkkk

    Curtir

  22. Nélio, cometes vários enganos.

    O primeiro que a falta de memória não é uma exclusividade do torcedor azulino. De um modo geral o torcedor bicóla, cujo clube é useiro e vezeiro no tapetão, sempre reclama quando o clube azulino faz uso do expediente.

    O segundo que o Antonio que acusa o clube bicóla de usar de factoides não é o Antonio OLIVEIRA. Isso um exame menos exasperado do comentário a que referes mostraria tranquilamente que são Antonios diferentes.

    O terceiro, que o Antonio OLIVEIRA, este que vos responde, não “se acha entendido no assunto”. Aliás, eu não me acho entendido em nenhum assunto. Eu apenas pesquiso sobre o que vou comentar, antes de escrever o comentário expondo minha opinião. E a minha pesquisa passa por uma atenta leitura, que começa do nome da pessoa que faz o comentário sobre o qual vou me referir, exatamente para saber do que, e com quem estou falando. Enfim, não acho que entendo de nada. Eu passo a aprender alguma coisa a partir das postagens, dos comentários dos colegas, e, logicamente, das pesquisas que faço e exponho nos comentários.

    O quarto é que eu nunca foi contrário, pura e simplesmente, às investidas na justiça desportiva ou comum. Tampouco fui a favor, pura e simplesmente, das investidas na justiça desportiva ou comum. Eu sempre fui a favor de que quem julga que tenha algum direito desrespeitado, deva correr atrás. E também sempre fui contra que se use a Justiça para enganar o torcedor, para desviar a torcida da responsabilidade da diretoria.

    O quinto que nunca fui pura e simplesmente contrário às investidas do bicóla na justiça, e tampouco pura e simplesmente a favor das investidas do Remo, principalmeente aquelas tendentes a adquirir a vaga. Os arquivos do blog estão aí para serem pesquisados e provarem esta verdade.

    Curtir

  23. Vcs tem é que se conformar com o vice-campeonato e parar de chorar,titulo se ganha em campo ñ em tapetão.é melhor procurar a delegacia da antiga sudam,e comprar vaga pro tapetão do norte nela.essa é mais uma piada ke vamos dar muita risada e se perderem o campeonato também vão kerer correr pro tapetão.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,podem chorar a vontade o ano todo centernada ainda ñ ganharam nada esse ano..ganharam uma passagem de volta de Brasilia com os olhos inchados de tanto chorar.kkkkkkkkkkk.

    Curtir

  24. OK. Antônio Oliveira, nesses casos é melhor deixar o tempo provar quem tem razão. E por falar em tempo, lí o comentário deste advogado André Cavalcante, li todas as opiniões dos bloguistas a respeito do recurso do Paysandu no STJD sobre essa possível irreguaridade do Gilmar, vou voltar ao ” túnel tempo” e sobre esse caso vou dar a mesma opinão que dei sobre o caso Naviraense: “Esse jogador Gilmar atuou de forma completamente irrugular e se o caso for recebido, analisado e julgado apenas dentro das esferas esportivas, o Paysandu irá ganhar no tapetão. Mas se imperar no caso, como acho que vai ocorrer, o uso de poderes, tráfico de influências políticas, mesmo com o jogador tendo atuado irregular, será impossível o Paysandu ganhar essa causa”. Fiz esse comentário no caso Naviraense, mesmo depois de ter lido e escutado opiniões de centenas de pessoas da imprensa local, dirigentes e juristas de Naviraense e Paysandu. Inclusive acompanhei opiniões de juristas considerados em Belem como os maiores conhecedores da esfera jurídica futebolista, como o conhecido Hamilton Gualberto, o qual é jurista esportivo, comentarista, e ex conselheiro azulino. Lembro que Gualberto afirmou com todas letras em sua coluna, que o juridico bicolor estava perdendo tempo, procurando uma irregularidade num jogador que ele, Hamilton tinha certeza que não existia. Hamilton tambem citou que o regulamento especifico da Copa do Brasil por qual se baseava o jurídico biclor para ganhar a causa contra o time de navirai, deveria ser ignorado porque o regulamento geral das competições CBF excluia todos os outros. Quando li essa opinião do Gualbrto, até ri me perguntando porque então da existência de regulamentos especificos?? mantive minha opinião e no final, todos sabem o que ocorreu: o navirai levou uma goleada na terceira e ultima comissão disciplinar. A diretoria do naviraense, sequer apelou a justiça comum porque reconheceu que vacilou. E vacilou igualzinho essa diretoria do Brasilia nesse caso. è so guardar primeiro, se o Papão vai mesmo recorrer, se o stjd vai aceitar a denúncia, e depois aguardar as consequências.

    Curtir

  25. OK, Nélio, mas uma coisa não precisa aguardar pelo tempo. pode ser esclarecido agora: o Antonio que escreveu sobre o tal “factóide”, não fui eu o Antonio Oliveira. Até agora por não ter todos os elementos e nem ter como pesquisa-los não Opinei a respeito.

    Curtir

  26. Também desconfio que, se insistir no descolorido cabeleira paraibano, o time de Ferreirinha vai brincar com a sorte.

    Curtir

  27. Melhor assim! Vamos focar na C e de quebra ganhar mais um trocado na Copa do Brasil. Ah sim, nada de entregar o turno pro Galo e sim, ir atrás de mais um parazinho e deixar a D pro vice. Papão, Papão, Papão!!!

    Curtir

  28. Verdade,amigo Maurício.

    Nada ouço sobre os reforços questionados pelo Mazola à diretoria.

    Acorda,Vandick!

    Curtir

  29. Como posso cobrar do Mazola, se o PSC contrata jogadores que não podem ser chamados de reforços?
    Complicado.

    Ja sobre Rafael Tavares, este é um bom meia (não organizador) que vai ser útil na campanha da série C
    .

    Curtir

  30. Mas, Celira, será que a esta altura da temporada, ainda existem, disponíveis no mercado, meias organizadores de nível decente e preço acessível ao limite do que pode e quer pagar o Vandick?

    Curtir

  31. Falando em divisão, STJD quer excluir da B e rebaixar a Lusa para a C de 2015. Logo, como a D ainda não começou e nem há participantes definidos (ainda bem que o Papão não conhece esse inferno), é de se supor que apenas três clubes sejam promovidos à terceirona.
    Te dizer, quando o cachorro de peruca quer pôr a fuça pra fora da lama vem a cacetada kkkkkkkk

    Curtir

  32. Pelo que tô sentindo, amigo Antônio Oliveira, o PSC vai começar e acabar o campeonato sem este meia, que, diga-se de passagem, é peça rara no futebol brasileiro.

    Mudando de assunto… companheiros do blog, vocês ouviram a mancada feita pelo Abner Luiz?

    Confesso que até gosto de alguns comentários do mesmo na rádio e jornal, todavia, a credibilidade do jornalista foi bastante arranhada depois da divulgação do áudio.

    Penso que todos os jornalistas tem direito a torcer por um clube, Abner é remista, todos sabem disso, mas tripudiar sobre o PSC e sua torcida foi de uma infantilidade absurda, ja que o mesmo vive do jornalismo esportivo… uma pena a atitude do mesmo.

    Curtir

  33. Espero que Vandick não faça essa loucura. Ja que não é um jogador de grupo (típico dono do time), em que pese o fato do Marcelinho ter feito bons jogos pelo Boa ano passado na série B.

    Curtir

  34. Durma-se com um barulho desses.

    Bola fora do Mazola,caso tenha solicitado a contratação do Marcelinho.

    Curtir

  35. Valeu Claudio. Acho que o MP pode ajudar ainda, o que vc acha Claudio?
    Agora, ele e Lima em Belém, a mulherada corre perigo rss

    Curtir

  36. Amigo Maurício, Cláudio, Miguel, Edson e os demais bicolores,

    Marcelinho Paraíba fez uma boa série B pelo Boa esporte. Deitou e rolou nos jogos contra o Papão. Quem não lembra? Minha preocupação quanta este camarada está no fato dele não ser jogador de grupo. Isto pode afetar o grupo. No mais, seria uma boa contratação, mas não é um grande reforço.

    Curtir

  37. Não consigo ver o MP como reforço, nem antes nem agora, nem pro Papão nem pro Águia, amigo Cláudio e demais baluartes. Joga quando quer, é um problemão fora de campo e custa muito caro.

    Curtir

  38. Vendo a série B, Claudio?
    Paraná 2×3 JEC, bom jogo, duelo de bons centroavantes típicos, Jael e Giancarlo. Interessante que com técnicos desconhecidos e poucos nomes de destaque. Saci acaba de sofrer contusão séria e sai carregado. Joelho. Vendo o jogo, concluo que o Papão tem que melhorar muito pra subir.

    Curtir

  39. Gerson, não obstante pareça contraditório, e acabe sendo mesmo, minha intuição é que, mesmo com as inconveniências das quais você faz um ligeiro sumário, o MP poderia ter um bom aproveitamento, seja no bicóla, seja no Águia, seja no próprio Remo.

    Aliás, no Remo penso que se daria muito melhor que o Eduardo Ramos. Se bem que isso não significa muito, dado o baixíssimo rendimento do meia azulino.

    Mas, como tudo não passa de intuição de torcedor, e como os dirigentes não agem, ou não deveriam agir por intuição, melhor deixar que eles decidam o que lhes pareça melhor para os respectivos Clubes.

    O que eu sei é que o trocaria pelo Eduardo Ramos sem titubear.

    Curtir

  40. O que foi que o Abner disse? Só lí ele pedindo perdão pra torcida bicolor…deve ter sido alguma bobagem , já não chega os de fora

    Curtir

  41. Edson, o leso passou um audio via whatsapp para um amigo que jurou não espalhar (o besta acreditou). Ele fala como se fosse o comandante do vôo que trouxe a torcida do Papão de volta para Belém vindo de BSB. Em suma, ofende e tira sarro da fiel, dos jogadores e do Wandick, chegando até a imitar o narrador do EI na babaquice. Baixaria pura que o amigo da onça espalhou. Se ferrou o otário metido a jornalista.

    Curtir

  42. Tudo isso porque ele passou o áudio pra um “amigo”, agora a Syane Neno (Assumidamente torcedora do Paysandu) também deve falar poucas e boas do Remo, a diferença é que tudo é feito na surdina, então bicolores: deixem de mimimi. foi só zoação do cara. No site oficial dizem até que serão ajuizadas ações judiciais no âmbito civil e criminal visando a responsabilizar ele, Puts quer dizer agora que ninguém pode chamar o Paysandu de Mucura e o Remo de Cachorro de Peruca que vão querer processar? É o fim do futebol!

    Curtir

  43. Valeu Mauricio.

    Augusto, gozações entre torcedores por serem anônimos é normal. Aqui todo dia até passamos dos limites nos sarros, eu admito de minha parte, mas sou um torcedor anônimo. Amanhã quando for ao supermercado, ninguém vai criticar.

    Já pessoas conhecidas, precisam se resguardar, principalmente quando elas se dizem sérias.

    Tem um camarada que eu se ver na rua sou capaz até de pedir autografo, pela excelencia do seu trabalho, por mais que seja chato demais, que é o caxiádo, ou a figuraça do Mauro Borges, que informa divertindo.

    Agora soa estranho um jornalista que se diz imparcial de uma hora pra outra mostrar sua verdadeira indentidade, pode?, Pode, é claro, mas terá que arcar com as consequências, pois futebol é pra fanaticos e pra não fanaticos, de minha parte, até como homem pacifico que sou, tou nem aí, mas tem pessoas que não pensam como eu.

    O grande defeito do Abner é querer ser polêmico, tentou tentou e conseguiu.

    Agora galera, nada de violência, pois é o que pregamos todo o santo dia, e então vamos vive-la.

    Curtir

  44. Amigos, a situação do Marcelinho Paraíba, é a seguinte:

    1- Resolve ficar no Fortaleza, mesmo hoje, em uma entrevista, dizer que estava indo pra um clube do Norte;

    2- Tem pré contrato assinado com o Águia de Marabá, e com multa, e poderá ser jogador do Águia;

    3- Após o interesse do Paysandu, hoje, através do Mazola, que foi seu treinador, tb, só que mais recente, Papão, ao que parece, está mais perto do jogador..

    Ou seja, Se o MP rescindir seu contrato com o Fortaleza, ele só será do Águia(até porque pré contrato, nesses casos não tem validade), se o Papão desistir, caso contrário, será mais um reforço do Papão.

    Essa, é a verdadeira história…

    Curtir

  45. Em razão dos comentários do, denominado Lord Acton, saliento que se o contrato do referido atleta Gilmar teve seu contrato prorrogado, e após o jogo contra o Payssandu obteve uma proposta de outra equipe para ganhar mais, nada mais natural que o contrato prorrogado fosse rescindido sem nenhum problema, afinal a Lei Pelé decidiu desde 98 que a profissão é livre e nenhum atleta pode ser obrigado a trabalhar em determinado local (no caso clube) senão por sua própria vontade.Contrato prorrogado pode ser rescindido se houver acordo entre as partes.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s