Primeiro tempo arrasador

PSCXChapecoense serie B-Mario Quadros (21)

Por Gerson Nogueira

Parecia outro time, embora os jogadores fossem os mesmos de sempre. Com desembaraço e ousadia, o Paissandu começou insinuante, explorando as jogadas rápidas distribuídas por Eduardo Ramos. Em ritmo intenso, o time atacava e forçava erros da Chapecoense com a movimentação de todos os homens de meio-campo e ataque. Em seis minutos, saíram os dois gols, ambos com participação inspirada de Ramos.

Aos 4 minutos, em contra-ataque fulminante, Héliton foi lançado por Ramos e cruzou da esquerda para o cabeceio mortal de Pikachu. A torcida nem havia parado de festejar e já veio o segundo. Ramos cobrou falta e contou com a grandiosa colaboração do goleiro Juliano, que aceitou o chute e a bola terminou nas redes da Chapecoense.

bol_qua_250913_15.psA pegada forte do Paissandu no começo da partida surpreendeu a todos, principalmente aos defensores catarinenses, que pareciam espantados a cada nova investida. Alex Gaibu trabalhava como verdadeiro ala esquerdo, aproximando-se bastante do ataque. Quando se aventurava nos contragolpes, também levava perigo.

Nessa balada, antes dos 20 minutos, mais duas grandes oportunidades foram construídas, mas Nicácio e Zé Antonio não aproveitaram. Aos 21 minutos, novamente Ramos apareceu com destaque, batendo cruzado, rente à trave.

A não ser por duas escapadas de Soares, que criaram alguma dificuldade para Pablo e Fábio Sanches, os visitantes não exibiam futebol de vice-líder. O goleador Bruno Rangel ficou muito isolado entre os zagueiros. O motivo básico dessa timidez estava na intensa movimentação dos bicolores, que concentravam as ações laterais e não permitiam folga aos meio-campistas da Chapecoense.

Djalma fazia dupla com Pikachu pela direita. Gaibú e Héliton agiam pela esquerda. No meio, com liberdade para criar, Ramos pontificava, lançando e aproximando-se da zona de chute. A rigor, o jogo se passava quase todo no campo de defesa dos visitantes, pois Pikachu e Héliton não davam trégua, ajudando também a marcar a saída de bola.

A dinâmica de jogo funcionava tão bem que o volante Zé Antonio também surgia como opção no ataque, revezando-se com Ramos nas subidas. Algo tão automático que parecia longamente treinado. Esse milagre da transformação só pode ser atribuído aos talentos motivacionais de Benazzi, pois tempo não houve para que as inversões de posicionamento fossem assimiladas pelos jogadores.

Quando o jogo chegou aos 30 minutos a impressão era de que tudo estava consumado, tamanha a superioridade do Paissandu, demonstrada no placar e na distribuição em campo. As manobras só não resultavam em gol devido à precipitação de Nicácio, que destoava no miolo do ataque.

Depois do intervalo, a Chapecoense se reestruturou e passou a pressionar a zaga do Papão. Aos 5 minutos, Neném e Soares chutaram duas vezes para defesas seguras de Paulo Rafael. Em seguida, Fabiano quase aproveitou cochilo de Pablo e Sanches, mas a noite era mesmo alviceleste e esses pecadilhos não tiveram maior consequência.

Benazzi trocou Héliton por Aleílson para tentar frear o crescimento da Chapecoense, que havia tomado conta do meio, marcando Ramos de perto. A mudança surtiu efeito e logo de cara Aleilson lançou Nicácio, que mandou no travessão. A troca de passes e a insistência com as jogadas aéreas pelos catarinenses faziam o Paissandu se resguardar, sem repetir a postura avassaladora do primeiro tempo.

Augusto ainda foi expulso, mas Eduardo Ramos já havia saído e o Papão não tinha como explorar a vantagem numérica. Antes do fim, Bruno Rangel ainda teve tempo de diminuir, aproveitando falha de Bispo. Foi, a rigor, sua única chance clara na partida.

————————————————————————-

Rendimento acima da média

Eduardo Ramos e Pablo foram os melhores. Cada um, à sua maneira, contribuiu decisivamente para o triunfo. Pablo foi o esteio da defesa, atuando com firmeza e segurança. Ramos deu ritmo ao Paissandu e jogou de cabeça erguida, envolvendo a zaga inimiga e fazendo a bola chegar aos atacantes. Deveu-se a ele, principalmente, a grande atuação do Paissandu nos primeiros 45 minutos. Quando cansou, na etapa final, o time todo sentiu o baque.

Outros jogadores também se sobressaíram, embora em nível ligeiramente abaixo. Gaibú, Pikachu e Djalma tiveram desassombro, respondendo pela intensidade com que o Papão se lançou ao jogo. Todos caíram de rendimento no final, mas a produção inicial quase impecável garantiu o resultado que interessava.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta quarta-feira, 25)

30 comentários em “Primeiro tempo arrasador

  1. Realmente foi um time irreconhecível. Parecia que já jogavam assim há muito tempo. Penso que a zona de rebaixamento não condiz com a produção do time bicolor, isso se olharmos apenas o jogo de ontem!
    A prova de fogo virá nesta rodada seguinte onde o Papão famoso por não render fora de casa vai encarar uma equipe que terá um novo treinador, fato este, motivador para qualquer equipe.
    Depois de tantos erros e tropeços fica difícil jogar todas as fichas ao acreditar que agora tudo será diferente, tomara que sim pois a fiel torcida do Paysandú não merece ter o time eternamente rondando a zona da degola!

    Curtir

  2. Embora o ritmo tenha sido arrasado o número de gols perdidos ainda continua alto. A finalização ainda é um dos grandes problemas no ataque bicolor!

    Curtir

  3. A unica coisa que tenho a dizer é que ALEILSON, muito badalado, apoiado por todo mundo, 07 jogos na competição, nem um golzinho nem em lance de sorte igual do eduardo ramos ontem. Será que esse ainda vinga?????????????????????????????????????????????????????????

    Curtir

  4. O time foi competente, sem o medalhão tampinha Iarley, jogou pra frente, procurando sempre avançar, sem recuos de bolas como faz o medalhão.

    Enfim, se prestar-mos atenção o time, que começou, era praticamente o do paraense, apenas 3 ou 4 jogadores não participaram do regional.

    Esse pensamento que o regional não é parâmetro para o brasileiro, não me convence. Se o time tiver entrosado, tiver garra e for no mínimo 60% técnico, as chances de ter sucesso na competição são inevitáveis.

    É minha opinião.

    Curtir

  5. Ei Rocildo, fique a vontade para participar de um bom papo com torcedores do Clube que mais dá alegria a sua fiel torcida.

    Apesar de ter certeza absoluta de que, deve ser uma tortura pra que torce pro EMO participar deste espaço e comentar sobre o Paysandu, clube que honra nosso Estado, disputando competições a nível nacional.

    Mais uma vez, fique a vontade…mas comente só sobre atualidades do clube, nada de comentários do tempo em que as chuteiras eram apenas de uma cor.

    Bom dia!

    Curtir

  6. Isso foi uma pequena sorte para atrair de novo os torcedores da mucura ai eles vão no proximo jogo e sarão frustrados… serie C eu ACREDITO

    Curtir

  7. Marcão podes acreditar na série C, mas, vai demorar pois nem matriculados na escolinha da dona CBF vocês estão; vou relembrar, formem uma grade e comecem a disputar alguma coisa, a grade que vencer, tem direito a disputar uma vaga na série D, onde já estão as grades do Cametá, aquele Mapará remoso, lembra dêle, e do PFC, o Jacarézão da estrada, esse é mais recente, depois falamos, por enquanto, vocês tem direito de continuar gozando, com o P.. dos OUTROS.
    Edilson, nossa enciclopédia, entendo que estás pegando muito pesado com o Aleílson, pois o cara além de já haver MARCADO o golzinho dele, se não me falha a memória foi no jogo contra o Paraná, está em período de recuperação junto com o time, não quero fazer comparações, mas, sou forçado a isso, que tal achas o desempenho do Nicácio, a quanto tempo no time e quantos gols já fez? a quantas partidas não marca, um golzinho apenas? que tal no jogo de ontem, o que ele fêz? Devagar com o andor camarada, o caboclinho tem valor, vamos aguardar, ele está provando que tem vaga nesse time e toda vez que entra, contribui prá melhorar o poder ofensivo da equipe, se fizer gol é bem melhor, mas contribuir e dar assistencias, perturbar as defesas, abri-las para quem chega de tráz, também é mérito, afinal o futebol não é coletivo? PERCEBERAM QUE O AUMENTO DA DOSE DE SANGUE CABANO, AUMENTOU E MELHOROU O DESEMPENHO DO TIME

    Curtir

  8. Marcão, frustrados são vocês, torcedores do EMO que não está disputando nada e ficam com “ironias” bobas.

    O mesmo que escrevi para o Rocildo, serve pra você amigo. Fique a vontade para comentar sobre o Glorioso Bicolor.

    Bom dia!

    Curtir

  9. Coincidência ou não, mas observo que quase todas as vezes que o técnico coloca um zagueiro/volante frio em final de jogo, o time pega gol. Pelo menos isso acontece com o FOGÃO – quando entra o Lucas Zen ou André Baia – e no PAPÃO, quando entra o Bispo ou o Esdras.

    Curtir

  10. Apesar dos comentários do Cláudio, devemos dar um crédito a Lecheva por aluins valores que Benazzi redescobre. Vejamos: Paulo Rafael, Picachu, Pablo e Djalma. Alem disso, devo destacar que grande parte do time de ontem era a escalação do Lecheva. Não quero dizer que com Lecheva o PSC estaria fora da zona, mas acredito que sua substituição precoce por Giva tenha sido um dos graves erros do papão.

    Curtir

  11. Rocildo Oliveira se preparando para enfrentar a infiel no blog do Gerson Nogueira. A infiel andava cabisbaixa , meia jurumembembeque, sem animo, sem força totalmente rebaixada. Agora que o papinha saiu da Z R ou zona dos rebaixados e entrou na Z P R ou zona dos possíveis rebaixados, eles ficaram empolgados, alegres e é assim que Rocildo Oliveira gosta de enfrentar um adversário. E eu já vou começar secando um time que eu simpatizo, que é o Palmeiras, já que amar eu amo apenas o mais querido do Norte. Sábado o América mete o cassete no meu porco em São Paulo. E o Atlético mete outro cassete no Icasa e tudo fica como dantes no quartel de Abrantes kkk.Papinhandus eu estou na guerra e não sossego enquanto eu não rebaixar o freguês para a terceira do ano que vem. Agora um detalhe, esse time da Chapecoense é fraquíssimo e e não joga nada. Embora eu desconfie de maracutaia ´pois aquele gol eu não sei não. Será que o homem da mala andou pelo vestiário dos catarinenses ?

    Curtir

  12. Deixe-se de despeito, homem, e reconheça que, rebaixamento este ano não.

    Vá torcer pelos seus sub20, ou então acompanhe o seu leiaum no seu périplo

    Curtir

  13. O anônimo que vive digitando o que na família dele deve ser comum, desde o pai até a mãe dele, dessa vez deve ter escrito isso com os olhos esbugalhados pelo crak, cocaína, maconha etc…porém se for um zé relé andou cheirando cola mesmo já cedinho.

    Te dizer!!!! Cara nada que tu escreve me atinge.

    Deixa de ser besta e respeite as pessoas que frequentam este blog, se tu fores capaz pra fazer isso.

    Curtir

  14. O senil Rocildo a cada dia se supera. Afirmar que um time que está na vice-liderança da competição é “fraquíssimo”, só pode ser por causa de sua demência. Imagino que no limiar de sua loucura, esse senhor deve achar que o leião é o Barcelona do Norte, e realmente deve ser, pois não é qualquer time do planeta que vai a Ipixuna, e goleia a “poderosa” esquadra local, como fez o “fenomenal” esquadrão sem divisão. Rocildo, um conselho: Tome seu tarja preta nos horários indicados pelo seu geriatra.

    Curtir

  15. SILAS , ja são 07 jogos quen aleilson não marca um gol e o setimo jogo que ele não disse o que veio fazer no Paysandu. Quanto a nicacio ja marcou 07 gols que ajudaram muito o time senão a situação estaria muito pior. E olha que o nicacio está sem preparo e parece que tem contusão séria. Então para aleilson , vale um trecho daquela música do capital inicial:” até quando esperar, ate quando esperar…..”

    Curtir

  16. Amanhã no Evandro Almeida, o estádio paraense onde se apresentaram os maiores craques do futebol brasileiro e até mundial, terá mais uma partida do mais amado, do mais querido clube do Norte brasileiro, aquele que melhor representou esta região em campeonatos nacionais da primeira divisão. Meu amado Clube do Remo, eu estarei sem falta para te prestigiar pois sei que o nosso amanhã será glorioso,sei que um futuro de conquistas massageará o coração apaixonado de todo remista. Obrigado meu Deus , por ter me dado a honra de torcer de amar este clube maravilhoso. Obrigado Gerson Nogueira, por me dar a oportunidade de extravasar o meu incondicional amor pelo clube de Periçá. Do héroi Periça, que perdeu a própria vida defendendo as cores do apaixonante Remo nas águas barrentas da Baía do Guajará. Obrigado meu Deus !

    Curtir

  17. Amigos Gil, Luis Fernandes, Edson do Amaral e demais bicolores do blog penso que responder a certas provocações sejam elas de anônimos ou outros sofredores azulados é dar mais corda então é só passar despercebido que eles por si só acabam no ostracismo.
    São poucos os remistas de plantão que fazem um comentário sadio do qual se tem algum proveito e incentivador de um diálogo ou discussão sadia em torno do futebol.
    Eu, há muito tempo, já não ligo para as ofensas e comentários desqualificados exercidos por alguns deste blog.
    Vamos nos ater a falar do Maior Vencedor de Títulos de Futebol do Norte, o time que mesmo em má fase, é bastante respeitado por onde passa e tem sua história reconhecida tanto pela imprensa local como nacional, ao resto deem apenas o resto….

    Curtir

  18. É verdade Edilson, talvez o peso da camisa ou aquela vontade de fazer o gol esteja atrapalhando o Aleíson que tem futebol e sabe jogar. Acredito que o Benazzi irá saber usar o talento do rapaz e este vai corresponder como esperamos.
    Até quando esperar?, música do Plebe Rude, se encaixa bem na perspectiva que todos incluindo eu, tinha de vê-lo deslanchando neste ataque bicolor, mas creio que o rapaz será um vencedor.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s