Ah, esses malditos cubanos…

O grupo empresarial cubano Labiofam anunciou nesta quinta-feira (8) que trabalha em “novos peptídeos antitumorais” que podem revolucionar os tratamentos tradicionais contra o câncer, e convocou um simpósio em setembro para “compartilhar” seus resultados e tentar “acelerar” o desenvolvimento do produto. O diretor-geral do Labiofam, José Antonio Fraga, afirmou em entrevista coletiva em Havana que após 14 anos de pesquisas e estudos pré-clínicos o grupo concluiu que o efeito desses peptídeos (um tipo de molécula) obtidos por via biotecnológica “supera amplamente os produtos que existem hoje no mercado internacional”. A empresa diz ter resultados sobre o impacto de peptídeos para tratar o câncer em crianças como o glioma e os tumores cerebrais e do sistema nervoso central, assim como os cânceres de origem epitelial em adultos.

8 comentários em “Ah, esses malditos cubanos…

  1. ‘Malditos cubanos’, é o que devem “dizer” as células neoplásicas. Tomara que seja assim mesmo, digo eu.

    Curtir

  2. É, mas não deu certo com a cobaia-mor deles. O HUGO CHAVEZ não resistiu muito tempo. Não dá para acreditar muito.

    Curtir

  3. Ze, a vida eh feita de erros e acertos!

    Não leve as coisas pro lado político!

    Querendo ou não, a medicina cubana eh uma das melhores do mundo!

    Se Cuba tivesse os recursos que por exemplo, os EUA tem, imagine do que seriam capazes!

    Curtir

  4. Caro Alberto, não foi observação política não. O que eu observei é que o caso do então presidente da Venezuela, que deve ter tido um hiper, super, mega, cuidado, isto acontecendo bem recente, acabou levando ao óbito. Será que essas descobertas não foram aplicadas ao prestigiado paciente? Portanto, minha dúvida, não teve nenhum caráter político, mas de ceticismo ao comparar os fatos.

    Curtir

  5. Ok Ze! Entendi.
    Só falei aquilo porque da forma que você escreveu ficou parecendo que, só por ser em cuba, você torce para que a cura do câncer não seja descoberta!

    Curtir

  6. Meu caríssimo Alberto, torço que a cura do câncer seja descoberta em qualquer lugar do Planeta, seja qual for a raça, cor, regime. Torço porque eu mesmo sou uma potencial vítima. Tenho um histórico de ascendentes: avô, avó, pai, tios-avôs que se foram diante desse terrível mal, predominando o câncer no estômago, provavelmente pelo hábito alimentar (muita comida salgada, pois eles nasceram ainda no século 19 – 1889, 1895 …) quando não havia a geladeira e os alimentos eram conservados à base de muito sal. Mas o mal também atacou em outras parte do corpo humano. Portanto, torço muito por essas descobertas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s