Papa Francisco promove caônização de Criolo

Do blog Fora do Beiço

tumblr_inline_mqd9xyGVnD1qz4rgpPouco tempo atrás, o Fora do Eixo promoveu uma campanha para transformar o sacro-rapper Criolo no sucessor do papa Bento XVI. Porém, não foi dessa vez que o mundo ganhou um Sumo Pontífice brasileiro e amigo da Regina Casé. Mesmo assim, o batalhador-ainda-que-humilde Criolo não desistiu do sonho de guiar espiritualmente a humanidade de um castelo de ouro com clima mediterrâneo. Com a visita do papa estreante Francisco ao Rio de Janeiro, a esperança se reacendeu. Para conseguir se aproximar do testa de ferro de Jesus na Terra, Criolo pediu ajuda ao amigo Marcelo Camelo, respeitado nos bastidores da Igreja Católica devido ao seu relacionamento carnal com alguém menor de idade. Sabendo da máxima do Novo Testamento que diz que é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino dos Céus, Marcelo, que é ambos, provocou um colapso na lógica bíblica, deixando os assessores papais discutindo o sexo dos anjos e facilitando a inclusão de Criolo na lista de convidados da recepção no Palácio Guanabara. Vestindo sua tradicional bata em uma versão branco-pomba e seu quepe de marinheiro, Criolo se sentiu bastante à vontade na cerimônia, que, no mesmo estilo dos eventos do Fora do Eixo, custou 850 mil reais e ofereceu apenas água, café e biscoito. Em 10 minutos, o cantor havia distribuído mais bênçãos e lições de vida do que Francisco, o que levou o papa a pedir para conversar com ele em particular. Num papo franco, o papa Francisco descobriu afinidades com Criolo – ele é jesuíta, que catequiza os índios, e Criolo é augustino (que vem de “Augusta”), e catequiza os indies – e, considerando o histórico de milagres confirmados do rapper – ele recebe cachê em dinheiro do FDE e resistiu à conjunção carnal com Patrícia Pillar – resolveu promover de imediato sua caônização. Assim, a partir de hoje, São Criolo passa a ser oficialmente padroeiro da ladainha memética e protetor do hype de agência de publicidade. Com um esfuziante meio sorriso, o novo santo se despediu dos presentes, provando que, tal como na música, também no sagrado tudo se resolve com a famosa brodagem universal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s