Rodada decisiva do returno é desmembrada

Rasgaram todos os critérios normais e válidos de definição de vaga no Campeonato Paraense. O desmembramento da rodada decisiva do returno, marcada para a quarta-feira (27), com a mudança do jogo Remo x Águia para quinta-feira, avacalha de vez com uma competição marcada por interferências canhestras e omissões ridículas da Federação Paraense de Futebol, como no caso do megafone em Cuiarana. Depois de reunião realizada na tarde desta segunda-feira, na FPF, dirigentes de Paissandu, Remo e Tuna concordaram com as alterações sugeridas e a sétima rodada ficou assim definida: na quarta-feira, 27, jogam São Francisco x Cametá, no estádio Barbalhão, e Santa Cruz x Paissandu, no Mangueirão. Na quinta-feira, 28, jogam PFC x Tuna, na Arena Verde, e Remo x Águia, no Baenão. A alegação para a mudança de planos foi a existência de um laudo dos Bombeiros interditando o estádio Parque do Bacurau – sendo que, domingo, Cametá e Santa Cruz jogaram normalmente lá. Com isso, a FPF propôs ao Santa Cruz que mandasse o jogo em seu estádio, com portões fechados. O clube não aceitou e agora tentará, por via judicial, paralisar o campeonato.

56 comentários em “Rodada decisiva do returno é desmembrada

  1. Sempre sou a favor da obediência e rigor na aplicação do regulamento das competições esportivas, independente das situações clubísticas na tabela de classificação. Agora, mudar a rodada a fim de beneficiar clube, é o fim da picada, avacalharam mesmo de vez o campeonato e essa atitude injustificável, pode favorecer ações na justiça e com isso paralisar o campeonato paraense. Tinha que terminar assim!

  2. Com tanta canalhice e “interesses” do(s?) Coronel(is?), fica até difícil descobrir quem REALMENTE se beneficiará das falcatruas. É politica, dinheiro e poder em jogo!

  3. Tb nao concordo erro de quem elaborou a tabela e nao viu as condições de estádio, estádio esse que foi usado na ultima rodada, falta total desorganização. Em relação ao policiamento nenhuma novidade minha querida Belém e uma das capitais mais violenta do Brasil.

  4. Desculpem,pra não ficar anonimo….sou Nicolau Rickmann.
    Com tanta canalhice e “interesses” do(s?) Coronel(is?), fica até difícil descobrir quem REALMENTE se beneficiará das falcatruas. É politica, dinheiro e poder em jogo!

  5. Ficou assim:

    Quarta-feira, 27, às 20h30:
    São Francisco x Cametá (Colosso do Tapajós – Santarém)
    Santa Cruz x Paysandu (Mangueirão – Belém)

    Quinta-feira, 28, às 20h30
    Paragominas x Tuna Luso (Arena Verde – Paragominas)
    (Remo x Águia (Baenão – Belém)

    Um absurdo! O Águia jogará provavelmente já rebaixado contra o Remo pois, no dia anterior, S. Francisco e Cametá terão feito um jogo de compadres, uma vez que o empate salva a ambos. E só mesmo diante de um time marabaense desmotivado para o Remo ganhar, como quer a Federação. Triste campeonato, que teve um primeiro turno tão bom e agora, no segundo, mostra todas as suas mazelas.

  6. Esse tiro ainda pode sair pela culatra. Se já rebaixado, o Águia vai jogar não desmotivado, mas revoltado, além disso a pressão vai ser muito maior em cima desse time emocional e tecnicamente despreparado do Remo.

  7. O que não seria certo era o PSC jogar em Cametá contra o Cuiarana, sendo que o CR jogou no Mangueirão, o Vandick só fez prevalecer a coerência. Acho que a rodada pode sim ser desmembrada por questões “superiores” alegadas pela polícia do Jatene, este sim, é o culpado pois não tem pulso sobre os militares de agora, se o governador fosse o JB, por exemplo, duvido que não teríamos os dois jogos em Belém.

    1. Qualquer alegação a essa altura, amigo Otávio, cai por terra diante das evidências de que a dupla Re-Pa agiu em conivência com a FPF para mudar a rodada.

  8. Quis dizer os dois jogos ao mesmo tempo em Belém. Parece que o Jatene tá perdoado sempre, o cara é só promessa, não decide nada e ninguém fala nada.

  9. É lamentável, mas a credibilidade do futebol paraense se foi, definitivamente. Ano passado, aquele papelão do Cametá, vendendo a vaga da Série D ao Remo e esse ano essa afronta ao Estatuto do Torcedor. Essa do Remo jogar na quinta, sabendo de todos os resultados, não dá para engolir. A FPF exala um cheiro fétido que faz muito mal ao Futebol do Pará. Por isso, que os candidatos à presidência da “instituição” são do quilate de um Luiz Omar e um Arthur Tourinho. Triste!!!!!

  10. Claudio, concordar ninguem concorda…mas eu pergunto : o q fazer nesse caso ?? infelizmente mand quem pode e obedece quem tem juizo, já dizia minha avó no melhor municipio do Pará, Sao Miguel do Guamá…he he he …foi mal aí Gerson, mas Baiao perde feio….

  11. O STC, Aguia e Marabá podem ser beneficiados…lembrem que o “senador” calou em BSB nas denuncias sobre a FPF. Marabá é “pra sempre Nunes/Galvão/Farreirinha” e o presidente da FPF é conselheiro do PSC…..Portanto, vejam com calma o que um empate entre os times pode ocasionar………………..Pobres Cametá e Tuna!

  12. Também não gostei dessa manobra. Cuiarana x Paysandu que jogassem em Salinas, não tem um estádio lá?… E por ser um jogo mais que decisivo, por coerência, Remo x Águia é que deveria ser na quarta, assim como PFC x Tuna. Cuiagrana x Paysandu, e Cametá x São Francisco é que deveriam ir para a quinta-feira.

  13. O desmembramento, por questões de segurança, é correto. O Parque do Bacurau não é digno de abrigar um jogo da envergadura de PSC e Santa Cruz. Aliás, esse campo deveria ser vetado para abrigar qualquer jogo no Parazão, junto com o Zinho Oliveira. Portanto, penso que os dirigentes agiram com responsabilidade e bom senso, haja vista que o Governo do Estado não oferece condições de segurança para dois jogos em Belém.

  14. Isso é tipico da desorganização do nosso futebol, que tem um torcedor apaixonado e dirigentes apaixonados em fazer besteiras. Enquanto não houver uma mudança geral no nosso futebol ou melhor, uma varredura nessas ínguas, que pensam que sabem de tudo mais no fundo, só ajudam a afunda cada vez mais o nosso futebol

    1. Concordo com você, amigo Inocêncio. Aliás, já vaticinei isso aqui. Outra possibilidade é mudar também o dia de Finados e a Sexta-Feira Santa.

  15. Cada dia que passa a credibilidade do futebol paraense só se extingue ainda mais. Depois de autorizar os jogos da maneira que autorizou nesses estádios, vêm agora querer dizer que não se pode mais jogar lá? Isso é muita falta de respeito. Por essas e outras que o futebol paraense se encontra do jeito que está. Revoltante

  16. Pode mandar prender todos os envolvidos nessa falcatrua. Ahh ..esqueci ,para eles nao há policia.
    por essa e outras que a capital e o estado como um todo vive nas trevas.
    Somente a relva pode castigar. E essa coisa de time de prefeitura e senador serem formados as pressas ,para participar de campeonato precisa mudar.
    Tinha tudo para ser uma rodada emocionante, como nunca vista. Mas os “obreiros ” resolveram intervir para protegerem a seus sujos interesses.
    Uma vergonha!

  17. Acho que toda a finalidade disso ,é beneficiar principalmente o remo,que jogaria já sabendo de suas reais necessidades.Muito me admiro do Wandik em concordar com tudo o que propõe para ele.É só ver o caso das arbitragens dos RexPA..O remo propôs árbitro de fora e ele aceitou pacificamente,mesmo sabendo que iria dividir as despesas.No caso agora,por que não fizeram o inverso,colocariam o jogo do remo para quarta,juntamente com o do Cametá e os dois mais importantes,onde é maior a disputa pelas vagas,para quinta feira ? Está havendo muita conivência por parte dos que dirigem nosso futebol.Falta seriedade !

  18. Essa do Icca foi de mais! É que com esse governador que aí está, tudo pode acontecer, este ano ele não gastou uma fortuna no carnaval carioca em detrimento do papa-chibé! Só quero saber quando vão começar as obras do entorno do Mangueirão, que ele propagandeia deste 2002! Só Lorota!

  19. Mais uma vez, Manoel, o rEmo é beneficiado. Mas eu nem tô aí, porque futebol de verdade pro meu Papão começa dia 25 de maio. É série B, galera e não esse futebolzinho de várzea que estamos vendo.

  20. Senhores não creio que estejam beneficiando o remo, na verdade a FPF está sendo arbitrária em suas decisões, pois remo e Paysandú já jogaram este ano em Cametá, além disso permitiram os jogos de PFC x remo e Águia x PFC em campos alagados, pois não poderiam ter prejuízos com outros gastos: hospedagem, refeições e passagens dos juízes.
    Porque só agora, na última rodada, reprovaram o estádio de Cametá?
    Creio que a FPF já tinha conhecimento da situação do estádio desde sexta-feira, porém mesmo assim deixou acontecer o jogo no domingo.

  21. Com essa desculpa que os outros times não tem torcida, Remo e Paysandu mandam no futebol paraense. A questão é justamente esta: como teremos outros times profissionais com torcidas se não deixa, não permitem ou mesmo incentivem esse crescimento? Eu gostaria muito de ver o nosso Estado com times mais fortes, uma Tuna de volta, Águia, São Raimundo, São Francisco, Paragominas. Chega a ser enjoado apenas REPA.

  22. Concordo com o Lopes Júnior se é para mudar a tabela que fosse feita sobre os jogos do Leão!
    É muita sacanagem, e eu acho que se quisessem um clássico entre os dois Titãs da capital que o time azulino fosse mais competente em campo sem precisar de mais essa manobra para ajudá-lo na conquista de uma vaga para a semi-final!
    É o que eu penso!

  23. O pior de tudo é que as consequências dessa irresponsabilidade podem atingir diretamente os que pleiteiam vaga na Série D, pois se o Santa Cruz for atrás de seus direitos, poderá suspender o campeonato e sem campeão o Pará não terá representante na Série D.
    Ainda há tempo para se contornar essa situação colocando todos os jogos no mesmo dia, na mesma hora. Basta querer.

  24. Amigos do Blog;

    Aproveitando as idéias e sugestões declinadas no blog, e por Segurança; por precaução; antecipando-se aos fatos, visando a perfeita tranquilidade da sociedade Parauara, a PM do Pará decreta:

    1- O Círio de Nazaré será no segundo sábado de outubro-Domingo?! nem pensar!;
    2- O dia de finados será no dia 03 de novembro, desde que não caia em dias de sábado, e ou, domingo ou ainda se não houver outro evento a ser comemorado no mesmo dia;
    3- A sexta-feira Santa, será comemorada na quarta-feira, anterior, prá não emendar com o sábado, tampouco com o domingo;
    4- A virada de ano, o Revellion, não mais será comemorado no dia 31 de dezembro, passa para o dia 02 de janeiro, desde que não caia em dias de segunda, sexta, sábado, e ou, domingo;
    5- Da mesma forma os dias 7 de setembro, 15 de novembro e 08 de dezembro não poderão coincidir com os dias de segunda, sexta, sábado, e ou, domingo, isso tudo para tranquilidade dos…..comandantes da PM, que detestam APURRINHAÇÕES!!!! ih!!! ia esquecendo!!!!
    6- nada de RExPA, prá comemorar datas alusivas a festejos regionais!!!! isso é coboquice!!!!
    SILÊNCIO TÁ?!?!?!?!?!

  25. Sou do tempo em que Remo e Paysandú jogavam no mesmo horário, cada um em seu respectivo estádio, só para ver quem dava mais público. A polícia era capaz de garantir a segurança de todos (não havia as tais torcidas “organizadas”, e quem ia a estádio era para torcer pelas suas cores). E olha a que distância fica um estádio do outro!

    A propósito, adivinhem que time levava mais público?

  26. Os sofredores do remorto ainda reclamam da FPF, te contar! Agora se já trocaram a data imaginem as recomendações dadas para a arbitragem? Se algum jogadoar do time da capital cair na áerea é penalti e expulse o jogador do Águia!
    FPF dê logo o título do campeonato para o teu falido afiliado de futebol pífio!
    É uma vergonha este tipo de atitude!
    Outra coisa não sei qual é a do Vandique concorda com tudo que este Pirão fala, será que se fossemos nós o Pirão iria agir deste jeito?

  27. Tomara que o Cuiagrana entre na justiça e suspenda o campeonato e pronto ficamos sem representante na série D, que lindo!, imagina o prejuízo aos cofres da FPF que não poderia mais arrecadar os seus 10% sem fazer nada pelo futbol do Pará!

  28. Agora me deu medo! Me contaram, não sei se é verdade, que o juiz da partida CR x Águia será o filho do velho Andrey da Silva e Silva, não estou acreditando, mas se vero, ai mano, é a lei do “Bobeatus sunt inrabatus est”.

  29. Então penso que V. está.
    O primeiro Re-Pa no Mangueirão foi em 06 nov. 1977. Foi um 0 a 0, louvando-de no livro do bicolor Ferreira da Costa. Nessa data, V. Exa., se hoje tem 38 anos de idade, tinha no máximo 3 anos, um bebê que sujava as fraudas.

    Então, V. Exa. está certo: a demência já lhe chegou precocemente, ou então é um gênio,,já que é portador uma memória privilegiadíssima a ponto de lembrar-se de todos os fatos desde pimpolho.

    Durma-se com um barulho desses.

  30. Pastor.rsrsrsrsrs

    Sobre o fato de o Vandick não ter se pronunciado,acho estranhíssimo também,e,caso tenha concordado com esta vergonha ,equalização dos jogos da rodada,perde ,pelo menos comigo,boa parte de seu prestígio.

  31. Também espero por um pronunciamento por parte do Vandique porque concordar com isto é desrespeitar a imensa torcida bicolor!

  32. Sabe uma coisa que eu não entendo? jogos de Remo e Paysandu têm uma capacidade de público em seus respectivos estádios de somados, 20-25mil pessoas. Em dias de Rexpa, são sempre esperados 40-45mil pessoas no Mangueirão. Se o policiamento do Rexpa é de 1.000 PMs, porque não dividir 500/500 nos dois estádios? Ou então joga um deles pro Mangueirão, pra não ficar perto e afastar as brigas na Almirante Barroso. É difícil pensar desse jeito, ou eu tou falando um absurdo?

  33. O cara fala de jogos em estadios diferentes, Curuzú e baenão, aí depois vem com ReXPa.

    Tá bom o gagá sou eu mesmo.

    Acho que essa fase do cachorro de peruca esta lhe afetando a cachola.

    *O certo é que quando as organizadas não atraplahavam e os jogos eram realizados nas mesmas manhãs ou tardes em Curuzú e baenão, a “guerra das galeras” existia, e nisso a que me refiro, pois quase sempre dava mais bicolor na Curuzú do que remista no baenão.

    Assim como nas duas vezes que foi realizado o torneio Pará – Ceará.

    Agora minha boa memória vai buscar coisas de 82 pra cá meu caro e isso é muito pessoal, não achas?

    Prime pela educação!

Deixe uma resposta