Da série “futebol é mãe generosa…”

O ano começa com a notícia de que o goleiro Fábio Costa (lembram da figura?) embolsou mais de R$ 2 milhões em 2012, sem jogar uma partida sequer. Encostado no Santos, em função das confusões que aprontava e também da amizade com o grupo político de Marcelo Teixeira, o irascível goleiro ficou na moita, ganhando salário em dia (R$ 150 mil mensais), com direito a gratificações. Treina à parte, folga nos fins de semana. Vidão.

E os grandes clubes vivem reclamando de dívidas e aperreios…

Um comentário em “Da série “futebol é mãe generosa…”

  1. Boa tarde escriba e demais amigos comentaristas.Esse tipo de coisa acontece muito no Pará, de forma diferente.Jogadores aposentados ,mas em atividade (Ávalos, Mendes entre outros) chegam, mal treinam, jogam mal, nada produzem e depois não recebem os salários combinados e se mandam.Tempos depois lemos nos jornais que receberam uma fortuna como indenização.Creio que com Vandick teremos outra administração voltada para o planejamento cartesiano .Pena que do outro lado da avenida tudo continue como antes.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s