Barbárie disfarçada de “luta esportiva”

Da coluna de Ancelmo Gois, em “O Globo”, de segunda-feira, 31:

No mais

O ringue do MGM Grand Garden Arena de Las Vegas se transformou sábado numa poça de sangue durante a luta entre Jim Miller e Joe Lauzon, na mesma noite em que o brasileiro Cigano perdeu o cinturão dos peso-pesados.

Tem gente que acha, a exemplo de muitos romanos na época dos gladiadores, que UFC é um esporte.

Não é.

 

Da coluna de Fernando Santos, no diário “Lance!”, de segunda-feira, 31:

‘Esporte’ sanguinário

Antes da luta do Cigano, dois lutadores terminaram o combate na madrugada de ontem completamente banhados de sangue.

O público, em Las Vegas, foi ao delírio.

Os organizadores do UFC chamaram de uma luta “louca”.

Daqui a impressão era a de que um deles iria morrer de tanto perder sangue.

Isso é esporte?

24 comentários em “Barbárie disfarçada de “luta esportiva”

  1. Não concordo é esporte porque o cara tá ali porque ele quer ninguém forçou ele lutar,nos tempos dos gladiadores eles lutavam pela vida,não gosto de melody,funk,tecnobrega e é chamado de música o ufc é esporte,não gosta não assiste!

    Curtir

  2. É tradição dos americanos cultuarem a violência, depois não sabem porque atiradores malucos e armados até os dentes invadem escolas e atiram contra crianças indefesas.

    Curtir

  3. Muita gente gosta de rinha de galo mas, a sociedade condena e trata o assunto como crime. Assim deveria ser também com o chamado UFC. Aprovar essa coisa tem algo de psicótico.

    Curtir

  4. Pela 1° vez parei pra assistir uma luta de UFC, essa última do Cigano.

    Sinceramente esporte não é mesmo.

    A não ser que ficar com a cara toda quebrada seja esporte.

    O brasileiro mesmo sendo massacrado ficou de pé até o fim. O juíz e a platéia só assistiam é claro.

    E não venham me dizer que é esporte pra só pra macho, pois os lutadores só viviam agarrados, cabeça com cabeça.

    Curtir

  5. Caro Edson, não somente e um esporte, como também tem esse mesmo esporte para mulheres! Também existe MMA para mulheres, e por sinal, a modalidade possui belas beldades.

    Curtir

  6. Se for para proibir as lutas, deveriam proibir também a imprensa de um modo geral de mostrar cenas de violência na televisão e nos jornais escritos, disso ninguém fala né? Eu não leio e nem vejo essa parte de crime, pois não me interesso por esse tipo de violência gratuita realizada por bandidos contra os cidadãs de bem. Muito diferente de pessoas que treinam e premaram-se para subir no ringue, existe muti diferença nesse quesito V-I-O-L-E-N-C-I-A.

    O problema e que a nossa sociedade e muito hipócrita!

    Curtir

  7. Verdade Edson, realmente o Tyson ia mandar muita gente para os hospitais em busca de cirurgias plásticas! kkkkkkkkkkkkkkkk Ainda mais na hora em que os lutadores se agarram, hummmm, seria um prato cheio de orelhas pra ele….kkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  8. Comparar a violência urbana com a violência travestida de esporte programada, incentivada, paga e propagandeada, característica das lutas de UFC, é comparar alhos com bugalhos. Isso, sim, é para gargalhar.

    Curtir

  9. Amigo Miguel Batista, violência e violência de qualquer forma! Tanto nas lutas, quanto a violência vendida pelos veículos de comunicação, ainda mais quando a desgraça e alheia.

    Curtir

  10. Amigos comentaristas, médicos estudiosos do assunto e que atendem/ atenderam sequelados desse tipo de luta, inclusive, tambem, o boxe, já provaram e comprovaram através de radiografias etc… que as pancadas recebidas, principalmente na parte superior (tórax/cabeça), geram tumores/hemorragias e suas consequencias (AVC´s e outros). Portanto, denominar tais encontros sangrentos como “esporte”, é, no mínimo, de mau gosto. A mídia vende e tem quem compre e goste. É o círculo vicioso que perpetua e alimenta a “coisa”. Infelizmente. Em 02.01.13, Marabá-PA.

    Curtir

  11. Perfeito Luis Sergio….mas não podemos contrariar os fãs do dito ”esporte” he he he …podemos ser ”atropelados”…eu prefiro o críquete….

    Curtir

  12. he he he …pois é, Edson…olha o caso de sua amada Marituba….ontem nem o eleito, nem o vice, nem o segundo colocado nem o terceiro assumiu a prefeitura…rsrsrs….foi o presidente da Camara…rsrsr…coitado do ”Poeta” que foi ajudar e quase era linchado….rsrsrsr

    Curtir

  13. Minha humilde opnião é que realmente não é esporte, assim como acho que a F1 também não é, mas não vamos conseguir mudar o mundo né?, então os que não gostam, não assistem, os que gostam assistem, mas concordo com o andré só em uma coisa, há exploração da mídia sobre a violência sim, tanto no UFC como nos jornais nos seus cadernos específicos sobre crimes, alguns gostam de ver sangue seja de que forma for, tem quem assista as lutas e tem quem compra jornal pra ver as mortes do final de semana, devidamente fotografadas pela mídia, Os mentores do UFC cada vez mais ricos e os donos de jornais também. É minha opnião.

    Curtir

  14. E justamente isso que eu quis dizer camarada Gusmão! Apenas gosto desse tipo de luta, por ter praticado por muito tempo artes marcias, então penso do meu jeito, cada um pensa do seu, mais o que não há de se negar, que cada um enriquece com a desgraça alheia, tanto o dono do UFC, quanto os donos dos jornais e emissoras de televisão, que a base de seu jornalismo e voltada 80% para as tragedias, desgraças e mazelas do mundo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s