Uma queda sempre amarga

Por Gerson Nogueira

Sempre que um grande clube é rebaixado surge aquela retórica sobre a importância de aprender com os erros. Para o Palmeiras, que confirmou ontem a segunda queda para a Segunda Divisão em dez anos, a lição não teve grande utilidade.

Por incompetência administrativa, guerra de vaidades entre dirigentes e erros em cascata nas contratações, o glorioso alviverde paulista não teve a capacidade de se segurar na Série A, apesar do orçamento polpudo e das fortes tradições.

Chama atenção que, ao contrário de agremiações mais modestas, o Palmeiras tenha contratado nos últimos dois anos alguns dos mais prestigiados (e caros) técnicos nacionais. Passaram por lá Vanderlei Luxemburgo, Muricy Ramalho e Luís Felipe Scolari.

Dos três, somente Felipão conseguiu um título relevante. Conquistou a Copa do Brasil no primeiro semestre deste ano em campanha pouco brilhante, mas extremamente pragmática.

Detentor da maior quantidade de títulos nacionais, o Palmeiras tem torcida imensa em todo o país e uma história recheada de grandes façanhas. Na primeira queda, há 10 anos, o caminho que levou ao despenhadeiro foi traçado por um barulhento conflito interno.

O filme se repetiu por inteiro nesta temporada. Grupos rivais se digladiam pelo controle do clube, com ataques de parte a parte e isolamento do presidente. Nas últimas semanas, Arnaldo Tirone dedica-se a tentar explicar o desastre de gestão e, como sempre, atribui a desdita à falta de sorte. Como se tudo pudesse ser debitado ao imponderável.

No caso das agremiações tradicionais, o rebaixamento jamais pode ser atribuído ao azar. No máximo, pode-se dizer que o clube deu o tremendo azar de ser administrado por gente tão incompetente.

Poucos clubes tiveram, de fato, o desprendimento para sair do fundo do poço e se encaminhar aos píncaros da glória. O Corinthians talvez seja o melhor exemplo. Depois do rebaixamento, pacificou as correntes internas e voltou com fôlego redobrado.

De alvo da gozação geral, tornou-se símbolo de boa administração e usufrui hoje os resultados dessa grande transformação. Ironicamente, é o melhor exemplo a ser seguido pelo arquirrival Palmeiras.

————————————————————–

Zé Augusto super-herói

Joe Bennett, paraense que é um dos maiores desenhistas de HQ do mundo, foi convocado a tornar realidade o primeiro super-herói em homenagem a um jogador de futebol. Bennett, que emprestou seu traço privilegiado a personagens consagradosSerá o Super ZEH, imortalizando o atacante Zé Augusto, um dos ídolos da Fiel Bicolor.

A inspirada ideia partiu do departamento de marketing da Chapa Centenário, encabeçada por Victor Cunha (com Ambire Gluck Paul na vice-presidência), que concorre à presidência do Paissandu. Tem tudo para ser o grande destaque da campanha eleitoral no clube.

————————————————————–

Em defesa da sede

A torcida do Paissandu se mobiliza para arrecadar dinheiro que garanta a suspensão do leilão da sede social. Na quinta-feira, haverá programação festiva na sede, com exibição do jogo Icasa x Paissandu em telão. Haverá sorteio de brindes e apresentação de grupos de pagode, a partir das 17h. A ideia é atrair o maior número possível de torcedores que contribuam para a importante causa.

————————————————————–

Presente em preto e branco

Registro (e agradeço) um presente natalino antecipado, ofertado pelo amigo Juca, um dos baluartes do blog: o livro “Ser Santista (Um orgulho que nem todos podem ter!)”, do jornalista Odir Cunha (Editora Leitura). Um completo registro da fabulosa história do Santos, desde antes de Pelé até nossos dias.

————————————————————–

Toda glória ao futsal

O futsal do Brasil quebrou ontem a impressionante sequência de três títulos mundiais da poderosa Espanha. Batalha renhida na Tailância, mas, pelos pés de Neto – e do sempre decisivo Falcão –, o time brazuca multiplicou-se em quadra e superou o fortíssimo entrosamento dos espanhóis. O título veio da melhor maneira: com um golaço de Neto a 19 segundos do final da prorrogação.

————————————————————–

Torneio Mônica Rezende

A Federação Paraense de Desportos Aquáticos promove, de 23 a 25 de novembro, o Troféu Mônica Rezende, no Parque Aquático da Uepa (na avenida João Paulo II). Inscrições e informações pelo e-mail fpda2006@yahoo.com.br. Nadadores devem se inscrever até amanhã. Segundo a presidência da FPDA, o torneio destina-se a não federados e todas as escolinhas de natação de Belém e interior podem participar.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta segunda-feira, 19)

17 comentários em “Uma queda sempre amarga

  1. – Palmeiras teve bons técnicos, Gerson e amigos, o problema é que esqueceram de mudar os dirigentes, logo… Bons técnicos só funcionam com o mínimo de condições de trabalho, coisa que eles não tiveram.
    O correto, é você aprender com os erros, mas, no caso do Palmeiras, parece que não aprendeu, infelizmente.

    – Continuo acreditando que Vandick Lima seja o melhor para o Paysandu, por ele e por alguns componentes de sua chapa, como o Clodomir Jr, por exemplo..

    – PIADA DA SEMANA: LOP em uma entrevista, disse que vai se candidatar à Presidência da FPF, pois o Futebol Paraense, precisa se organizar…. Te dizer…. Já pensou se o LOP resolve levar o Albany para fazer o Regulamento do Campeonato? Eu hein..

    Curtir

  2. Amigo Gerson,foi um presente de natal antecipado mesmo,hehehe.o motivo;É que hoje irei passar uma longa temporada em Altamira e talvez eu venha só nos festejos de fim de ano,ou talvez nem de para vim em Belém.
    Que bom que vc gostou do presente,espero que vc deguste esse bom livro.

    Curtir

  3. Não sei se já foi corrigido, mas o campeão do mundo em 2008 foi a própria seleção brasileira, cujo torneio foi disputado no Brasil. a Espanha foi campeã em 2000 e 2004.

    Curtir

  4. Amigo Gerson, como corinthiano, concordo totalmente com o que dissestes. Acho que o remédio em 2007 foi amargo, mas ser rebaixado – e depois eliminado pelo Tolima – foi a melhor coisa que aconteceu ao Coringão. Acordou e para melhor. Desde então, coloquemos na conta: um Paulista, uma Copa do Brasil, um Brasileiro e uma Libertadores. Nada mal…enfim, apesar de me divertir com o destino no rival, torço para que volte – e volte com força. Pois um clube só é grande ao derrotar seus rivais igualmente grandes.

    Curtir

  5. O que salvou o clube mosqueteiro foi a gestão do A. Sanches. Sem ele, o Corintians não seria nada, depois da desastrosa parceria com o iraniano Kia (e o russo Berezovski), embora discorde dos métidos utlizados por ele. Gestão é tudo e a torcida mosqueteira sempre apoiou, mas só isso não adianta, ainda que ajude. Se os clubes paroaras se atentarem para isso, serão vitoriosos lá na frente. Por isso defendo a tese de que o bicola deve se manter alguns anos na série B e se estruturar para subir e nunca mais sair da série A. Quanto aos azulinos, a prioridade deve ser o campeonato paraense, o título mesmo, para depois pensar no resto. E sobre o futsal, o Brasil demonstrou maturidade, só que eu queria ver o time espanhol sem os naturalizados, para saber até onde eles poderiam ir, já que o Brasil B (itália) foi terceiro lugar.

    Curtir

  6. O Flamengo não é incaível como muitos dos seus torcedores pensam, tem levado sorte e ajudinhas, mas deve se esmerar porque quando for ineviitável nem São Expedito livra. Quanto ao Palmeiras foram brigas internas o motivo da derrovada e Flipão esperto, saiu antes para não ficar marcado como treinador rebaixado. Juca boa estada em Altamira, morrei lá em 2004/05 e nunca mais voltei, Na época o Prefeito era o Juvenil o mesmo que será assumir em 2013, lá ele é o rei do gado.

    Curtir

  7. Gerson se o sao paulo ganhar a sul americana e consequentemente a vaga na libertadores o botafogo como 6 colocado nao ganha a vaga??o corinthians e o 5 mas ja tem sua vaga

    Curtir

  8. Segundo meus cálculos, e analisando os anos anteriores, o Re x Pa de 2013 deve ocorrer na quinta rodada, até lá o Remo terá 2 derrotas e dois empates, o Flávio Araújo chegará ao Re x Pa na corda Bamba mas com o apoio da diretoria. Mas no Re x Pa o Remo levará uma surra do Papão de 3 a 0 e Flávio Araújo não aguentando a pressão da torcida pedirá pra sair. Logo em seguida diretoria anuncia Sinomar Naves para técnico…. Gerson Nogueira anote minha previsão….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s