8 comentários em “O passado é uma parada…

  1. O curioso é que essas feiras livres a começar pelo nosso Ver-o-Peso, sempre tem as suas porcentagens de papudinhos, daqueles que malmente se encherga o olho do caboco.

    Apesar disso é o Ver-o-Peso nossa melhor referência.

    Amigo Claudio o Baenão mudou sim, não tem o escudo he he he he ( um sarrinho com o amigo ). Vacilou hein parceiro!

    1. Edson, surgiu a informação ontem lá no Baenão, por uma fonte confiável, que o escudo será reentronizado no lugar de origem. A peça já está restaurada e pronta para ser instalada, provavelmente durante o mês de agosto.

  2. recordar é viver…Parabéns pelo retrato (se passado né) amigo, trabalhei nesse predio ao lado do mercado na curva da castilhos frança chamava-se camisa do norte era de um grupo que fazia roupas em belém Fabrica Jaú fui oficce boy en 1976 nesse predio…pai d’egua!!!!!.

  3. O coração da cidade sempre foi maltratado . Nos últimos trintas anos a população somente pôs no Antônio Lemos gente incompetente para gerir o bem publico.
    E pelo que vejo nada vai mudar…

  4. é incrível como parece que essa foto foi tirada ontem.

    mudou muito pouca coisa por lá.
    pelo menos na visão da foto.

  5. Nesse tempo todos os barcos eram a vela, provavelmente, mas já havia urubus, com certeza, e cadê eles na foto? Faz dias passei na frente do chiqueirão e de fato já tiraram aquele escudo de madeira horrível e no lugar existe uns tijolos sem reboco. Acho que vem surpresa por aí.

Deixe uma resposta