A frase do dia

“Não ganhamos, mas o que me deixou feliz foi ver o poder de reação do nosso time. Infelizmente não conseguimos fazer o gol da vitória. Eu quero pedir desculpas para os torcedores, e sei que eles estão cansado de desculpas, mas eu prometo que vamos subir para a Série C, porque o nosso grupo fez um pacto em torno deste objetivo”.

De Edson Gaúcho, técnico do Remo, admitindo o resultado ruim e pedindo crédito à torcida. 

15 comentários em “A frase do dia

  1. Ridículo discurso. Exalta um “poder de reação” que não foi suficiente para vencer de um time amador. Está igualzinho ao professor Giba Jibóia, dois anos atrás, que também prometia o acesso com a mesma arrogância do Gaúcho e foi acabar daquela forma melancólica. O Remo está jogando um futebol de time amador. Como vai ser quando essa equipe pegar um adversário profissional pela frente?

  2. Lembro-me bem no ano passado quando este treinador estava a frente do Paysandu. O discurso era o mesmo, prometeu que subiria e…..

  3. O problema é essa irregularidade do time,joga uma partida mais ou menos e outra pior,ou seja,é capaz de ganhar do atlético lá no Acre e perder para o naútico no baenão.Quanto ao pacto esse se eu não me engano é o decimo pacto dos últimos quatro anos.

  4. O homem quer crédito torcedores do Laion, creditem pra ele!
    e esse pacto, o que será?

  5. PIADA DO DIA; A MESMA MOEDA
    Terça-feira, Julho 24, 2012 PIADA DO DIA 0 Comentário

    untitled> Um prefeito está andando tranqüilamente quando é atropelado e morre. A alma dele chega ao Paraíso e dá de cara com São Pedro na entrada. -‘Bem-vindo ao Paraíso!’; diz São Pedro: ‘Antes Que você entre, há um probleminha. Raramente vemos políticos por aqui, sabe, então não sabemos bem o que fazer com você.

    > -‘Não vejo problema, é só me deixar entrar’, diz o antigo prefeito.

    > -‘Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte:

    > Você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.

    > -‘Não precisa, já resolvi. Quero ficar no Paraíso diz o deputado.

    > -‘Desculpe, mas temos as nossas regras.’

    > Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe.

    > Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado.Todos muito felizes em traje social. Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos às custas do povo. Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar. Quem também está presente é o diabo, um cara muito amigável�que passa o tempo todo dançando e contando piadas. Eles se divertem tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora.Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe. Ele sobe, sobe, sobe e porta se abre outra vez. São Pedro está esperando por ele..

    > Agora é a vez de visitar o Paraíso.

    > Ele passa 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando.Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia se acaba e São Pedro retorna.

    > -‘ E aí ? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso.

    > Agora escolha a sua casa eterna.’ Ele pensa um minuto e responde: ‘Olha, eu nunca pensei .. O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno.’

    > Então São Pedro o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo. Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos.

    > O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do prefeito.’ Não estou entendendo’, – gagueja o deputado – ‘Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados!!!’

    > O diabo olha pra ele, sorri ironicamente e diz: ‘Ontem estávamos em campanha. Agora, já conseguimos o seu voto…’

  6. O garoto de 16 anos chega na farmácia e pede uma camisinha.
    O farmacêutico olha para o rapaz com um olhar surpreso:
    – É que eu vou jantar na casa da minha namorada – justifica-se o
    garoto – e nunca se sabe… de repente, poder@*!.r um clima… hehehe.
    O farmacêutico entrega o preservativo para o rapaz, este paga e vai
    embora. Cinco minutos depois está de volta e pede outra camisinha.
    – Lembrei-me que a prima da minha naorada também vai estar lá… e ela
    é muito gostosa!! Talvez ela se enteresse por mim… só por precaução acho
    que vou levar mais uma!!!
    O rapaz embols a segunda camisinha, paga e vai embora. Logo depois está
    de volta.
    – Sabe moço!! Eu estive pensando e acho que seria melhor eu levar mais
    uma, só por precaução. Eu ouvi dizer que a mãe dela é tarada por rapazes
    novos e, quem sabe, ela também se interesse por mim.
    A noite, no jantar com a namorada, a família toda reunida à mesa, o
    rapaz permanece o tempo inteiro no mais absoluto silêncio. Ao final do
    jantar, a menina se vira para o rapaz e cochicha:
    _ Puxa, querido!!! Você não falou uma só palavra!!! Não sabia que você
    era tímido!!!
    – É… eu também não sabia que o seu pai era farmacêutico!!!

  7. Te dizer seu Edson do Rio Grande, é por isso que até hoje nunca treinou e nem vai treinar um grande time da terra dele.

    Pior foi o Jhonatan, o caxiado deu uma chamada nele, e ele disse que tudo era normal.

  8. O primeiro lugar do grupo já era, o que significa que teremos o Sampaio Correa pela frente logo no primeiro mata-mata, treinador idiota.

  9. Caro Paulo Arthur estamos falando do futebol paraense independente de ser Remo, Paysandu ou Aguia. O que colocamos é que não vi no time o poder de reação exaltado pelo Edson. Gosto do bom futebol e não do que está ocorrendo no Baenão. Queria ver clubes como os grandes da capital em séries do brasileirão mais dignas!(A ou B).
    Também, por outro lado, nossos preços dos ingressos são de preocupar qualquer orçamento. Como montar bons times com ingressos a R$15,00 ou R$20,00? Nosso clubes vivem exclusivamente de rendas das partidas, os patrocínios são sofríveis!
    Em Fortaleza onde o clube de mesmo nome está cobrando R$30,00 reais e R$80,00, tem a maior folha do grupo A.
    Mas mesmo assim com o Paysandu com uma folha limitada a R$300 mil, ainda está fazendo o que pode para subir e elevar a moral do futebol paraense, o Aguia também, limitado financeiramente não faz e creio que não fará feio e é um forte candidatoà série B, quem dera os dois do Para subissem! e o Remo, aproveitasse essa liquidação da série D, também subisse o degrau!

Deixe uma resposta