Adeus ao Super Ézio

Ézio, ídolo do Fluminense na década de 90, morreu nesta quarta-feira à noite, no Rio de Janeiro. O ex-jogador, que tinha 45 anos, estava internado devido a um câncer no pâncreas, descoberto em outubro de 2010. O velório será realizado no Salão Nobre das Laranjeiras, nesta quinta-feira. O presidente do Flu, Peter Siemsen, decretou sete dias de luto pelo falecimento do ídolo. Super Ézio, como era chamado no Fluminense, é o nono maior artilheiro do clube, com 119 gols em 237 jogos, entre 1991 e 1995. Ézio também vestiu as camisas de Atlético-MG, Bangu, Olaria e Americano.

5 comentários em “Adeus ao Super Ézio

  1. Como cristão, nossas preces à alma do Ezio. Como tricolores, pedimos que todos os nossos adversários perdoem o sofrimento que o Ezio lhes impos pelos 119 marcados. Olha só a dor de cabeça de São Pedro em escolher entre Ezio, Ademir Menezes, Leonidas da Silva, Vává e outros, quem será o centro-avante desse time que nunca deu ‘ bicuda ‘.

    Curtir

  2. Muito dificil desassociar esse baita atacante da voz marcante de Januário de Oliveira nas noites de domingo na década de 90. Cara, eu era viciado em Cameponato Carioca por causa do Januário. Lembro bem que de 93 a 95 os grandes do Rio proporcionavam grandes clássicos com a presença de um grande artilheiro: Vasco (Valdir), Fluminense (Ézio, depois Renato), Botafogo (Túlio) e Flamengo (Romário).

    “Atirou, bateu e o gooooll, Ézio, o super Ézio, cruel, muito cruel o super Ézio”

    Que vá em paz o artilheiro.

    Curtir

  3. É falar num tartilheiro tricolor e logo vem a lembrançã de outro,
    imortal. Chico Buarque de Holanda, falando de solidão nos leva
    a refletir :
    ” solidão é quando nos perdemos de nós mesmos
    e procuramos em vão pela nossa alma … “

    Curtir

  4. Como todos sabem, sou torcedor do MENGÃO! Mais não posso deixar de externar meus sinceros pesares a torcida pó de arroz. Acompanhei a carreira bem de perto, na época estava morando no Rio de Janeiro onde pude ver alguns clássicos envolvendo o meu Flamengo, contra o Fluminense de Ézio. Então sofri bastante em alguns jogos, graças aos seus gols, o cara era um verdadeiro artilheiro e, em outras vezes assisti aos jogos sob a narração do Januário de Oliveira, o mesmo que batizou o Edmundo de “animal”, e gostava de dizer – sinistro, muito sinistro, lá vai o primeiro carreto da noite e outras tantas frases folcloricas.
    .
    Que Deus o tenha em bom lugar, vá com Deus Ézio!

    Curtir

  5. Outra lembro de um FLA x FLU, onde o Ézio vestia a camisa tricolor. É no FLA, o centroavante era o baiano CHALES o anjo negro da Gavea, outro cara bom de bola, assim como foi o Valdir bigode do Vasco. Que tempo bom eram aqueles, não e essa frescurada de hoje em dia, onde os jogadores so pensam em milhões de euros ou doláres. Te dizer!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s