Coluna: Uma noite para não esquecer

Quem perdeu, vai ter muito o que lamentar pelo resto de seus dias. Os que assistiram, no estádio ou pela TV, devem se considerar privilegiados. Foi o melhor jogo do ano e um dos melhores dos últimos dez anos, sem qualquer sombra de dúvida. Santos e Flamengo pareciam enlouquecidos em campo, marcaram nove gols e ainda houve um penal desperdiçado.
Houve lambança das defesas, mas o que conta mesmo é a voracidade ofensiva dos times. Nos primeiros 20 minutos, o Santos esboçou golear. Fez três gols, um deles antológico do infernal Neymar, perdeu outros tantos e aí caiu naquela soberba típica dos garotos – e que costuma ser a ante-sala do infortúnio, na bola e na vida. Neymar, Ganso e até outros menos virtuosos se metiam a fazer jogadas de efeito, complicando o simples.
Do outro lado, apesar de levar tantos gols em tão pouco tempo, o Flamengo jogava bem. O passe fluía e a dupla Ronaldinho e Tiago Neves criava seguidas chances, quase sempre desperdiçadas pelo atrapalhado Deivid, que perdeu gol até em cima da linha. Faltava aquele último toque para as redes e isso normalmente vai demolindo a auto-estima de qualquer equipe.       
Aos poucos, o Santos foi refreando o ímpeto assassino. Enquanto cadenciava o jogo e caprichava nas firulas, o adversário aproveitou para se reerguer. Veio o primeiro gol, em vacilo do goleiro Rafael. Logo em seguida, o segundo. Pronto. O Flamengo renascia das cinzas.
Os deuses da bola ainda deram uma réstia de chance aos anfitriões. Em arrancada belíssima, Neymar foi empurrado na área e a torcida exigiu que o penal fosse entregue a Elano – aquele mesmo do chute que alcançou as nuvens na Copa América. Péssima idéia. Elano conseguiu ser ainda mais displicente que na Seleção e inventou uma canhestra cavadinha, batendo uma petequinha nas mãos do goleiro rubro-negro. Esqueceu que só um Loco (Abreu) faz esse tipo de coisa. Era a bola do jogo.
A partir daquele momento, o Flamengo ganhou a confiança que faltava. Chegou ao empate e quase virou ainda no primeiro tempo. Veio o intervalo, Muricy deve ter esquentado a orelha da molecada santista e o time voltou mais plugado. Logo de saída, Neymar fez outro golaço e as coisas pareciam sob controle. Ledo engano.
Sob o comando de Ronaldinho, em sua melhor performance desde os tempos iluminados de Barcelona, veio o novo empate – com a colaboração involuntária do nosso Ganso – e a espetacular virada, em lance típico de futsal que já havia executado pelo timaço catalão. Ainda houve chance de mais um gol, mas aí já seria exagerado. Acho que até os deuses já se davam por satisfeitos pelo futebol alegre, ofensivo, imune aos esquemas e modismos. Pena que durou apenas uma noite. Mas, que noite!        
 
 
O Remo ensaia mudanças na estrutura do futebol profissional. Pedro Minowa e Hamilton Gualberto devem ficar responsáveis pelo setor. Mais que escolher nomes, o clube deve definir já sua política de contratações. Não há mais espaço para salvadores da pátria.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta sexta-feira, 29)

27 comentários em “Coluna: Uma noite para não esquecer

  1. Méritos maior para o Flamengo, pois o Santos tem proporcinado belos espetáculos nos últimos 2 anos. O que diferencia deste são as quantidades de gols.

    Curtir

  2. Gerson, gostaria de me reportar sobre esses diretores do Remo:

    – Lembranças de Hamilton Gualberto na mesma função, anos atrás, que,hoje, deve ocupar o mesmo cargo no Leão: Foi ele que, naquele jogo contra o Gama, no Mangueirão, na véspera desse jogo, onde o Remo lutava pra subir, os jogadores estavam com os salários atrasados e, ele, com toda sua “inteligência”, pagou apenas o Vítor Hugo, rachando o elenco, que entregou o jogo no Mangueirão, culminando com a eliminação do Leão.
    -Pedro Minowa – Só é chamado, para colocar dinheiro dentro do Remo, pois não entende nada de futebol (juntamente com o HG). É assim, o HG contrata, gasta, faz as besteiras que sempre fez e, o Minowa, ajuda a pagar.
    – O Remo com esses dois, caminha mais rapidamente, para o fundo do poço. um quiser esperar, como esperaram com o Bagé, Flávio Campos, Valtinho, Sinomar(1ª vez), Comeli, … . Eu, não vou esperar.
    – É a minha opinião.

    Curtir

  3. Gerson, um jogo desse, entre times de tradição, dos dois maiores centros do país, comandados pelos técnicos mais vencedores da história do campeonato, bem que poderia servir de exemplo e estimular os nossos técnicos a priorizar o ataque, não? Vale ressaltar a elevada média de gols da rodada. Será que os bons tempos estão de volta? Não haveria hora melhor, a três anos da nossa Copa. Ou tô sonhando muito?

    Curtir

  4. Grande Cabeça!
    Quer o Minowa pra dividir as despesas do futebol, e quer o bocudo do Hamilton pra não ter despesas com advogado.
    Por outro lado não há amor que resista ao dinheiro, em certos casos, o San colocou o bichano na justiça, pobre leião do baenão!!!
    Agora só falta, o Adriano, Diego Barros, sadan e o Pedro 33 irem pelo mesmo caminho.

    Isso se o Berlli na condição de critico MOR não se cansar desse ofício e fazer o mesmo.

    Curtir

  5. Verdade amigo,

    Lembro-me das decada de 80, quando os times brasileiros “ainda” jogavam de forma aberta, proporcionando placares elásticos para a alegria dos torcedorres. Porém na decada de 90, os treinadores brasileiros, comçaram a adotar as retrancas, ou verdadeiros ferrolhos no meio de campo e defesa, fazendo com que o espetaculo perdesse toda essência e brilo de outros tempos, mais hoje, como o futebol e feito de quaze 100% de marcação, os times de Santos e Flamengo, conseguiram mudar um pouco o panorama dessa história, com uma linda jornada, de grandes jogadas e de muitos gols.
    Parabêns ao Flamengo por ter vencido o clássico, e para o Santos por ter engrandecido e valorizado a vitória do meu Mengão. Espero que muitos treinadores, tirem exemplo doque foi esse jogão, que foi transmitido pelo canal aberto, para quem sabe mudar a filosófia do futebol que vem sendo práticado em nosso paíz nos dias de hoje, palmas para os dois maiores vencedores de campeonatos brasileiros, e melhores treinadores de futebol do Brasil na atualidade.

    Curtir

  6. Está no DOL (diario on line)
    No Twitter, os torcedores rivais detonam o Remo

    Os dias tem sido tristes pelas bandas do Estádio Evandro Almeida, o Baenão, lar do Remo. Com o time principal sem divisão nacional e calendário até 2012, as poucas novidades que brotam por aquelas lados da Almirante Barroso são sobre ações de ex-jogadores na Justiça do Trabalho, demissão de funcionários e até mesmo sobre Sadam, o ‘cão-guarda’ do estádio, que, na última semana, ficou sem alimentação devido a paralisação dos funcionários. Prato cheio para os torcedores do arquirrival se inspirarem na hora de elaborar novas gozações para cima dos azulinos.

    E em plena era da internet, os bicolores não poderiam deixar de usar as redes sociais do mundo virtual para estender as encarnações além dos pontos de táxi, portarias dos prédios e feiras de Belém. No twitter – uma das mais acessadas mídias sociais do mundo – os torcedores do Paysandu criaram duas campanha: “Rumo ao centenário” e “Remo sem jogar”. A galera bicolor está fazendo a contagem de quantos dias o Remo via ficar sem disputar uma partida em competição nacional. “Tenho sofrido esses últimos tempos”, exclama Kowalsk Bahia, jornalista torcedor do Leão azul. Kowalsk diz que não tem sido pior porque, desde o início do ano, se mudou de Belém para Tucuruí. “Me livre em parte das gozações”, explica. O problema é quando ele acessa a internet. “Sempre tem aqueles que arrumam um jeito de sacanear pelo MSN, e-mail, twitter…”, conta.

    Tem que zoar mesmo com os 100 divisão rsrsrsrs

    Curtir

  7. Amigos, tudo o que foi dito na coluna está perfeito, porém faltou comentar 2 detalhes muito importante para jogo acontecer desta forma.
    Em primeiro lugar o excelente gramado da vila belmiro, e com o bom gramado proporciona o toque de bola rápido e envolvente e o maior controle da bola. Com o gramado ruim, seria muito dificil o neymar fazer aquele golaço unindo velocidade com controle de bola.
    Em segundo lugar, a busca pela bola sem fazer faltas. O golaço do Neymar é um excelente exemplo, o wiliams, o leo moura, o renato e o angelim foram para tentar tomar a bola e não parar a jogada. Entendo que ninguém goste que seu time venha a levar um gol por não parar a jogada, porém com o jogo truncado e falta por qualquer motivo, não há fluência no jogo e por consequência jamais teríamos o espetáculo que tivemos.

    Curtir

  8. Sonhar é preciso, meu caro Mauricio, embora as retrancas cotidianas não nos permitam ir muito além disso.

    Curtir

  9. Penso que o motivo para termos esse grande jogo de bola é o fato de o Santos ter conseguido segurar os seus craques e repatriar o elano.
    pelo lado do flamengo a repatriação do Ronaldinho e do tiago neves.

    O esquema retranqueiro só não imperou devido a habilidade desses craques que se apresentaram como opção para os técnicos.
    se eles não estivessem jogando pelos seus clubes provavelmente os treinadores iriam colocar um meia mais pegador no meio.

    Diante disso me ponho a pensar: – já pensou o que seria o campeonato brasileiro se nossos craques não fossem expoortdos?

    Curtir

  10. Com certeza os dois times citados, possuem bastante qualidade dentro de seus elencos, fazendo com que, o espetacúlo se torne ainda mais gostoso de ser visto! Quem derá, poder reunir todos os melhores jogadores do Brasil, em um único campeonato brasileiro, seria magnifico ver os que aqui estão já em nosso paíz, mais os que estão jogando no exterior. E claro, que isso nunca será possivel de acontecer, o nosso mercado não consegue competir com mercado exterior, no que diz respeito a parte financeira e estrutural. Quem sabe um dia, podemos chegar um pouco próximo disso tudo.

    Curtir

  11. É impressionante como as galinhas velhas já acordam com o Leão na cabeça, vão direto nas notícias do mais querido kkkkkk deve ser o efeito tabu 33 que ainda atormenta a cabecinha oca delas kkkkk também 5 anos chorando e correndo de campo kkkkk é um time sem vergonha até já dormiu na praça e jogou com cachorro kkkkk é mentira Teca kkkkkkk

    Curtir

  12. Amigo Edson Amaral, não sou de tomar sopa de ossos, se o Leãozinho não permite uma farta toda de picadinho, prefiro o salgaado da esquina. O Remo está tão exlorado que a mina secou.

    Curtir

  13. Senhorita Andréa
    Não é apenas o meu xará sr. BERLLi na onda de zombaria com o Rmeo.O meu patrão dr Alonso mesmo distante via twitter e email enche o saco até de meu filhinho caçula e de minha esposa.E volta e meia ele tá no twitter com seu estilo zombeteiro e altivo próprio dos argentinos.O Remo sofre nas palavras dele. Disse-me que evita o blog do sr.Gerson p q acha que ele é remista demais ,palavras dele ,eu não digo sim nem não e conforme já disse aqui ,jornalista tem que ser profissional e apesar de alguns pequenos contatempos aqui entre mim e o blogueiro ,eu o acho imparcial sim e quanto ao dr Alonso envia email todo dia para nós chamando minha esposa de pastora sofredora de timinho sem serie ,isso e aquilo.Me disse que até na Argentina fala mal daquela camisa número 2,que dá azar ,postou num blog que aquela camisa é a do pior time do Pará,enfim ele é terrivel em zombar dos times que odeia,seja o Corinthians ,Flamengo,Remo,Boca e outros.É até cansativo pra mim .
    Tanto que minha esposa já torce agora ,dizendo ela apenas para o Palmeiras para acompanhar nossa primogenita Shabelle e meu filho acaba de pedir uma camisa do papão e outra do Botafogo quando formos a BELÉM.AQUI TEM PRA VENDER ,mas como irei dia 5 a Belém vou comprar lá mesmo.

    Curtir

  14. A Rádio Clube insiste em colocar em evidência o João Cunha e o Jones Tavares para responderem perguntas sobre o Papão.

    O Lara Tavares ainda não sei mas o Cunha, no meu entendimento, não sabe separar o torcedor do profissional. Suas opiniões além de não me interessar são 100% suspeitas e não confiáveis.

    Acho que seria de bom alvitre colocar outro para isso, afinal na Clube o que não falta são bons profissionais.

    Curtir

  15. O Jones, justamente por ser remista assumido (sem duplo sentido hehe), ainda tenta amenizar um pouco o papão, preferindo colocar o dedo nas feridas do seu clube. Já o João, realmente anda meio estranho, não era assim. Vamos ficar atentos e cornetá-los sim, sem perdão.

    Curtir

  16. Já que meu comentário postado de manhã não foi publicado e o outro ainda se encontra em moderação vou postar novamente.
    Acredito que sendo o blogueiro muito ocupado tenha meu comentário ainda em caixa .A imprensa paraense ,os analistas de futebol são em sua grande maioria muito bons.Tanto faz a imprensa escrita ou não são pessoas que nasceram com futebol e esportes na veia .Seja sobre o futebol ou esportes em geral regional ou nacional e internacional são profissionais que enxergam os detalhes dentro de campo e fora dos gramados.Cresci ouvindo narrações antólogicas de Claudio ‘moreno”Guimarães,opiniões mais que embasadas de um Carlos Castilhos,Edgar Augusto,Edson Matoso ,Ivo Amaral e outros nomes FANTÁSTICOS. PROFISIONAIS QUE TERIAM E TEM LUGAR em qualquer empresa jornalistica do BRASIL E QUIÇA DO MUNDO.O problema é a questão que ainda assola alguns bem poucos,raros.Como o advogado HG.por exemplo ,bastava ler sua coluna no concorrente jornal para perceber ser um torcedor escrevendo.Ás vezes se policiava ,mas ,era dificil . NÃO É FÁCIL dissociar-se do torcedor apaixonado que em nome dessa paixão cria até antipatias com jogadores ,dirigentes,colegas e até torcedores.E amigos cresci em um época que não havia essa avalanche da informação,interação entre jornalistas e torcedores.Era dificil ,atra´ves de telefonemas e cartas.Hoje em dia graças aos espaços ditos democráticos e acessiveis a um “click” podemos nos expressar e cobrar posições mais profissionais e neutras dos profissionais da informação.
    Justamente os jornalistas.

    Curtir

  17. O REMO NAO PODE MAIS COMETER OS ERROS QUE O NOSSO VIZINHO COMETE ATÉ HOJE . TEM QUE CONTRATAR COM CRITÉRIOS E COM UM TETO MÁXIMO DE APROXIMADAMENTE CINCO MIL. FAZER UMA BASE REGIONAL COM CERCA DE VINTE JOGADORES E CONTRATAR, NO MÁXIMO, DEZ ATLETAS DE QUALIDADE. OU SEJA, BOM SENSO. SEMPRE USANDO A BASE AFIM DE TIRAR PROVEITO DAS FUTURAS VENDAS.

    Curtir

  18. Ei galera olha essa: contratar jogadores de qualidade com um teto de 5 mil reais.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    respeita o centroavante que tá vindo por aí

    hehehehehehe

    Curtir

  19. Concordo, realmente o JONES TAVARES não perde o seu tempo, criticando o Paysandu! Faz justamente o que tem que se fazer, criticar o time do seu coração, que a meu ver e corretíssima sua postura, pois ele quer o bem de sua instituição, por isso briga, bate, achincalha com os dirigentes azulinos, se agissem assim o resto da crônica esportiva paraense, talvez os rumos de nossos clubes seriam outros, mais preferem se achar acima de tudo e de todos.

    Curtir

  20. Acho, que deveriam colocar jornalistas com maiores doses de profissionalismo, para que não ficassem fazendo comentários e criticas infelizes durante os jogos dos nossos maiores clubes.

    Já pensaram colocar o Paulo Cacheado para comentar ou narrar um jogo do Paysandu! O mesmo acontecendo com o Dinho Menezes, fazendo um trabalho semelhante dentro do Baenão. Jamais seria uma coisa aceitada pelos torcedores de Paysandu e Remo.

    Curtir

  21. Ei amigos o Rosivan tá certo, a realidade do timinho dele é essa, aliás um timinho sem divisão conseguir pagar ainda 5 mil a cada jogador, sei não, carece de investigação.

    Curtir

  22. Só não podemos esquecer também, André, que o JT é conselheiro do Remo e que todos ali são eternos oposicionistas em potencial, ô raça desunida os remistas. Sob esse ponto de vista, ele tá mais pra sócio-torcedor-conselheiro com microfone na mão e holofotes para si do que pra radialista.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s