Tribuna do torcedor

Por Daniel Malcher (malcher78@yahoo.com.br)

Ontem o Paysandu apresentou um time novo, porém com os mesmos velhos problemas. Embora o desentrosamento seja flagrante, algumas peças destoaram e muito. Thiago Potyguar, por exemplo, esteve abaixo da crítica, contudo há atenuantes que podem explicar seu baixo rendimento, como o desgaste físico, o pouco tempo de treinamento e o notório e já citado desentrosamento.
Rafael Oliveira, Luciano Henrique, Fábio Gaúcho e o treinador Roberto Fernandes, por sua vez, não merecem tanta condescendência. O avante bicolor há tempos não é mais o mesmo, pois está lento em demasia e não é muito participativo em termos coletivos (é, na gíria peladeira, o popular “fominha” ou “gulemeiro”), preferindo arrematar bolas em direção ao gol quando deveria dialogar com seus companheiros em melhor posição. Luciano Henrique foi imperceptível, pois o meio-de-campo do Rio Branco, povoado por até seis jogadores, o engoliu; e Fábio Gaúcho, por sua vez, sentiu o peso da estréia perante a torcida, não se encaixou, deus espaços para o lateral acreano Ley e pouco foi à linha de fundo. Não à toa, e perante sua desastrosa atuação, as principais ações do time acreano foram operadas na faixa de campo ocupada pelo lateral esquerdo bicolor.
Quanto à Roberto Fernandes, acredito que demorou a mexer no time. Não fez uma leitura muita boa do jogo ao colocar o inoperante Andrei, quando deveria ter colocado Sandro numa posição à frente dos volantes, sacando Rafael Oliveira e empurrando assim Potyguar para o ataque.
Fernandes deveria também ter alertado Josiel sobre seu posicionamento equivocado, pois o avante estava muito isolado entre os zagueiros acreanos, o que aumentou sua solidão no ataque em vista ainda da pífia atuação de Rafael Oliveira.
Mas acredito que o time vai melhorar, e para isso a equipe precisa adquirir melhor forma física e entrosamento, o treinador rever alguns conceitos seus e “puxar a orelha” de certos atletas para que os mesmos alterem suas posturas em campo. Vamos, então, dar tempo ao tempo
E para complementar, observei a atuação de dois jogadores que entraram no decorrer da partida e cheguei à seguinte conclusão: Andrei é um jogador de pouquíssimos recursos técnicos e mesmo físicos, e sua entrada não acrescentou nada para uma possível mudança na atuação do time bicolor. Posso até queimar minha língua e Andrei se tornar um grande jogador, isso acontece, mas não é de hoje que o atleta não vem rendendo. Quanto a Zé Augusto, agradeço e muito pelos grandes serviços por ele prestados às causas do pavilhão alvi-celeste, sobretudo pelas vitórias épicas, alcançadas via de regra na “bacia das almas” por intermédio de seus gols salvadores. Mas o velho Zé não agüenta mais, já até perde o compasso ao tentar dominar ou passar a bola para um companheiro. E isso eu vi num lance idêntico ao de ontem, no jogo contra o Bahia, lá no início do ano, pela Copa do Brasil. Não dá mais para ele.   

32 comentários em “Tribuna do torcedor

  1. Concordo em tudo Daniel! Mais em relação ao inoperante (Luciano Henrique) serei mais condescendente, talvez o mesmo tenha jogado aquem de suas reais capacidades técnicas, ou por mando do treinador, pelo fato do meio de campo do Rio Branco ter dominado quase todas as ações do meio de campo no primeiro tempo, ou por iniciativa própria, vendo tal volúpia e ousadia do time acreano, ficou preso a marcação, e na corbertura do Fábio “despercebido” Gaúcho, que foi apático ontem. Vi um lance no jogo de ontem, onde o Luciano Henrique, estava dando combate no Rossine, na defesa bicolor, pelo lado esquerdo o mesmo que Fábio Gaúcho deveria estar, mais como o mesmo estava perdido, não sabendo se era ala, lateral ou meia esquerda, não funcionou em nenhuma posição.
    Talvez na próxima, o mesmo se reabilite e cale os criticos, assim como os outros criticados. Futebol e assim, hoje você está mal, mais quem sabe amanhã, você faz coisas imaginaveis, ou seja normal e fala o simples, seu próprio feijão com arroz.

    Curtir

  2. Hoje o unico meia de armação que tem visão de jogo no Pará,esta em tucurui,é Gian.
    Há, mais já tá velho,dizem alguns entendidos de futebol,más é mil vezes o Gian velho,do que esses jogadores mais novos que o paisandu troxe,de que ele,que não da um passe,é tudo abacaxi.

    Curtir

  3. De certa forma, o que você fala tem sentido! Mais não podes depreciar as qualidades de um Thiago Potiguar e de um Robinho amigo, e no minimo não entender de futebol né…sei que não deve ser o seu caso JUCA, mais tal comparação, não deve nem ser mencionada. Ambos tem estilos diferentes.

    Curtir

  4. Concordo em quase tudo, amigo Daniel, apenas discordo quando o amigo se refere ao posicionamento do Josiel, que a meu ver jogou como deve jogar um atacante de área. O grande problema, é que o Rio Branco jogando com 3 zagueiros, para que ele funcionasse, deveria ter o apoio dos alas e um pensador no meio, coisa que o Estrelão não deixou, adiantando o Ley pela direita, ora com o Rossini e o Palermo pela esquerda, ora o Rossini. Sem os alas funcionando e um pensador na equipe, para que, fizesse o Robinho jogar mais e frente com a bola, não tinha como o Josiel aparecer, além de não estar no melhor de sua forma física. É a minha opinião.

    Curtir

  5. daniel,pode ter certeza que o paysandu se classificará,não estou sendo leviano ou arrogante em dizer isto ,é porque apesar do mal jogo de ontem,o time do paysandu mostra ser qualificado sendo questão de tempo para que tenham entrosamento e cresçam na competição.. no ano passado o paysandu começou com tudo a série c,decaindo no momento decisivo.. esperemos que neste ano o time cresça na hora certa ,iso irá acorrer,anote,pois o time é bom …..

    Curtir

  6. Concordo com vc Cláudio! Também acho, que o Josiel tem de ficar lá dentro da grande área, brigando com os defensores adversários, afinal de contas ele foi contratado para fazer os gols, é não para criar situações de gol! Como o tal João Cunha, queria que o mesmo fizesse no jogo de ontem, te dizer! Quer dizer que so ele que entende de futebol, torcedor so serve para pagar ingresso, subia a rampa do estádio, é ficar gritando no estádio. E muita presunção de alguns comentáristas, te doido…

    Curtir

  7. Definitivamente, campo e arquibancada já não são mais adversários que as equipes visitantes tem que enfrentar.
    Sucetível de influencia só mesmo a arbitragem, infelizmente.
    O barulho das arquibancadas , à vezes, fazem os arbitros complacentes com as equipes locais e isso pode favorecer.
    Decisivo mesmo, em campo, é a superioridade técnica .
    Incluo-me entre os que esperavam uma vitoria bicolor ontem a noite.
    Reconhecer os erros e corrigi-los é o que de melhor os treinador bicolor tem de fazer para formatar melhor a equipe.

    Curtir

  8. O Que eu sei é que eu não aguento mais permanecer na série c e também não aguento mais estas desculpas dos jogadores de falta de entrosamento.infelizmente mesmo com a vitoria fora de casa contra o araguaina este time do papão não inspira confiança esta é a grande verdade.se lembrarem ano passado enfiamos 6×2 neste mesmo rio branco e ontem quase perdemos,espero sinceramente estar redondondamente enganado mas com este time dificilmente conseguiremos o acesso.

    Curtir

  9. Te contar em Jairo, mano estas dando reais mostras de um grande pessimista daqueles! Te dizer em, tenha calma amigo, o time apenas empatou um jogo em casa, onde estava perdendo. Claro que nem você, nem eu, nem a massa bicolor queria que isso tivesse acontecido, mais ainda somos o lider da chave com 04 pontos, então não e motivo para nenhum desespero.
    Como você mesmo citou, ano passado pegamos esse mesmo Rio Branco ai, é metemos 6×2 de virada, mais você esqueceu também, que o time do Paysandu do ano passado na terceirona, era o mesmo que disputou e se sagrou campeão paraense em 2010, com isso, o time tinha uma base, tinha entrosamento, porisso, conseguio fazer a diferença am alguns jogos, mais na hora da verdade, pesou a falta de qualidade lá na frente, onde uns citam que na verdade, faltou foi dinheiro. Pode ate ser, mais prefiro acreditar que o time ficou por falta de qualidades mesmo, coisa que hoje em dia tem de sobra dentro do elenco, desde a comissão técnica, ao último reserva.

    Curtir

  10. Em relação ao Zé Augusto, enfim parece que caiu a ficha da imprensa paraense sobre esse jogador…aliás convenhamos, esse jogador nunca foi jogador de verdade, né? vai ser ruim assim pra lá…vcs vão dizer, – ah, mas ele matou o águia na curuzú e daí? quem tá no jogo corre o risco de botar uma bola pra dentro! mas a técnica dele sempre foi paupérrima…tanto que o único time que pretendeu algum dia tê-lo no elenco foi o grande São Raimundo…

    Curtir

  11. De pior foi não ter acontecido a vitória. Jogando mal ganhando, tem acontecido em muitos jogos, agora o que esperamos que na próxima partida os ajustes tenham sido feito e uma apresentação mais eficiente aconteça.

    Curtir

  12. Esta resposta não é só para o André, mas também para o Daniel, Acácio e Reginaldo já que todos concordam em tudo.

    O Daniel diz quemos que dar tempo ao tempo, como se isso fosse uma opção, uma questão de paciência. Não é não. Quantos jogos o Paysandu já fez? Quantos ainda vai fazer? Quantos se classificam nesta primeira fase?

    Então não é opção nem paciência. Temos que dar tempo ao tempo
    porque somos obrigados a fazê-lo. Infelizmente.

    Talvez vocês achem que seja pessimismo. Na minha juventude
    havia um dito popular “Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém” e outro “O gato escaldado tem medo até de água fria”

    Curtir

  13. DEFINITIVAMENTE, O RAFAEL OLIVEIRA NÃO TÁ MAS A FIM DE JOGAR NO PAYSANDÚ!

    SÓ O TÉNICO É QUE NÃO PERCEBE!

    Curtir

  14. Mas ontem, caros André e Cláudio, o Josiel padeceu de solidão crônica. Concordo que os posicionamento dele é ali mesmo, dentro da área, mas com uma ressalva: com jogadores próximos a ele e com qualidade suficiente para municiá-lo, o que não foi o caso do jogo de ontem à noite. E aí entra a observação e a leitura do jogo por parte do treinador e a busca por alternativas para se desvencilhar da marcação por parte do jogador. Tanto é que Josiel se descolou umas duas vezes da marcação rígida e mesmo fora da área criou lances de perigo. Será que o Fernandes e o Josiel não perceberam isso? Tenho minhas dúvidas.

    Curtir

  15. André. Pode até haver pessimismo exagerado do Jairo,mas ele tem lá suas razões. Já são cinco anos nessa fomegerada terceira divisão e a realidade dos dois jogos,deixa qualquer torcedor de orelha em pé.Não fiquei nem um pouco empolgado com o primeiro resultado,pois senti mais a fraqueza do adversário,do que méritos por uma atuação convicente do nosso time. É claro que o nosso esquadrão ainda está desentrosado,pelo pouco tempo de formado. Só que essa competição é curta e não espera a chegada desse entrosamento.. Como diz o ditado”Gato escaldado tem medo de agua fria “,as pessoas já ficam desconfiadas,com medo de mais um dos sucessivos desastres. É minha opinião, claro,respeitando a de todos.

    Curtir

  16. Não concordo com o Daniel quando ele diz esse time apresentou os mesmos velhos problemas.
    quem vem acompanhando os jogos do papão nos ultimos anos sabe que na gigantesca maioria dos jogos o papão jogou na base do chutão da defesa para o ataque (na maioria das vezes com a ligação feita pelo próprio goleiro).
    o time de ontem, pelo contrário, por diversas vezes saiu jogando com a bola nos pés, havendo uma ligação entre a zaga e os volantes e o meio campo.
    o problema a meu ver foi daí pra frente, pois a bola chegava no meio e não encontrava o jogador de articulação, e o ataque não foi realizado da forma coordenada que esperávamos.

    no mais só tenho a parabenizá-lo pelo belíssimo texto.
    quando li pensei: – vi o mesmo jogo que o daniel.

    parabéns novamente.

    Curtir

  17. Daniel,
    Achei legal o post, praticamente, igual aos comentários online que fiz durante o jogo, a única ressalva é com relação ao Josiel que na minha visão ainda está sem explosão por conta do preparo físico e pela falta de ajuda dos homens de frente, mais mostrou oportunismo no lance do gol é o que se espera de um verdadeiro centroavante!.
    abs.

    Curtir

  18. Concordo Manoel,

    Mais vale como exemplo o time da terceirona do ano passado, onde muitos de nos torcedores do Paysandu, achava-mos que era o time dos sonhos, pois estava ganhando de todo mundo, ate pegar o desconhecido Salgueiro e empatar fora de casa! Mais no jogo de volta dentro dos nossos dominios, deu no que deu né! É, olhe que aquele time tinha um bom entrosamento entre os jogadores, mais tinha muito pouca qualidade dentro do elenco. Coisa que hoje em dia e bastante diferente, pois temos qualidade, mais não temos entrosamento, é uma faca de dois gumes, que o nosso presidente fez, mais eu acredito que dessa vez à história será outra, temos de acreditar acreditar amigo, ou você quer que os remistas e secadores acreditem?

    Curtir

  19. Verdade amigo, o que realmente falta ao Josiel e justamente isso, um bom condicionamento físico, aliado ao ritimo de jogo, para entrosar com os companheiros, além de um bom parceiro de ataque, tipo o Helinton e colocando o Rafael Oliveira no banco, é barrando de vez o “vetera” Zé Maluco, este deveria fazer parte da comissão técnica.

    Curtir

  20. vou desabafar gerson, todo jogo do payssandú eu saio de tomé-açu pra belem, pra assistir o papao do norte, cada jogo eu acredito que vamos jogar bem mas no final nada gerson, gasto 60,00reais de passagens mais 20,00 de ingresso fora outras coisas que se gasta numa viagem eo meu papão não corresponde esse sentimento(amor). não aguento assistir na tela muito menos via radio, o que resta é ir pra belem mesmo, mas desse jeito não dá!!!! vamos orar pra que de certo o acesso esse ano, se não vou ter que ir pra europa pra tentar esquecer um pouco o meu amor(PAPÃO)

    Curtir

  21. Não sou pessimista não Andre,só que assisti uma péssima apresentação do papão contra o rio branco em que pouca coisa de bom se viu neste time.mas como sou um apaixonado torcedor deste glorioso clube espero que o papão consiga o tão sonhado acesso.

    Curtir

  22. Caro Denis, como torcedor do Paysandu que sou, assim como você diz ser! Eu entendo, que nem sempre em nossas vidas e vida nos faz sorrir, seja no amor, na dor, qualquer coisa mesmo! Assim vejo também com o futebol amigo, nem sempre o nosso clube vai nos proporcionar sentimentos de felicidade, sempre vai ficar alternando entre os bons e os maus momentos.
    Acho que nos torcedores, falo nos, porque englobo ate os torcedores “fora de serie” ate eles, são filhos de Deus né. Acho que temos de ser perseverantes, saber absorver os problemas para tentar resolve-los da melhor maneira possivel. Você descreveu aqui, que faz uma verdadeira maratona para ir aos jogos do Paysandu, e diz que gasta 60 de passagem, mais 20 com o ingresso, além do dinheiro do refrigente e do churrasquinho de gato, mais nem sempre sai satisfeito com time, devido aos inumeros insucessos que o time vem acumulando ao longo desses ultimos anos.
    Amigo Denis, tenha fé em Deus, que este ano o negócia será diferente!

    Curtir

  23. Continuo a achar que vc e pessimista! Seja mais realista, deixe de agir mais com o coração, e sim com a razão. Como vc mesmo disse, so acredita no time, por ser um torcedor apaixonado pelo clube! Eu também sou apaixonado, mais não sou maluco para crucificar o trabalho do treinado e dos jogadores, que está apenas no ínicio, com apenas duas partidas realizadas.
    A torcida assim como a imprensa, está cobrando demais de um time que não vencia fora do estado do Pará, à quaze cinco anos, mais como venceu, pronto, agora o próximo jogo tem que golear o adversário a qualquer custo! Eu não penso assim amigo, assim como nos conseguimos vencer fora de casa, o Rio Branco poderia ter saido de nosso estado com os três pontos, porém não conseguio, tudo porque o time mostrou um bom poder de reação ainda no primeiro tempo do jogo.
    Pense nisso caro JAIRO, acho que temos de ser pacientes com o time, não vai adiantar de nada a torcida ficar na bronca, por causa deste empate com o Rio Branco, vamos aguardar o próximo jogo, que a meu ver e um jogo de 6 pontos, é um jogo chave tanto para nos bicolores, como para os aguianos.

    Curtir

  24. Tudo bem caro Andre,vou dar mais um crédito para este elenco e comissão técnica do papão.entretanto é bom avisarem ao Roberto Fernandes que só temos mais 6 partidas nesta fase ou seja não dá para esperar muito os jogadores entrosarem,tem de colocar em campo quem realmente tem capacidade de vestir este manto alvi azul.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s