A frase do dia

“Os jovens de hoje perderam toda a experiência de colocar os fones de ouvido, aumentar o volume, pegar a capa do disco, fechar os olhos e se perder em um álbum. [Eles perderam também] a beleza de pegar sua mesada e escolher um disco apenas pela capa sem saber como ele é. Pode anotar o que eu digo, a próxima geração vai parar para se perguntar o que foi que aconteceu. Foi uma época mágica. Odeio soar como um velho, mas eu sou. Steve Jobs é pessoalmente responsável por matar a indústria musical”.

De Jon Bon Jovi, músico, detonando o criador da Apple, Steve Jobs, pela revolução na área digital.

9 comentários em “A frase do dia

  1. Que me perdoem os jovens modernos. Mas, eu também concordo com o que o JBJ falou!
    Tenho minhas coleções de rock ainda no estilo “bolacha preta”, e apesar de tudo que a tecnologia nos oferece, saudosismo faz parte da vida!
    E, o mais interessante, é que em alguns países, equipamentos de som estão vindo novamente com as agulhas de diamante!

    1. Alberto, embora não goste das músicas do Bon Jovi, concordo em parte com ele. A indústria do disco se esfacelou na era digital e, por incrível que pareça, acho que ainda vamos lamentar por isso lá adiante.

  2. Por mais que possa haver razão no que o Bon Jovi falou, discordo que a revolução tecnológica venha a acabar com a indústria da música. Sim, ocorreu uma mudança, mas assim é a vida e o mundo, mudanças são inevitáveis, cabe a indústria fonográfica se adequar e tornar a nova tecnologia sua aliada, assim como muitos outros meios e mercados já fizeram. Eu compro cds e baixo músicas, pra mim o que importa é o conteúdo, e desculpe-me falar, mas as mas a atual cena musical comercial é ruim demais, querem nos vender algo por demais sem graça.

    1. Isso é verdade!
      Mas não dá pra não considerar a opinião de um musico com mais de 20 anos de carreira.
      No mais, tudo é questão de gosto.

      Obs: também não gosto de BJ.

  3. Vou ser um pouco o advogado do diabo.

    Nã foi o Steve Jobs que começou a falir a indústria musical.

    O que começou a falir foi uma coisa chamada INTERNET.

    O criador da Apple só teve a ideia de tornar isso mais rápido e mais lucrativo para sua empresa.

    Steve Jobs só foi a cereja do bolo.

  4. “[Eles perderam também] a beleza de pegar sua mesada e escolher um disco apenas pela capa sem saber como ele é.”

    Acho que isso ilustra muito bem a linha de pensamento do Boj Jovi e toda a galera que se queixa do fim do monopólio das grandes gravadoras: acabou o dinheiro fácil, agora vocês vão ter que se esforçar mais pra vender música.

    Fui adolescente no começo dos anos 90 e por isso comprei muito K7 e LP. E mesmo na fase dos CDs existia era uma falta de respeito enorme com o consumidor. Você pagava, digamos, 15 reais por um disco por causa de uma única música — e depois descobria que só ela mesmo é que prestava.

    Tenho o saudosismo de abrir um LP e admirar a arte do encarte, mas acaba aí. Bon Jovi e as outras viúvas da indústria fonográfica ainda vão se queixar bastante, mas o fato é que agora as coisas estão mais justas pro lado de quem só quer ouvir música, e não comprar um amontoado de som produzido a toque de caixa pra completar os 60 minutos de um álbum.

Deixe uma resposta