Coluna: Em ritmo de vale-tudo

É sempre terrível quando o futebol sai das quatro linhas para entrar na seara policial. Talvez sob inspiração da pancadaria do vale-tudo que a TV transmitiu no sábado à noite, dois graves episódios foram registrados domingo em jogos disputados no interior do Estado e quebraram o clima de paz que reinava no Campeonato Paraense.
Logo cedo, ocorreu a agressão do técnico do Castanhal, Luís Carlos Apeú, ao jogador Luís André, do Remo, no estádio Maximino Porpino. À noite, estourou a briga de dirigentes do São Raimundo com o técnico Sebastião Rocha e jogadores nos vestiários do estádio Barbalhão, em Santarém.
Os dois casos não têm justificativa lógica e coincidem quanto ao evidente destempero emocional dos personagens envolvidos. Em Santarém, depois de um empate até certo ponto heróico com a Tuna, dirigentes do São Raimundo trataram de culpar o árbitro pelo resultado. Tudo porque o mediador teve a ousadia de encerrar o jogo interrompendo um ataque do time da casa, embora o tempo regulamentar estivesse encerrado.
Depois de vociferar pelo rádio ofensas ao presidente da Federação Paraense de Futebol, com insinuações de favorecimento a clubes da capital, um dos cartolas dirigiu-se ao vestiário do próprio time e travou violenta discussão com o técnico Sebastião Rocha, fato que descambou para troca de sopapos só contornada com intervenção policial.
O vexame é maior na medida em que o São Raimundo é um campeão brasileiro. Conquistou, com méritos, o primeiro campeonato nacional da Série D, em 2010. Vitórias importantes também trazem embutido um sentido de responsabilidade. É, portanto, inadmissível que o clube tenha sua imagem pública arranhada pelo desequilíbrio de seus dirigentes.
Em Castanhal, a confusão se desenrolou à beira do campo. O volante Luís André deslizou no gramado enlameado e atingiu, involuntariamente, o técnico Luís Carlos Apeú, que se mantinha junto à linha lateral. Transtornado, Apeú reagiu com uma cotovelada quando o jogador tentava se desculpar pelo acidente. Elemento que estava de penetra no banco de reservas também se juntou ao treinador na agressão ao atleta remista.
Cenas deploráveis para um torneio em fase inicial, que vinha se desenrolando em bom nível de civilidade. Cabe às autoridades e instâncias adequadas aplicarem, sem amarelar, as penas previstas em lei para evitar a impunidade, prima-irmã da reincidência. 
 
 
A Associação de Cronistas e Locutores Esportivos do Pará (Aclep) vai às urnas hoje, das 10h às 18h, no hotel Sagres. Momento importante na vida da entidade administrada há mais de uma década pelo jornalista Ferreira da Costa. Como tenho por princípio assumir claramente minhas posições, declaro meu voto à chapa de oposição “Paulo Cecim”, presidida pelo companheiro Géo Araújo. Entendo que é hora de renovar esforços, arejar idéias e buscar novos horizontes para a Aclep. Acredito que Géo é o mais capacitado para comandar esse processo. 

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta terça-feira, 08)

29 comentários em “Coluna: Em ritmo de vale-tudo

  1. Acredito, amigo Gerson, em despreparo dessas pessoas. Ora,o Técnico e os Jogadores, não tem culpa de serem contratados, logo, cabia a quem os contratou, perceber o erro e, já ter mandado o técnico e alguns jogadores embora, ainda no início da semana e, procurar acertar, daqui por diante, nessas contrataçoes. Um jogo tenso e, o dirigente vai até o vestiário, bater boca com treinador e jogadores, vou te contar. O grande problema disso tudo Gerson, é aquilo que sempre falo: Tem muita gente se metendo no futebol, sem entender do mesmo, por isso, sempre estão dando esses vexames.
    – Quanto as eleições de sua categoria, nem conheço o Geo, muito menos sua competência para tal, mas penso, sempre, que, toda renovação é salutar. Boa sorte ao Geo Araújo.

    Curtir

  2. Bom dia Gerson, porque você ainda não postou no blog a matéria abaixo ? Mais uma mostra de que o ranking caduco da CBF não deve ser levado a sério. O ranking da IFFHS, entidade reconhecida pela FIFA, mostra a realidade do que aconteceu na ultima década.

    Fonte: Diário do Pará online
    O Paysandu voltou a ser relacionado em um dos famosos rankings da Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS). Dessa vez, o Papão da Curuzu figura em 24º lugar, entre os 31 clubes brasileiros listados entre os 184 melhores times da América Latina entre 2000 e 2010.

    A boa colocação é fruto dos anos de ouro do clube alviceleste, visto que a IFFHS considera 14 pontos para cada triunfo em partidas da Libertadores da América e quatro pontos para vitórias no Brasileiro da 1ª divisão. O Papão também pode se orgulhar de ser o único clube do Norte a aparecer na lista divulgada ontem. O time brasileiro que ostenta a melhor colocação, o segundo lugar no geral, é o São Paulo. O primeiro lugar é da Argentina, com o Boca Juniors. (Diário do Pará)

    Curtir

  3. Primeiro correm cima do juiz como se ele fosse culpado do jogo acabar. Depois agridem o treinador como se ele fosse o culpado pela opção da impoortação de praticamente um time em detrimento dos valores da terra.. Deveria sim, a torcida, botar esses incompetentes para correr.
    Pobre mundiquinho.

    Curtir

  4. LAMENTÁVEIS as ações impensadas de pessoas despreparadas no futebol, que deveria ser também um lazer.
    10 anos dirigindo uma mesma entidade é demais. Concordo, toda mudança é salutar, próprio de um estado democrático.
    PARABÉNS a Gerson Nogueira, por apresentar claramente as suas opiniões, atitude própria dos homens de bem.
    VAMOS torcer aqui para q Géo Araújo seja eleito presidente da ACLEP e faça boa gestão.

    Curtir

  5. “Para quem não me conhece, eu sou Géo Araújo, o pequenininho mais gostoso do Brasil”…dizendo ele, Cláudio. Acho um cara aparentemente sensato e humilde pelos seus comentários e narrações.

    Curtir

  6. ACOMPANHO o Géo Araújo desde a Rádio Maguari, lançado que foi pelo maior narrador de futebol que o rádio paraense já viu, o grande JAIME BASTOS, o homem do neca-neca.

    PENSAMENTO do dia:
    ‘VOCÊ não pode impedir que os pássaros da tristeza voem sobre sua cabeça, mas pode, sim, impedir que façam um ninho em seu cabelo.’
    Provérbio chinês.

    Curtir

  7. De acordo com uma rádio que sontonizei ontem sem querer os jogadores do re-mio após o segundo gol e vendo o término do jogo se aproximar a toda hora tentavam humilhar os jogadores do Castanheira(?),CHMANDO DE TIMINHO DE INTRIOR E E TC.A ACUSAÇÃO PARTIU DE JOGADORES COMO FLAMEL E SOARES E QUE AINDA ALFINETARAM NO MICROFONE QUE O TAL de re-mio sequer tem divisão e quer menosprezar os outros times.TIME MAIS ANTIPÁTICO DO NORTE E SEM DIVISÃO É ASSIM MESMO COME OVO E ARROTA CAVIAR…

    Curtir

  8. Para quem acompanha o São Raimundo nos últimos 5 anos sabia que algo de errado estava ocorrendo no clube. Dos clubes interioranos é o que mais maltrata o leãozinho e aquele jogo de estréia no foco da dengue foi atípico. O maior erro foi querer imitar as besteiras que os grandes da capital tem feito abrindo mão de jogadores locais que redem muito mais que esses importados. O técnico também provou ser fraco e se tivesse apostado em Charles ou até mesmo os mais procurados pelo clube como Walter Lima, manteria a pegada. Lamentável por todos os aspectos o que aconteceu na pantera assassina, mas não está imune das baixarias que adeta as melhores familias. Quanto ao jogo em Castanhal sem comentários por sabermos os antecendetes do felino. Sem stress….

    Curtir

  9. O grande problema é que a maioria dos jogadores foram indicações do técnico e mesmo alguns não sendo dispensados quem garante que não farão “corpo mole” daqui pra frente. Vejo a situação do SR delicadíssima e a necessidade de um treinador com pulso e carisma muito clara. Agora, o Cláudio falou cuma coisa certa, dirigente não pode invadir vestiário pra cobrar resultados, ou o LOP tá fazendo escola?

    Curtir

  10. ANTONIO Valentin;
    Notastes, a grande coincidência?
    O teu Post acima foi exatamente o número 7, isso não te traz nenhuma mágoa não?
    Pois é camarada, 7, é o número QUE SIMBOLIZA A PERFEIÇÃO!!
    PARABÉNS, POR CUIDARES DÊLE E O CARREGARES POR MAIS DE SESSENTA ANOS!!!

    Curtir

  11. SE É PARA FALAR em números, meus amigos, então vamos lá.
    SETE é um número sagrado, porque é a soma de 3 + 4. Com efeito: são os 7 dias da semana, 7 mares, 7 vacas magras, por 7 anos Jacó serviu a Labão por causa de Lia, etc etc.

    3 é o número que representa a totalidade no mundo espiritual: a Santíssima trindade, 3 horas da agonia, ressuscitou no 3º dia, e viveu 33 anos.

    4 é o número que representa a totalidade no mundo material: 4 são os pontos cardeais e 4 são as estações do ano.

    DOS NÚMEROS, passemos para o futebol paraense, objeto do nosso comentário:

    O SETE está presente mais na história do Remo que na do rival listrado. Se não, vejamos:

    Os 3 (número da totalidade) maiores tabus do futebol paraense pertencem ao Leão Azul, o grêmio de Periçá:

    1) Antes em de 17abr.1973 a 14nov.1976, houve o primeiro grande tabu – do qual não se fez grande alarde, por sinal – com 24 jogos sem que o Psc soubesse o que era vencer do Remo.
    Foram 14 vitórias (2 x 7) do Remo e mais 10 empates.

    2) De 93 a 97, os 33 jogos fatídicos. Foram 21 vitórias (3 x 7) e 12 empates.

    3) Em 2004, 14 jogos (2 x7) com 100% de aproveitamento.

    E SE ainda se falar nisso, eu RELACIONO aqui todos os 24 JOGOS e todos os 33 do tabuzão.

    DETALHE: todos esses EU VI, ao vivo e em cores. TODOS na era profissional, em que a bola não era marrom.

    Curtir

  12. olhem ai o Valentim mata a cobra e mostra o pau, este sim é torcedor, e olhe que pelo o que eu vejo em seus comentários procura ser imparcial, criticando até o próprio clube em que torce e alfinetando os adversários mas sempre com coerência

    Curtir

  13. Total ignorância sua no assunto MMA. Associar a violencia do futebol no fim de semana a transmissão do UFC e no minimo uma piada de maus gosto e falta de etica sua ao emitir opinião sobre um assunto que demonstra total desconhecimento.
    Limite-se a falar de futebol e Rock and roll que nestas areas voce e um excelente comentarista.
    Mas politica e MMA…..voce e uma especie de Pelé

    Curtir

  14. OBRIGADO, amigo Gilvan Dias.
    DE FATO, procuro ser imparcial quando o assunto exige comentários sérios e despidos de paixão, não me importando em criticar minhas próprias cores tampouco exaltar as cores contrárias. Acima de tudo, sou um desportista e um democrata.

    PORÉM, como sou um ser humano, brasileiro e gosto de futebol, não perco oportunidade para dar minhas alfinetadas, ainda mais se sou provocado. ACHO que aí está a grande graça do futebol e suas rivalidades localizadas.

    Curtir

  15. É o caso do velho provérbio popular, para cada ação existe uma reação ou então quem fala o que quer ouve o que não quer

    Curtir

  16. Engraçado, mas a minha visão da jogava lá de Castanhal é o tal Luis André dando carrinho numa bola que já estava até fora de campo pra propositadamente acertar o Apeú, e depois se fez de coitadinho…

    Curtir

  17. é Acacio, vc tem razaum….e o Joel Santos foi bem…uma partida deve ser finalizada qdo o tempo de acrescimos vence, o que foi o caso..o Gerson coloca uma palavra correta : ousadia, eu diria mais: coragem….somente o penalti deve ser esperado sua cobrança para depois finalizar a partida…isso se a bola entrar direto, pq se o goleiro defender, não existe ”rebote” …ali na defesa do goleiro é terminada ….agora vai fazer isso pra ver o q acontece….rsrsrrs

    Curtir

  18. EU NÃO ESTAVA POR AQUI ANTES DE 2008 PORTANTO DESDE QUE CHEGEUEI NO PARÁ SOU CAMPEÃO COM O PAPÃO E TEM MAIS ESES VISTORIAS DOMÉSTICAS SÓ ALEGRAM TORCEDOR DE TIME PEQUENO MESMO,QUE EU SAIBA E PESQUISEI É QUE O PAPÃO MESMO SENDO MAIS JOVEM QUASE DEZ ANOS TEM MAIS TITULOS EM TODOS OS ASPECTOS ,TEM PARTICIPAÇÃO BRILAHNTE EM LIBERTADORES,É RECONHECIDO EM TODO O MUNDO ,TEM A MAIOR TORCIDA DA AMAZONIA,TEM TRES TITULOS NACIONAIS SENDO UM COMPATIVEL COM UMA SÉRIE A,ENFIM O MELHOR DO NORTE …

    Curtir

  19. Ei Gilvan essas vitorias datadas de quase vinte anos atrás são as únicas coisas que os re-mistas falam.O PAPÃO É MAIS JOVEM ,TEM TRES TITULOS NACIONAIS SENDO UM COMPATIVEL COM A SÉRIE A E SENDO MAIS JOVEM TEM MAIS TITULOS REGIONAIS,A MAIOR TORCIDA ,FIEL E EXIGENTE QUE NÃO SE ILUDE COM VITORIAS SOBRE OS BAMBALS DA VIDA…ENFIM O MELHOR TIME DO NORTE.

    Curtir

  20. Pois é ANTONIO Valentin;
    Gostei tanto da numerologia que usaste, que vou usá-la, já que citastes o número 4, portanto 4 & 4 = ?, não me refiro aos pontos cardeais, tampouco as estações do ano, também não estou me referindo à bala de rifle e sim aos 44 títulos regionais, lembrou? pois é, muitos desses foram conquistados sim quando a bola era marron, tal qual o teu time também tem alguns daquela época; nem a todos eu ví, porém a história registra, e nela eu acredito, V. Sª não, pelo visto, né?
    Detalhe o teu time ganha partidas, o meu GRANDE BICOLOR AMAZÔNICO, conquista TÍTULOS, eis a diferença.

    Curtir

  21. no futebol a mucura só é um ano mais nova que o Leão, isso pq era chamada de Time Negra, aí tomou uma goleada de 9×0 e mudou de nome pra Paisancu, esssa é a verdadeira história da mucura, o amigo Antônio pode confirmar ok

    Curtir

  22. É mas ao contrario de vc Gilvan eu não fujo de uma boa briga ,mesmo sendo contra as galinhas azuis que comem ovo e arrotam caviar…PAPÃO DEZ ANOS MAIS JOVEM ,MAIS TITULOS ,O MELHOR DO NORTE …RANKIADO PELA FIFIA…PELA FIFIA CLONE GAGÁ ….CHORA MAIS…..ARROTA MAIS…..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s