Drama do Remo é destaque no portal G1

Matéria assinada por Guilherme Maniaudet, do Rio, é destaque desta quarta-feira no portal G1 (Globo) abordando a aflitiva situação do Remo. “Um time com uma torcida imensa, feitos históricos no passado e um momento atual que os fãs torcem para que passe logo. Esse é o Clube do Remo, fundado em 5 de fevereiro de 1905. Em 1972, entrou para a história do futebol nacional ao ser o primeiro time do Pará a disputar o Campeonato Brasileiro. Três anos depois, venceu uma partida histórica no Maracanã”. Assim, de maneira simpática, começa o texto (ilustrado pela foto da vitória sobre o Flamengo no Maraca). Mais adiante, ele cita o célebre encontro do Rei Pelé com a camisa azulina.  

“Outro momento histórico foi no dia 29 de abril de 1965. Em uma partida amistosa contra o Santos, no Estádio Evandro, o Baenão, a torcida e o clube ganharam um presente que ficou para sempre na vida de todos. Pelé, o maior jogador de todos os tempos  entrou em campo com um buquê de flores e vestindo a camisa azul do Remo, para delírio absoluto dos presentes no palco. O resultado: 9 a 4 para o Peixe, com cinco gols do Rei. Porém, nesse dia o placar pouco importava. Em 1968, mais um amistoso marcante no Baenão. O Benfica, de Portugal, que tinha uma constelação liderada pelo craque Eusébio, veio ao Brasil para um amistoso contra o Remo. Com Amoroso marcando pelo Leão e Torres pelo Benfica, as equipes ficaram no 1 a 1.”

Mais referências aos bons momentos do clube: “Os anos 90 marcaram o último grande momento do clube: 1993 e 1994 foram as últimas temporadas na Série A do Campeonato Brasileiro, sendo que no primeiro ano o time terminou a disputa em sétimo lugar. De 1994 a 1997, o Remo estabeleceu o maior tabu entre rivais no Brasil. Foram 33 jogos sem perder para o Paysandu, conquistando 21 vitórias e 12 empates, marcando 49 gols e sofrendo 20, conquistando o penta paraense no período. Em 1995, veio o Torneio de Toulon, na França, e o clube se tornou o único do Norte do Brasil a disputar uma competição na Europa. Na primeira partida, após empate por 1 a 1 no tempo normal, bateu a seleção de Bucareste nos pênaltis. Na final, o placar se repetiu no tempo normal contra o anfitrião Toulon, e a derrota ocorreu também na disputa de pênaltis.”

A matéria cita ainda algumas opiniões de Orlando Ruffeil, mencionado como “historiador” (??) do clube, e do presidente Amaro Klautau. Pra variar, AK recita aquele discurso de terra-arrasada, lembrando as dívidas e bloqueios de renda/patrocínio (que não ocorreram nos últimos dois anos). E arremata com a ficção da “moderna” arena no Aurá para 15 mil torcedores, ao inacreditável custo de R$ 18 milhões. No texto, uma potoca final: o dirigente dá novos números para a dívida trabalhista do clube. Seria de R$ 13 milhões, “excluindo as dívidas junto ao Tesouro Nacional”. Talvez seja um caso único no Brasil: um cartola que aumenta, a cada nova entrevista, os débitos do clube que dirige. Os motivos dessa inflação contábil, obviamente, todo mundo já conhece de cor e salteado.  

49 comentários em “Drama do Remo é destaque no portal G1

  1. O despertar de uma nova era na vida dos clubes paraenses. Talvez as eleições deste ano marquem a história dos nossos clubes. 2010 com certeza será um ano hiostórico independente do que possam entender os “estoriadores”. Ninguem jamais imaginou que os coretos fossem ser tão balançados como estão sendo os de Remo e Paissandu. Azulinos e bicolores não pdem perder esse bonde histórico. Todos tem obrigação para com os seus clubes e devem viver essa importante quadra engajando-se nos pleitos que se avizinham. Nos da imprensa, a meia-distancia, a brigação de reportar com isenção, o que está acontercendo e fornecendo ssubsidios a quem pode manifestarr cumplicidade com qualçquer uma das chapas.

  2. Na mangueirosa qualquer contador de causos vira Historiador, por essas e outras e’ que vivemos a patinar.
    Os urubus vivem incomodados e a qualquer hora batem em retirada, e’guaaa..do lugar!

  3. A cada dia que passa eu perco o respeito por essa profissão de repórter-jornalista… Salvo raríssimas excessões, essa nova geração de profissionais está repleta de preguiçosos e ignorantes.
    Na reportagem em questão, se o leitor não estiver por dentro da realidade dos fatos fica convencido que o safado do Klautau está fazendo um ótimo trabalho de reconstrução no clube e esse asno desse Ruffeil é mostrado como sendo um poço de cultura e figura de grande importância para o clube. Bando de pilantras!…

  4. Meu caro Soiero, não sendo da nova geração excluo-me dos seus conceitos e ainda assim sinto-me obrigado lembrar que sempre mantive isenção e independencia nas relações com clubes e dirigentes. Não sistematizo críticas. Não misturo as coisas. Não tenho obrigações associativas nem compromissos politicos. Sou apenas um cidadão e como tal exijo respeito.Em relação às eleições do Remo espero que o vencedor tome as medias que julgar necessárias em relação aos feitos do atual presidente . Que não ocorra como no Paissandu que até hoje não sabemso ao certo o que concluiu a Auditpria feita nas contas do ex-presidente Athur Tourinho.

    1. Caro Tavernard, meus respeitos.
      Em momento algum eu estava me reportando a você ou ao Gerson. Pelo que me consta vocês NÃO SÃO REPÓRTERES. São COMENTARISTAS e, claro, fazem parte da profissão de jornalista. Não sei se me fiz entender, mas seria o mesmo que eu criticar o trabalho de um determinado Pediatra e ter maior respeito pelo meu Cardiologista, entendeu?
      É simples; basta você observar uma reportagem de um assunto do qual você tenha domínio para perceber o quanto existe de chute nas informações.
      Espero que desta vez eu tenha me feito entender.

  5. Sinceramente, mas vendo a tudo isso, fico a pensar o que passa pela cabeça de um torcedor do Paysandu. Deve ser mais ou menos assim: Égua, mas só um título nosso da série B, desbanca todos esses “feitos Históricos” do Remo. E Eu diria: Assino embaixo. Vou te contar. CHAPA 2, JÁ.

  6. Ègua, não sei o porquê dessa perseguição ao AK, já que, apesar da falta de transparência, segundo seus opositores, foi o único dirigente (que observei ) que tentou dar uma solução, uma nova perspectiva, enfim novos ares ao meu amado CLUBE do REMO. E essa perspectiva era tudo o que a maioria de nossa torcida queria. E haja aturar embargo, engodo, blefe. Tomara os donos do clube reflitam e, permitam ao mesmo renovar-se , modernizar-se e ir ao encontro do século XXI

  7. Chapa dois… dos aproveitadores. Mas se tirarem o Frade e Amaro e eles não forem candidatos, tudo bem… mais ainda acho que é uma arapuca, porque o Boto de araque está na espreita.

  8. Aliás,amigo Luiz,peguei uma parte dessa matéria em que fala o Amaro:
    – Para Amaro Barreto da Rocha Klautau, atual presidente, a crise financeira que o Remo vem enfrentando nos últimos dez anos(ou seja, amigo Luiz, desde 2000) é a principal causa deste momento ruim.
    – Vivemos uma instabilidade administrativa e financeira, com um total descrédito na praça e na sociedade, gerando constantes bloqueios aos nossos patrocínios. Isso dificulta muito o planejamento. Mas hoje, após muitos anos, o Remo está com os salários em dia – disse Amaro, que está no cargo desde janeiro de 2009 e fica até o fim de 2010.

    1. Vamos analisar os PRESIDENTES do Remo,amigo Luiz, de 1970 até 2000, (pois a partir de 2000, a dívida apertou, não é que antes não havia, é bom que se diga) primeiramente:
      -1970 – Dr. Fernando Teixeira
      -1970-1971 – Junta Governativa:1- Alcyr Braga
      2- Mario Teixeira
      3- Leopoldo Costa
      -1972-1973 – Raimundo Dhélio Guilhon

      -1974-1975 – Manoel Ribeiro (começou a brincadeira,amigo Luiz)
      -1976-1977 – João Braga De Farias Júnior(+ um deles)
      -1978-1979 – Manoel Ribeiro (de novo)
      -1980-1981 – Vinicius Bahury Oliveira (+ um deles)
      -1982-1983 – Raimundo Dhélio Guilhon(+um deles)
      -1984-1985 – Manoel Ribeiro (3ª vez, quando perdemos o posto Azulino)
      -1986-1987 – Hamilton Guedes(Não aguentou as dívidas do Remo, deixadas pelos acima citados,logo não fez uma boa administração. Começou assim e aí)
      -1988-1989 – Ubirajara Imbiriba Salgado (+um deles)
      – 1990-1991- Ubirajara Imbiriba Salgado ( de novo)
      – 1992-1993- Raimundo Ribeiro Filho
      – 1994-1995- Raimundo Ribeiro Filho
      Obs. Raimundo Ribeiro pegou o Remo todo endividado e, SANEOU o mesmo, não deixando dívidas para quem assumiu posteriormente.
      EM 1995, O REMO NÃO POSSUIA DÍVIDAS, QUE FORAM PAGAS POR RAIMUNDO RIBEIRO.
      CONTINUANDO, AGORA COM O REMO ZERADO:
      – 1996 – Junta Governativa:
      1- Aldebaro Klautau (sem voz,por isso saiu)
      2- Sérgio Cabeça Braz (+ um deles)
      3- Antonio Carlos Pinheiro Teixeira (esse então, falou em saneado,logo ele se apresenta para gastar)
      4- João Carlos de Azevedo Santos (+ um deles)
      5- José Ignácio de Azevedo (+ um deles)
      -Ainda em 1996 – Outra Junta Governativa :
      1- Sérgio Cabeça Braz (de novo)
      2- João Carlos de Azevedo Santos(de novo)
      3- Antonio Carlos Pinheiro Teixeira ( te dizer)
      obs. Perceberam que nessa, saiu o Amaro? deve ser porque não concordava com a gastança.
      – 1997-1998 – Roberto Felipe de Araújo Porto (+ um deles)
      – 1999-2000 – Junta Governativa(égua, de novo?)
      1- Antonio Carlos Pinheiro Teixeira (Te contar)
      2- Paulo Sérgio Mota Pereira (+ um deles)
      3- Clóvis Cunha Malcher Filho (+ um deles)
      4- Ubirajara Imbiriba Salgado (lá vem ele de novo)
      5- João Carlos de Azevedo Santos ( de novo)
      – 2000 – João Augusto da Silva Costa Filho (era + um deles)

      1. Agora, amigo Luiz, vamos a parte que mais apertou:

        2001-2002 – José Licínio Araújo Carvalho (+ um deles)
        2003-2004 – Ubirajara Imbiriba Salgado (+ é um posudo, olha ele aí,de novo e, ainda junto com o Ronaldo Passarinho)
        2005-2006 – Raphael Levy( e o Cinturão de aço, aqueles mesmos das juntas Governativas)

        2007-2008 – Raimundo Ribeiro Filho
        2009-2010 – Amaro Klautau
        Na minha opinião, esses dois, foram vítimas das incompetências, dos que, agora, formam a CHAPA 1, é só analisar, atentamente.
        FONTE: Site do Clube do Remo.

        CHAPA 2, JÁ, para que o Remo, agora, seja nosso, de VERDADE.

  9. PROFISSIONALISMO já!
    É vender o estádio pelo preço (aproximado, pelo menos) de mercado e com o dinheiro zerar as dívidas, fazer o CT e demais estruturas de apoio, incluindo espaços de lazer para atrair sócios, montar supertime, diretorias remuneradas, e outras providências. Jogos, nos próximos 10 anos, utilizar o Mangueirão, que existe para isso mesmo.
    CHEGA do amadorismo que só afunda cada vez mais a instituição.

  10. Tá na cara que foi matéria paga, típico do grupo do G1, enaltecer o torneio de Toulon jogado num campo de subúrbio contra times amadores, te contar! Só o Caxiado.

  11. Concordo com o Sergio Soeiro. Foi ao ponto! O repórter do G1 deveria ter pesquisado mais e iria, sem precisar muito esforço, constatar a incompetência e omissão dos atuais corretores, ops, dirigentes (sic) do Clube.

    Não quer dizer que os outros foram excepcionais, mas, ao menos, se esforçaram em proteger o patrimônio do Clube e honrar os compromissos junto à Justiça do Trabalho. Aliás, quem diz que o Remo está com os salários em dia deveria pesquisar e ler nos jornais as reclamações dos funcionários quanto aos atrasos.

    Então, o grande profissional AK, projetista de uma nota só (entregar o campo do Remo em negocioção nebulosa) não fez nem uma coisa nem outra. Como a cada entrevista ele aumenta os números da dívida e o Clube não está saneado coisa nenhuma, foi incompetente em tudo aquilo que se propôs a fazer. Em que pese que, se não puxassem o tapete dele os mais lúcidos e que defendem o Remo, ele já estaria comemorando a entrega do campo e o envio do Remo para o lixão. Grande conquista esta.

  12. Égua mermão só um TITULO DA SERIE B DO PAYSANDU VALE POR TODA ESSA historia do FINADO.E COMO DIZ O ARGENTINO Alonso ,perdeu a oportunidade de ter uma arena e centro de treinamento AGORA É CHACOTA NACIONAL.PAPÃOOOOOOOOOOOOOOOOOO

  13. Triste demais ver meu leão assim,mais de cem anos e no limbo ,pelo menos os pijamas ainda não estão soterrados ,apenas no poço ,mas nós ,vou ti contar vou terminar mudando pra Santa Catarina onde tem um leão de verdade ,to cansado de td isso,da imprensa que faz criticas e não ajuda ,dos dirigentes,de tudo.Cada vez pior pra nós aqui do Norte.

  14. SOMENTE OS DOIS TITULOS DA SERIE B E PARTICIPAÇÃO DIGNA E HONROSA PERDENDO APENAS PARA O CAMPEÃO DAQUELA EDIÇÃO VAEL POR TRES “historias” dessa ,de FRACASSO PURO .kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  15. Hoje, ouvi de um influente remista a disposição de localizar e trazer de volta para sede socialr parte daiconografia Clube do Remo, materiall que seria utilizado pelo falecido jornalista Carlos Roque na elaboração da história do clube. Buscarão também a foto oficial do rei Pelé entrando em campo com a camisa azulima. Quem souber favor informar aos integrantes da chapa Seriedade/Reconstrução.

    1. Tavernard, O Carlos Rocque alem de remista era Historiador de verdade, este sim, merece o Apreço de todos.
      Resta saber se este material tao importante nao foi parar nas maos erradas, espero que nao.

      1. Falou e disse, Harold. Rocque era um estudioso, um cara que realmente dedicava tempo e atenção à história política do Pará. Outro grande historiador é o professor Geraldo Mártires Coelho. Os demais são, quando muito, curiosos.

      2. Não Gerson.. Há por estas bandas excelentes historiadores, e outros excelentes “curiosos”…

  16. Ahahahahahh, mas olha com o que a Chapa 1 (a da velharada) está preocupada. Te contar, mas é muito não ter projeto, amigos. CHAPA 2, DIRETAS JÁ / JUVENTUDE AZULINA, JÁ. Vou te dizer.

  17. CLAUDIO: Todo mundo já sabe que você não é a pessoa certa para opinar quando há envolvimento de Giba, Amaro e Frade. Ou você é um gozador ou pau mandado. Acredito no primeiro. Você sempre está do lado errado. Incrível.

  18. Rapaz,
    Nem o PELÉ deu jeito no remo.

    a coisa é mais grave do que eu pensava.

    cláudio, muito interessante sua postagem.
    PÔ, os caras não querem largar o osso.
    coitado do remo.

  19. Nao adianta apresentar CHAPA 1 OU CHAPA 2, o que eu quero ver sao as propostas para sanear o clube, ora se as pessoas que compoem as duas chapas, sao os mesmos que sempre estiveram la, como posso acreditar que irao tirar nosso clube do buraco. Chega de ficar defendendo esse ou aquele grupo, o que nos queremos e o planejamento para os proximos 02 anos, com comeco, meio e fim. O resto e BALELA, chega de velinhos e das mesmas caras.

    1. Concordo com vc plenamente Jaime. Muda-se o nome de chapas, montam-se Juntas Governativas, mas os nomes seguem os mesmos.
      Não tem como haver mudanças desse jeito. Pior é pensar que é dificil com o sistema de eleição que se tem, fazer algum tipo de oposição a essa trupe.
      Precisamos de renovação para que a mudança chegue e que esta seja feita de pessoas interessadas e dispostas a fazer o Clube andar no caminho da modernidade.

      1. E Allan, so encontro uma saida, que e a de vender o clube ou a marca, mas fico pela venda clube, pelo menos nao teriamos que conviver com os velinhos que estao ai, e teriamos finalmente alguem que administraria nosso clube como verdadeira empresa. Vamos seguir o exemplo do Arsenal da Inglaterra, que foi vendido recentemente para um grupo americano, mesmo cheio de dividas eles vao investir la, chega de atraso no nosso clube, nos torcedores independente de quem comprar, jamais vamos abandonar o nosso querido clube, so queremos que ele seja vencedor como sempre foi, bem, quanto ao resto o fenomeno azul ja mostrou do que e capaz.

  20. O saneamento dos nossos clubes não limita-se às finanças nem às quatro linhas do campo. Há muito o que fazer. Discutir um clube como um todo observando da arquibancada é o máximo da “genialidade “.

    1. E Tavernard um clube nao se discute da arquibancada, mas sim atraves de propostas, onde estao as propostas de modernizacao dos mesmos, qual o modelo de gestao que irao implementar no clube, mesmo estando morando em outro pais, sempre tento contribuir com ideias e propostas, agora se os nossos dirigentes usam tampao na vista, e dirigem nossos clubes igual cavalo, ai realmente eles sao um genio.

  21. Amazonida que sou recuso a importação de soluções para os nossos problemas. As vezes penso que não ultrapssamos a era pré-capitalista dai a impropriedade de buscar lá fora modelos de administração. Isso envolve também o futebol.

    1. Tavernard, com todo respeito, me diga qual o modelo de gestao que voce aconselharia aos nossos clubes, ora, em 100 anos de historia do nosso clube, nao conseguimos encontrar um modelo eficiente, em pleno seculo 21 com todo o conceito de administracao moderna e de gestao existente no mundo, sera que ninguem consegue por nada em pratica. O que da certo tem que ser sim copiado, isto significa que voce tambem quer evoluir.

  22. Vamos colocar Carlos Rebelo. Pelo menos ele não tem necessidade de roubar, como fizerem os íltimos pridentes. O Remo está sendo saqueado desde Licinho Carvalho, principalmente.

  23. Denegrir a imagem de ex-
    presidentes do Clube do Remo, como Dhelio Guilhon, Manoel Ribeiro, João braga de farias Junior ( o melhor) e muitos outros, ora vai pastar no Columbia seu imbecil.. Claudio santos

  24. Denegrir a imagem de ex-presidentes do Clube do Remo como Dhelio Guilhon, Manoel Ribeiro, João Braga de Farias Junior (o melhor) e muitos outros, é simplesmente, não conhecer a história do clube. vai pastar seu imbecil Claudio santos lá no Columbia..Eu até acho que tu já morrestes e não sabes, pois na tua foto tens cara de morto,,Hahahahah..Pilantra, safado, pega um blog pra escrever um bando de mer…da, sem fundamento.
    Columbia de val de Cans, nunca ouvir falar, mas se tem um imbecil desse como técnico, a onde vai chegar?

Deixe uma resposta