Para AK, escudo do Remo é só “cal e tinta”

Com pitadas de humor involuntário, o fato mais surpreendente da reunião do Conselho Deliberativo, na noite desta segunda-feira, partiu do presidente Amaro Klautau, que reafirmou ter destruído o símbolo do clube da fachada do Baenão apresentando a seguinte justificativa: “Aquilo ali (o escudo) era só cal, pedra e tinta”, para espanto da maioria dos conselheiros. De imediato, com base na afirmação do presidente, Ronaldo Passarinho sugeriu que sejam rasgadas e queimadas camisas e bandeiras com o escudo do Remo por absoluta ausência de valor. Em seguida, AK revelou que sua intenção era destruir o muro de entrada do estádio, mas seus operários não entenderam a ordem e retiraram apenas o escudo. Diante disso, o presidente do Condel, Felício Pontes, foi novamente pressionado a fazer cumprir o regimento, que prevê o afastamento sumário do associado que destruir um símbolo do clube. 

Em seguida, provocado por conselheiros, AK admitiu que usa um carro alugado pago pelo Remo – despesas em torno de R$ 38 mil – e “alguns” celulares também em nome da agremiação. Disse que continua a ter excelente conceito das empresas Agre/Leal Moreira, apesar de terem desistido da compra do Evandro Almeida. Sobre isso, foi advertido pelo conselheiro Domingos Sávio, que lembrou não haver mais proposta de venda aprovada pelo Condel. Qualquer outra que venha a surgir, terá que ser discutida no Condel. Por fim, AK se comprometeu a apresentar os números atualizados da dívida do clube. (Foto: MÁRIO QUADROS)

25 comentários em “Para AK, escudo do Remo é só “cal e tinta”

  1. Vale ressaltar que o Amaro respondeu a todas as perguntas dos opositores. Agora uma coisa que ele falou e que é a mais pura verdade: ” Engraçado, que agora algumas pessoas se sentem ofendidas por eu ter mandado tirar o escudo do Remo, que era só Cal e reboco fraco( e, é verdade), mas não se sentia a mesma coisa, quando, por cima desse mesmo escudo eram colocadas faixas de aparelhagem de som, anunciando determinada festa no Carrossel. Como eram eles que estavam no poder, aquilo era a coisa mais normal do mundo. Ficava até bonito”.
    – Sinceramente, mas é a mais pura verdade e, não se via a imprensa relatar isso. Na minha opinião, acharam um motivo para atacar o Amaro e, com a ajuda de parte da Imprensa. Te dizer, mas penso que o tempo será o senhor da razão.

  2. ERRARAM os de antes, que, entre outras coisas, deixaram essa dívida monstruosa, e erra o atual, por ter colocado todo o futuro do Remo em uma negociação que por fim gorou. Um erro (ou muitos erros) não justifica outro. ERRA também quem o elegeu. Eu, sei que não fui.

  3. Claudio,
    Parece que ao responder “todas” as perguntas, Klautau fortificou mais ainda o espírito de fã que você nutre por ele, é isso mesmo?
    Ele, o Klautau, só respondeu o que não daria mais para ele omitir, já que as perguntas foram sobre atitudes conhecidas do público, e, portanto, não cabia nenhum arranjo para disfarçar. Suas respostas vieram somente para aclarar mais ainda o seu comportamento sombrio no comando azulino.
    Dizer que “Aquilo ali (o escudo) era só cal, pedra e tinta, sem ao menos fazer considerações sobre o que representa à nação azulina, significa dizer que o Clube do Remo foi o que menos importou nesses dois últimos anos para este presidente desvairado.

  4. Se a cada reunião dessas de segunda-feira os adversários de AK mostrassem alguma alternativa de solução para os problemas do Remo, a situação não estaria como está.

    Se a situação fosse a mesma e AK não tivesse a idéia de vender do estádio, estavamos todos o criticando por falta de decisão e projetos.

    Pobre Remo!

  5. É lamentável que o Clube do Remo seja presidido por quem tanto o odeia. AK não é e nunca foi torcedor do Remo. Ele se aproveitou de tal oportunidade para sair do prejuízo.
    É uma vergonha!
    Que se venda o Baenão, mas após a saída do AK, pelo menos assim ele não pega 1 centavo de comissão…

  6. Fato é que a “gestão” Amaro Klautau foi uma safadeza só. Não passa de um liso chorando a perda da gorda comissão da transação imobiliária, e, quem sabe, algum imóvel no empreendimento a ser construído.
    Em sua defesa(?) podemos dizer que sua oposição(???) não passa de um bando de velhos incompetentes, preguiçosos e também lisos.
    Pode-se afirmar que sem o Remo, todos eles (situação e oposição), perdem em prestígio para qualquer síndico de prédio popular.
    E quem os defende deve ser bastante idiota ou tem algum interesse envolvido.

  7. Leiam a coluna do Claudio Guimarães de hoje sobre o Ceará e o ABC (POSITIVO). Com certeza muitos terão que criticar. Pelo menos aqueles que eram contrário a venda (NEGOCIAÇÃO) do Baenão. Pois é muito parecido com o plano do AK. Vão falar o que dele (Claudio Guimarães)? Que até o Claudio Guimarães quer destruir o patrimonio do Clube? Se criticarem, quero ouvir isso na radio. Valeressaltar
    Abraço a todos.

    1. Quanto à venda do estádio, nenhum problema, camarada. Desde que a transação seja transparente, séria e vantajosa para o clube, todos concordam, não apenas o amigo Cláudio Guimarães. Com engodo e procedimento tortuoso em relação a TODOS os números do negócio, aí não dá. Nesse aspecto, fica evidente o desmanche de patrimônio, que só é apoiado por ingênuos ou mal-intencionados. Sobre os bons exemplos do Ceará e do ABC, a grande diferença em relação ao negócio do Baenão está na seriedade dos dirigentes envolvidos. E, quanto ao posicionamento sobre o assunto, basta ouvir os programas da Clube: exponho clara e abertamente minha posição a respeito.

      1. Caro Gerson,
        Respeito a sua opini’ao, como sempre respeitei, mas depois de diversas reuniões no conselho, diversas entrevista sempre falando as mesmas coisas, vários debates sobre este assunto, ainda falta transparência? Só não entende relamente que não quer entender. No inicio de toda esta negociação eu também era contra. Vou ao Baenão desde meus 11 anos de idade e acabei criando um sentimento pelo estádio. Mas coloquei na balança as vantagens e desvantagens para o Clube do Remo de tudo isso e percebir e apoiei e continuo apoiando esta negociação, independente de quem tenha feito. Se fosse qualquer uma das pessoas que hoje são contra e defenderam isso no futuro, eu vou apoiar. Agora com relação as negociações feita no ABC e no Ceará, eu não tenho fundamentos para julgar se houve ou não transparência. O que importa foi a audácia deles e que nós tivemos também, mas que foi enterrada também por nós mesmo.
        Abraço a todos.

      2. Olá Gerson em relação ao ABC, pelo o que eu saiba ele era proprietário de um grande terreno na orla sul de Natal e super valorizado e como o clube não tinha recursos para construir o seu estadio próprio, ele vendeu uma parte do terreno para construção de dois imoveis residênciais e o dinheiro captado utlizado para construção do estádio e ampliação do seu CT e mesmo assim ainda tem uma grande area. ele não se desfez de um imovel e sim abriu mão de um espaço do seu terreno para construir o seu estadio, diferente de abrir mão de um terreno valorizado para pagar dividas anteriores, vale também salientar que o atual presidente do ABC assumiu o clube com dividas e sua gestão tinha como prioridade enxugar o plantel para sanear o clube, uma vez que o presidente dizia que as despesas não podem ser superior as receitas, isto sim é visão de futuro em que alguns chamam de planejamento

      3. Vamos só esperar que esse barato não seja igual ao do Alecrim e, que ele volte para a série C, já em 2011. Aí veremos se esse tal projeto é o correto. Vamos aguardar.

      4. Amigo Claúdio o que eu quis dizer é que o presidente atual Rubens Guilherme pegou um clube endividado e o projeto do mesmo era sanear o clube e isto ele conseguiu, dispensou os jogadores que vieram só com o nome e deu oportunidade aos garotos da categoria de base e conseguiu montar um time competitvo e barato comparando com outras equipes do porte do ABC e ganhou o campeonato estadual, conseguiu o acesso para serie B, só que para a disputa da serie C contratou alguns jogadores para qualificar o elenco e disputar a competição e não para ser reserva ou até mesmo nem jogar como foi o caso de alguns do REMO e PSC que foram caros e só inxaram a folha de pagamento e se isto for planejamento como você defende o AK e o GIBA como o proprio LOP meu amigo fazer o quê.

  8. Não só o Cláudio Guimarães na sua coluna POSITIVO, amigo Renato, mas, também o que falou, hoje o Edson Matoso em seu programa. Penso que são apenas 02 dos muitos ingênuos como nós. Te dizer.

  9. O Presidente do Condel é amigo do AK e vai levar em banho maria até as eleições. Esse conselho é fraco e pobre. Renovação urgente.

    Vejo o Fortaleza, antecipou suas eleições foi agora último dia 24, Presidente e Diretoria definidas já pensando no Penta Campeonato e a Volta para Série B.

  10. CLAUDIO: Leia o que o Gilvan , acima, escreve sobre o estádio do ABC. Comente. Qualquer empresa em dificuldade sacrifica um ano de lucro, para voltar forte. Amaro e RR fizeram o contrário, até carro alugado para ele e o teu Giba. Nunca vi isto em qualquer clube.

    1. Amigo Luiz, não conheço a fundo as negociações para a realização desse projeto do ABC, mas conheço o do Grêmio, que seria muito semelhante a esse do Remo. Como o Grêmio está muito acima do ABC, prefiro me guiar pelo projeto desse time, que perdeu o Olímpico, esse sim de muitas conquistas e, portanto de muitas saudades, mas, só que lá, eles olham as coisas pelo lado profissional e não saudosistas(tanto torcedores, como conselheiros e Imprensa). Lá eles são grandes profissionais e, pensam mais no clube, que nos conselheiros saudosistas. Aliás, qual foi a solução dada ontem pelos opositores, para que não seja vendido nenhum patrimônio do Remo? Vc viu na tv a entrevista do Endinheirado Carlos Rebelo, que é paparicado por todos? Porque ele só quer assumir o Remo, se o mesmo tiver apenas 20 conselheiros e, indicados por ele? Vc entendeu o mesmo que eu, que ele quiz dizer que esses conselheiros que aí estão(e que, hoje fazem parte da oposição ao Amaro), nenhum presta? Como assim? Por favor me responda.

      1. Cláudio, vc não perde a pose nem dá o braço a torcer mesmo…o Grêmio tá muito acima do ABC e o Remo muito abaixo deste, logo, comparar Grêmio e Remo não tem absolutamente nada a ver.

  11. Essas reuniões do CD do REMO, são um retrato fiiel daquela declaração do GIBA: O REMO é um carro atolado; uns querendo um sopro de século XXI, outros com a mentalidade do início do século XX. MODERNIZAÇÃO JÀ.

  12. só pedra e cal e tinta kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkISSO ÉVERDADEEASSIM VAI SE ACABAR A LEOA VELHA PEREBENTAEMBAIXO DE PEDRA ,CAL E TINTAKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  13. IMPRENSA ,DIRETORIAS DOS CLUBES PARAENSES E COMERCIO SE UNEM E CRIAM MECANISMO PRA AGRACIAR E PRESENTEAR ADOLESCENTES COM ENTRADAS PARA JOGOS NOS ESTADIOS E ASSIM INICIAM UM CAMINHO DE IDENTIFICAÇÃO DOS JOVENS PARAENSES COM O FUTEBOL LOCAL. IMPRENSA PARAENSE MUDA COMPORTAMENTO,ATUANDO DE FORMA NEUTRA E PRO-ATIVA CRIANDO PERSPECTIVAS PRA REERGUIMENTO DO FUTEBOL LOCAL E SALVANDO DE IMEDIATO O RIVAL BICOLOR,HAJA VISTA QUE O ETERNO SEGUNDO TIME DE BELEM -DO PARÁ O SEGUNDO É O ÀGUIA-CAMINHA A PASSOS LARGUISSIMOS PRA SE ACABAR…..E AÍ G N LIDERE ESSA EMPREEITADA.

  14. CLAUDIO: A gente não vai prolongar. Responda-me uma coisa: Por que Amaro não pagou o acordo conciliar? Por essa falta de pagamento é que chegamos a essa situação. O acordo era de 50 mil mensais e Amaro recebia 300 mil. Vou te dizer, é preciso ser um mal gestor. Ele pensa que lá funciona como na assembléia.

Deixe uma resposta