13 comentários em “A arte de Atorres (42)

  1. É isso aí, companheiro. Saia às ruas comemorando esse grande feito, afinal cada um tem o time que merece.

  2. Se o Paysandu jogar com seriedade, sem entrar no jogo do Salgueiro(que deve ir pra cima do Paysandu desde o início), quebrando o rítimo deles, ou seja, quanto mais jogo eles quiserem, mas o Papão “quebra” o jogo e, pra isso tem jogadores como Thiago e Lúcio, que podem segurar muito bem essa bola lá na frente, fazendo com isso que o Salgueiro não consiga seu objetivo e, o Papão o “matando” nos contra ataques. Esse é o tipo de jogo, que se joga mais pensando do que chutando. Vamos lá Papão, continuo acreditando.

    1. Se fosse o Giba o técnico não duvido que o Paissandú jogaria fechado explorando os contra ataques, mas Charles sabe que deve pressionar logo no início para mosttar ao cárcara quem manda no caldeirão.

Deixe uma resposta