Quais as chances de “Lula” no Oscar?

Por Inácio Araújo

A primeira reação pode ser paranóica: se “Lula, o Filho do Brasil” vai ao Oscar (enfim: é indicado pelo Brasil para concorrer) seria por interferência política etc. Duvido. Entre os que concorreram à indicação é o com melhores condições de emplacar no Oscar de filme estrangeiro. Primeiro, aborda um personagem reconhecível universalmente.

Mais, que faz unanimidade fora do Brasil como pessoa admirada, antes de tudo, por sua trajetória pessoal. Aqui, apesar de ser um presidente muito popular, há muitas pessoas que fazem ressalvas a Lula em vários níveis, do cultural ao político.

Esse aspecto emocional (e que nos dias atuais chega à demência, o que é de certo modo compreensível) inexiste no exterior. E é essa trajetória de vida que o filme, aliás, explicita, da infância até os tempos de sindicalismo em São Bernardo e ao combate à ditadura. Portanto, é também uma história de vencedor.

Pode até não ser o ideal para levar o Oscar ou, eventualmente, chegar a ele (causas humanísticas mais genéricas são sempre muito bem vistas), mas é de longe o melhor que temos. Eu diria que é o melhor que temos desde “Central do Brasil” como concorrente. Alguém poderá dizer que “Cinco Vezes Favela” tem a vantagem de ser feito por jovens da própria favela etc. Mas isso é muito abstrato. O Oscar não gira em torno disso.

Pode-se sempre alegar que “Lula” é quadrado como “Gandhi” (e bem produzido, guardadas as proporções devidas). Mas isso é preocupação de crítico, não de eleitor do Oscar. Só para efeito de lembrança, “Gandhi” ganhou oito Oscars em 1982.

20 comentários em “Quais as chances de “Lula” no Oscar?

  1. Nada que uns bons $$$$ não compre. Pagou levou! Sempre foi assim e não é agora que será diferente. Então os militantes lunáticos e bobocas fazem disso ou dele a oitava maravilha.

  2. Palavras precisas de alguém absolutamente insuspeito. Uma das raras situações em que posso dizer : assinaria o texto – se o autor autorizasse.

  3. O Brasil deveria escolher filmes com qualidade e não se tal personagem é “reconhecível universalmente”. Pode-se fazer um filme excelente independente do personagem ser real, reconhecido ou surgido da imaginação de alguém.

    O filme do “Lula” é ruim e nem chega nem aos pés do excelente “O Segredo de seus olhos”, filme argentino vencedor do oscar de filme estrangeiro deste ano.

    Não vi os outros filmes “derrotados” por Lula, mas se forem do mesmo nível ou piores, pobre do cinema nacional. Infelizmente.

  4. Companheiros, o que o o dinheiro não compra.
    1- A descência do Poder Publico, que governe sem corrupção.
    2- O discernimento de pessoas que possam ver e escolher entre o certo e o errado.
    3- A educação de um povo, pois a ignorância essa se compra, através de Bolsas.
    4- A inteligência de votar corretamente em ficha limpa.

    Obs: O Oscar , se compra e se estando no governo. Isso não tem preço.

  5. É esse o problema, roubaram a pátria a vida toda e agora aparece um presidente que se volta para o pobres e aí, os seus admiradores são babacas e eles, os sábios. O que está doendo é o bolso de vcs, vão trabalhar! E parem de chorar.

    1. Se volta para os pobres de cérebro, neste aspecto o galo canta e ainda leva a sua companheira no mais alto varão do poleiro.

  6. A indicação, com caráter nitidamente político, contraria a ordem natural, pois o filme da preferência nacional é “Nosso Lar”. Em enquete feita pelo próprio site do Ministério da Cultura, entre os dias 8 e 20 de setembro, o público elegeu “Nosso Lar” como o filme brasileiro que deveria concorrer ao Oscar 2011. Foram 130 mil votos. O filme preferido pelo público obteve 89 mil votos, o equivalente a 70% da votação. O filme sobre a trajetória de Lula, no entanto, obteve 2% da preferência, ou seja, 2.035 votos.
    Nas primeiras semanas de exibição nas salas de cinemas pelo Brasil, alcançou a extraordinária marca de 2 milhões de expectadores. O filme ‘Nosso Lar’, longa-metragem inspirado no livro homônimo de Chico Xavier, registrou a melhor estreia de um filme brasileiro desde o renascimento do cinema nacional nos anos 90. Entre os dias 3 e 5 de setembro, faturou R$ 6,2 milhões e foi visto por 580 mil pessoas. Em termos de bilheteria, já é a melhor estreia. Em relação ao público, é a segunda melhor estreia. Só perde para outro filme inspirado em Chico Xavier, justamente a biografia do médium.

    Já longa-metragem “Lula – O Filho do Brasil” foi um fracasso de bilheteria e não empolgou o público em nenhuma parte do País. Sua exibição, em muitos casos, foi realizada gratuitamente como uma peça publicitária do presidente-metalúrgico Lula da Silva. Dirigido por Fábio Barreto, que já concorreu ao Oscar de filme estrangeiro em 1996 com “O Quatrilho”, o filme lançado em janeiro deste ano conta a história do presidente-metalúrgico.

    1. Se fosse utilizado apenas bilheteria, o candidato brasileiro ao oscar poderia ser “o mistério de feiurinha” ou qualquer uma dessas bobagens que fazem público no brasil. Não vi “Lula”, mas assisti Chico Xavier e Nosso Lar. Os dois são filmes bem fracos se comparados com os concorrentes ao oscar de filme estrangeiros deste ano. O problema é, na verdade, que os critérios escolhidos pelos brasileiros pra inscrever um filme ao oscar é de ganhar um oscar e não de ser o melhor filme brasileiro do ano. Vide o caso do “O ano que meus pais saíram de férias” ter sido escolhido por “ter mais chances de ganhar” do que Tropa de Elite que ganhou em Berlim. Vai ser o mesmo caso da próx. edição.

  7. Vai levar, o Oscaraio.
    a quantidade de insanos aumenta como nunca. Os verdadeiros trabalhadores seguem em sua labuta, acredito que a grande maioria dos boleiros aqui do blog, nao sao formadas por ladrões de salários.

  8. Lula está falando demais. Com a corda toda o Pte. Lula cometeu ato falho ontem em P.Alegre ao dizer ” que já estava sentindo saudades de fazer comícios como candidato “. Simancol não faz mal a ninguem.

    1. Pior foi expressar o desejo de acabar com a oposição para selar sua Dita Dura. Um Comparativo com Neymar não seria exagero.

  9. Seguindo tradições históricas as Arcadas do Largo de S. Francisco (SP) em ato publico protestou contra o comportamento do Pte. Lula em palanques eleitorais. Reale, Bicudo e outros mais ,alertaram para o perigo de uma didatura populista. Eu prenso que todas as ditaduras são iguais, sejam revolucionárias, militares ou populistas, todas tolhem todas as liberdades. Como na guerra , a primeira vitima é a VERDADE.

    1. Mestre Tavernard, com 45% dos eleitores analfabetos, e mais de 100milhões vivendo de alguma ajuda financeira do governo(alias nossa ajuda), não podemos ter políticos comprometidos com o eleitor, com a sociedade. Ao invés de servirem ao povo, eles se servem do povo.Lamentável.

  10. ALBERTO: Eu concordo com você. Mas os tucanos dizem que foram eles que introduziram essa maneira de ajuda financeira. O PT só ampliou. Por que acusar o PT de dar essa esmola?. Eu não sou analfabeto, mas voto em Dilma, pensando na continuidade, que mesmo com toda a corrupção, desvios, etc, etc foi o melhor governo dos últimos trinta anos. A sociedade esta comendo mais, o povo esta comprando mais. O Brasil não vive com o FMI em casa. O que está de errado nisso? E esses defeitos do PT, também foram os mesmos de outros partidos. Agora uma pergunta; se você presidente, se livraria desses abutres do congresso e nas duas casas.? Você não faria nada, infelizmente.

Deixe uma resposta