Estádio do Corinthians custará R$ 350 milhões

O novo estádio do Corinthians, que deverá sediar jogos da Copa do Mundo de 2014, deverá custar R$ 350 milhões, segundo o presidente do time, Andrés Sanches. A informação foi dada na manhã desta segunda-feira (30) durante a vistoria do terreno, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo. O evento contou com a presença do prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, e do governador de São Paulo, Alberto Goldman. O valor da obra já estaria garantido com a venda do uso de imagem do nome do estádio para a Odebrecht. A arena teria capacidade para 48 mil pessoas. Entretanto, se mantido o projeto original, o novo estádio não poderia receber a abertura do Mundial. De acordo com as regras da Fifa, seria necessário ampliar a capacidade em 20 mil lugares. (Do G1)

Esses corintianos estão por fora da modernidade. Deviam se consultar com AK e seus assessores, que prometem construir em Marituba um estádio de primeira linha (dentro das exigências da Fifa) por módicos R$ 18 milhões. Agora, maquete por maquete, a do Amaro é mais pai d’égua… te dizer.

28 comentários em “Estádio do Corinthians custará R$ 350 milhões

  1. Tenho um amigo em Natal que trabalha com construtoras especializada em reformas de estadios, o mesmo me comentou que com 18 milhões não se faz quase nada, que uma simples reforma do machadão um estadio para 30 mil pessoas em natal consumiu 50 milhões.

    1. Pois é, caro Fabio. Mas aqui, desafiando a matemática, a lógica e até a lei da gravidade, AK e seus muitos assessores espalham a fantasia de que a futura Arena do Leão custará R$ 18 milhões. E há quem, de boa fé, acredite nessa potoca. Por via das dúvidas, AK já está diminuindo a capacidade – de 24 mil caiu para 22,5 mil e agora já baixou para 15 mil!! Só um detalhe: a Arena Barueri (20 mil lugares), construída há três anos, custou R$ 68 milhões.

      1. Gerson, a arena da fonte luminosa, em araraquara, foi inaugurada em 2009, tem 25 mil lugares e foi construída com 28 milhões de reais.

        Tal arena é estádio all-seater, nos moldes da fifa, tem complexo de piscinas, elevador, restaurante panorâmico, área vip e outros aperitivos.

        Se formos comparar com o projeto do Remo, digamos que pra 15 mil espectadores, 18 milhões de reais é perfeitamente viável. O custo é mais ou menos R$ 1,2 mil por assento para ambos os projetos.

        Na minha ótica não dá pra comparar com estáfdio do corinthians, ou qualquer outro projeto de estádio para a copa. Sabemos que há especulação e superfaturamento nesses casos.

        Link para o site do estádio

      2. Então não há mais problema, Eriko. Tudo simples e claro, tão claro que o AK já está tratando de mudar (de novo, outra vez) a capacidade da futura arena. De 24 mil já está em 15 mil. Daí pra 10 mil é apenas um detalhe…

      3. Gerson, e o Mangueirão que custaria 150.000.000 e ficaria “no ponto” pra copa foi “limado” né?
        Vai entender!!!

        $$$$$??..rsrsr!

    1. Esse CT que o AK se refere é uma Central telefônica. O campo dependendo da material e da qualidade da até para construir 2 ou mais. Bambú é que mais tem por aqui. Acho que AK está sendo sincero no que diz e quando pronto as perguntas e cobranças virão. Mas que vai caber o público anunciado, disso eu não duvido. Tem até a possibilidade de cada torcedor levar seu banquinho. Raciocinem gente, não é só o AK que se esmera para isso. Espero ter sido claro, conciso e preciso.

    1. A Arena da floresta custou 18 milhões, isso pq mandaram fazer um estadio, diferente daqui, porque a construtora vai fazer pro Remo.

      mesma coisa acontece se um pedreiro construir a propria casa, sai mais barato do que mandar alguém fazer.

  2. Depois se não consegui terminar, é só chamar o Giba pra ela dar umas desculpas bem criativas, o que, diga-se de passagem, é sua especialidade.

  3. É, mas a Arena da Folresta, onde cabem 15.000 pessoas foi feito com aproximadamente 18 milhões. Então antes de ficarem falando e especulando é melhor pesquisarem para saber que é possível sim se construir um novo estádio com esse valor.

  4. Vale lembrar, que até este dinheiro ser liberado à Inflação ja incolheu ele, em pelo menos 20%. Pois é só consultar quanto era um sc de cimento há 6 meses atrás e quanto esta hoje (só para dar um exemplo) dos preçosde material de construção.

  5. Gerson faltou vc divulgar no Blog a audacia do torcedor Bicolor que escalou a parede do baenão e amarrou a bandeira do Paysandu onde ficava o antigo escudo do remo que o AK derrubou a marretadas hehehehe

  6. AK deve está morendo de inveja do Coringão, porque na verdade não sairá um centavo do cofre corinthiano, embora aquele baba ovo do Ricardo Teixeira diga o contrário.

  7. É impressionante quando se trata de dinheiro publico, tudo fica super faturado. O Clube do Remo esta fazendo o certo, sem dizer que o material vai vir das construtoras que vão construir a Arena e deve rolar um desconto legal no material de construção.

  8. Gerson, pelo q andei lendo é possivel contruir um estádio para 15.000 pessoas com 18 mihões. Eu não acredito muito mas é possivel.
    Vai q o AK tá certo?

    1. Carlos, se isso ocorrer, estarei aqui pronto a aplaudi-lo pela façanha – embora cobrando sempre a transparência no processo de venda e buscando explicações para essa estranha obsessão.

      1. Gerson, quero deixar bem claro que não acredito q isso vá dar certo. acho até q o AK deve vai levar alguma comissão por fora por autorizar essa negociação.
        Outra coisa, acredito até q pode sobrar alguma coisinha pra essa Juíza, pois eu nunca vi uma postura tão proativa de um magistrado.
        Como ela pode dizer que esse projeto é vantajoso para o remo se o projeto nem existe? Atente para o detalhe que nem existe projeto básico dessa obra, com o detalhamento de custos.
        Mas a gente não pode deixar de considerar a remota possibilidade disso dar certo.
        como vc disse: se não puder evitar a venda que se fiscalize com firmeza a aplicação do dinheiro.

        Outra coisa Gerson: esse estádio do curintia não vai sair por menos de 425 milhões de rais. Pode guardar essa mensagem e me cobrar depois.

      2. Pois é, camarada, o estádio do Curíntiaas certamente vai passar por superfaturamento. Mas aqui, no caso do Remo, com aquela transparência que conhecemos, certamente não haverá qualquer alteração nas rubricas e contas.

  9. Mas esses colunistas estão muito preocupados com o Leão, quero ver quando a arena do Leão ficar pronta, vai ter muita gente engolindo o que falou. E tanta gente preocupada por que será, acho que é inveja do AK!

  10. Agre/Leal moreira é uma contrutora então é claro que a contrução de um estadio será mais barato pelo fato de ser construído para o interesse da própria construtora, isso é fácil de entender não precisa fazer muito esforço, só temos que deixar de ser vaidoso.

  11. Como não sou remista, nem jornalista, não tenho nada com isso. Mas …. não é “permuta”? Então, qual o mérrito da discussão sobre o custo da arena?
    Torço para que “qualquer” clube de futebol do Pará tenha um CT. Preferia que fosse o Paissandu.
    Estou preocupado com os níveis do “IDH de Melgaço”. Se melhorar a partir da produção de novos valores – crias da casa – tanto melhor.
    Nós os bicolores estamos gastando muita energia com essa discussão. Como já disse, do imóvel da antonio baena cuida a lei de Resíduos Sólidos.

    1. Realmente está futura caixa de fósforo já está enchendo o saco. Pelo visto daqui a 4 anos estará coincidindo com as eleições e copa do mundo 2014.

Deixe uma resposta