Águia bate Paissandu e abre vantagem

Um contra-ataque fulminante, aos 44 minutos, garantiu ao Águia a vitória (1 a 0) sobre o Paissandu no primeiro jogo da decisão do campeonato estadual, na tarde deste domingo, no estádio Zinho Oliveira, em Marabá. Logo depois de sofrer um ataque perigoso, no qual o lateral Edinaldo acertou um chute rasteiro no poste esquerdo do goleiro Alan, o Águia saiu rápido e fez a bola chegar ao meia-atacante Tiago Marabá. Acompanhado à distância por Paulão, Tiago bateu rasteiro para o interior da área, onde Jales desviou para as redes de Fávaro. Com a vitória, a equipe interiorana vai com a vantagem do empate para a segunda partida da decisão, domingo, no estádio Edgar Proença.

O jogo foi fraco tecnicamente, com predomínio das defesas sobre as ofensivas. No primeiro tempo, o Paissandu foi ligeiramente superior, controlando bem as tímidas tentativas do Águia, que se ressentia da ausência do lateral-direito Vítor Ferraz e do centroavante Samuel Lopes. Com a vistosa pintura nos cabelos de grande parte do time, resultado de promessa pela conquista da Taça Estado do Pará, o Águia parecia ter perdido o entusiasmo do jogo anterior contra o Remo, vencido por 2 a 0. Desta vez, o time de João Galvão custava a chegar ao ataque, preferindo passes laterais sem maior consequência.

Sem três peças fundamentais – Vando, Samuel e Vítor Ferraz, barrado à última hora -, o time custou a se encontrar em campo. As tentativas eram sempre pelo lado direito do ataque, para escapadas de Garrinchinha. O problema é que o Paissandu se mantinha plantado na defesa e com forte cobertura no meio-campo, onde Tácio e Alexandre se posicionavam como protetores da zaga, sem dar chance para a movimentação dos meias Soares e Diego Biro.

Sem grandes emoções na partida, o torcedor do Águia se mantinha frio nas arquibancadas. Para piorar as coisas, com pouco mais de 30 minutos o Azulão perdeu o meia Soares, que estava improvisado na ala direita. A entrada de Tiago Marabá foi aplaudida pelos torcedores, mas o meia custou a achar posição, chegando a errar dois passes seguidos. Aos 40, uma bola alta na área foi disputada por Garrinchinha com o zagueiro Paulão, que chegou a tocar a mão na bola. Na sequencia, Diego Biro acertou um disparo de fora da área, que obrigou o goleiro Fávaro a fazer difícil defesa. Logo depois, aos 44, Garrinchinha foi lançado, invadiu a área e chutou forte, mas a bola saiu pela linha de fundo. No mesmo lance, o atacante se contundiu e acabou substituído pelo meia Rodrigo.

Na etapa final, com sol mais ameno, o jogo ficou mais aberto e o Paissandu se adiantou um pouco mais, embora sem conseguir furar o bloqueio defensivo marabaense. Moisés tentava uma ou outra jogada, mas sem qualquer inspiração. Forçado pela necessidade da vitória, o Águia se arriscou um pouco mais, embora com sérias dificuldades de articulação pelas extremas. Tiago, Rodrigo e Aldivan tentavam triangulações pelo centro da área e, aos 35 minutos, a bola foi tocada por Tiago, mas Rodrigo acabou desarmado quando ia disparar para o gol.

A partida só esquentou mesmo nos instantes finais. Em jogada que envolveu Moisés e Romeu, o Paissandu quase chegou ao gol. Em rápida troca de passes, a bola sobrou para Edinaldo, que chutou rasteiro no canto de Alan. A bola tocou na trave e voltou para o interior da área, sendo afastada pela zaga. Na sequência, aos 44, Tiago Marabá foi acionado e entrou na área do Paissandu sem marcação. O chute cruzado encontrou Jales à altura da pequena área. Ele desviou do goleiro Fávaro e marcou o gol da vitória do Águia. Em seguida, Tiago ainda arriscou um disparo de fora da área, mas a bola passou ao lado da trave.

Apesar de válida pela disputa do título estadual, a partida reuniu público inferior ao registrado na final do segundo turno, entre Águia e Remo, que somou R$ 86.600,00, com público total de 4.845 pessoas. Neste domingo, o Zinho Oliveira teve público total de 4.296, que resultou em renda de R$ 75.463,00. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

33 comentários em “Águia bate Paissandu e abre vantagem

  1. MESMO NÃO sendo torcedor do Paysandu, ouso dar o meu humilde palpite:
    A vitória do Águia pelo escore mínimo não deve impedir o título do time bicolor no próximo domingo. O Águia só seria campeão se tivesse ganho por 2 a 0, no mínimo. Deve prevalecer ao final a força da ‘camisa’, conforme ocorreu todas as vezes em que o Psc foi à finalíssima contra um time de ‘menor expressão’ (se é que podemos ainda dizer assim do Águia), tal qual se deu também em 2000 contra o Castanhal, se a memória não me trai. Um abraço a todos os paraenses daí.

    1. Caro amigo, você foi muito bem em seu comentário, você disse não ser torcedor bicolor, mais se caso for torcedor azulino, te dou meus parabêns, pelo seu comentário e por sua imparcialidade, idependente da rivalidade entre os dois clubes, afinal de contas que são rivais são os clubes, acho que as torcidas devem ter outro papel, que de torcer para seu time de coração, é não o de brigar.
      Um abraço amigo!

  2. Vale ressaltar que o Psc realmente tem um time de gabarito, e o único adversário a altura, a quem eles temem, é o Remo. Se o Águia se mantiver com o mesmo trabalho e desempenho dos últimos anos, daqui a 2 anos estará ombreando com os 2 da capital.

    1. Não acho amigo, que o paysandu teme o remo. Penso que o paysandu deve respeitar todo é qualquer adversário é não teme-lo.
      Pra mim esse ano, era o ano dos maiores sofreimentos para o clube do remo, mais graças a algumas coisas obscuras, pelos bastidores o remo conseguio, o que parecia quase impossivel e graças a ajuda do paysandu.

    2. Esse discurso deveria ser dito a 2 anos atrás. Este ano o Águia obreou o Remo ou estas no túnel do tempo? Agora temer, como piada, até que é boa.

  3. Sinceramente, Gerson, fiquei decepcionado com o jogo, Taticamente. Acredito, que se o Papão tivesse um bom técnico, hoje, teria ganho esse jogo e o campeonato antecipado. Penso eu, que o título está em aberto, mas, pelos jogadores que voltarão pelo Paysandu(se voltarem bem), sou mais Papão. Hoje, pude perceber, que o Águia tem, apenas um time e, não um elenco. Penso que terá que dispensar e contratar para a série C, se quiser chegar à série B. Quanto ao Papão, é só trocar o Técnico. Aliás, asmexidas do Charles…. Te dizer.

    1. Egua Cláudio, vc e frustante em seus comentários. Onde penso que você, irá mudar seus pensamentos e avaliar o jogo, não você sempre tem de criticar o ténico do paysandu, so nãose esqueça que esses técnicos Charles (PSC), é Galvão (AGUIA).
      Foram os melhores treinadores do campeonato,prova disse é que os mesmo chegaram na grande final, agora concordo com você em uma coisa. Ele errou nas suas substituições, mais ate grandes técnicos do mundo erram, pq o Charles Guerreiro, não pode errar.

    1. Verdade amigo, ele consegue ser pior que o Zé Augusto e o Landu juntos.

      1. Landú? Pô André, ai tu estas sacaneando em excesso com o William. Menos mano veio.

  4. O resultado foi normal, como normal seria o empate ou a vitória bicolor, por serem as duas melhores equipes do campeonato. Placar dilatado sim, estaria fora do contexto. O Águia saiu vencedor como poderia ser o papa títulos, que segundos antes do gol marabaense poderia ter matado o jogo. Como diz o Cláudio o título está em aberto, mas a vantagem marabaense é modesta, mas não disprezível. Quanto a Charles o último lance de um jogo não pode ser motivo de criticas e por obra do destino não saiu vitorioso. Interessante que o Giba a exatos sete dias atrás enfrentou esse mesmo Águia e leio do Cláudio o seguinte ” Acredito, que se o Papão tivesse um bom técnico, hoje, teria ganho esse jogo e o campeonato antecipado.” Só confirma que Giba é inferior ao perdeu de 2X0, jogando pelo empate. Esse Cláudio, te dizer.

    1. É verdade Berlli! Se o remo, tivesse também um bom técnico do gabarito de Charles Guerreiro ou João Galvão, talvez podesse chegar na final, mais como não tem sucumbiu.

    2. Egua Berlli, esse Willian e ruim D+, cara!

  5. Jogo fraco! Mas não se poderia esperar algo diferente naquele gramado, que parece mais de concreto de tanto que pula a bola, nenhum dos times trocou 3 passes.

    Acho que o título para o Paysandu vai ter um termometro: Tiago Potyguar. Se ele tiver bem e motivado temos grandes chances.

    O time de Marabá tem limitações que o Charles poderia tirar proveito, tendo uma semana pra trabalhar, já com Sandro, Tiago e Fabricio o treinador tem obrigação de ganhar o jogo domingo.

    1. Caro Marcelo, acho ate que o paysandu poderia ter vencido a partida de hoje, desde que não fosse escalado para o jogo o tal, Willian, egua do cara ruim, olha o nosso Zé Augusto é ruim, mais esse cara o superou! Deus que nos livre dele para serie C, tu e doido.

    2. Há necessidade de dispensas e contratações para a série C. Medina, Wilians, Didi, Luciano Dias, não deve ser pensado duas vezes. Deve ser contratado um bom lateral e um matador de ofício.

      1. Com certeza amigo, acho que o paysandu tem de ir atraz logo-logo, atraz de um bom atacante, pois o Rangel, já provou ser umbom reserva, nada a mais que isso!

  6. Aderson - Hepta Paraense/Penta com 33/BI do Norte (68/69)/Campeão Norte-Nordeste (71)/Campeão Brasileiro SEM ESQUEMAS DE ARBITRAGENS/O Mais Querido (IBOPE) disse:

    Só Águia só será campeão se jogar como campeão como jogou contra o Remo. Ta certo que Giba ajudou, mas jogou como campeão na final do returno. Até porque os principais ogadores do paissandu estarão de volta, e a menos que haja uma “verdadeira marmelada”, esse time ruim do Águia será campeão.

  7. Mesmo sendo remista, o time grande nessa decisão é o Paysandu. Chega de ficar babando ovo pra esses times de prefeitura. Estão aí Castanhal e Ananindeua que não me deixam mentir. O São Raimundo tá indo pelo mesmo caminho. Enquanto isso, vão aparecendo os Independentes e Cametás da vida. Clubes sem torcida e principalmente sem identidade alguma que só servem para promover politicos e dirigentes picaretas. Não é a toa que esse presidente da FPF se perpetua no poder. Ele só ganha eleição por causa das ligas do interior. Uma VERGONHA! Sinceramente, quero o Paysandu ganhe pra acabar de vez com esse bafo do Águia e coloca-lo no seu devido lugar.

    1. Se os times do interior são times de prefeitura, Remo e Paysadu são igualmente dependentes do governo do estado. Se este retirar o patrocínio milionário, Remo e Paysandu viram times pequenos. Na realidade, todos os times do Pará são dependentes de políticos, sejam prefeitos, seja a governadora. Nosso futebol, lamentavelmente, tornou-se dependente da politica. O dia que não der mais voto…

      1. olá S. Henrique eu acho que não existe time pequeno e sim time de torcida pequena, no caso REMO e PSC independente de patrocinio eles são time de torcidas grandes e que eles não depemdem da politica e sim os politicos é quem precisam deles pois são considerados clube de massa, portanto consequentemente clubes que dão retorno vas urnas e é isto que interesa aos politicos.

    2. Seria bom se o futebol do “Pará” fosse apenas resumido a um campeonato chamado de CAMPEONATO BELENENSE. Onde só teria REXPA na disputa. IGNORÂNCIA é pouco para defini-lo senhor THIAGO!

  8. Primeiro o gramado. Vendo de longe parece bonito, mas é visível que em Marabá se prática outro esporte, pois a bola não rola. Sinceramente, consegue ser pior que o gramado da curuzu.

    Segundo, acredito no título do PSC, pois tem um grupo mais consistente, enquanto o Águia é apenas um time, com poucas peças para repor os desfalques.

    Terceiro,o ingresso deveria custar 7 reais. O objetivo é fazer uma grande festa e acuar o Águia. Creio que a sete reais e uma boa massificação na imprensa conseguiriamos colocar umas 30 mil pessoas.

    Por último, a volta de Sandro, Potiguar e Fabrício darão o toque necessário para vencermos o jogo. Não quero ser muito otimista. Mas acredito num 3×0 ou 4×1. O PSC se jogar um pouco do que sabe passa com facilidade sobre o esforçado, mas fraco, quando comparado com os anos anteriores, Águia.

  9. Ôôô joguinho ruim e sem emoção! A continuar assim, mais uma vez estaremos longe da segunda divisão. Cheguei a acreditar que o Papão ganharia sem dificuldade, mas qual o quê, não passou de um amontoado de jogadores sem qualquer esquema ou identidade. Mas ainda assim, acredito que aqui valerá a tradição e a camisa. Papão Campeão 2010, mas toma cuidado!

  10. O problema do Paysandu é psicológico. É só o adversário vestir a camisa azul que les ficam sem ação. Claudio o que o Charles fez foi jogar com o regulamento embaixo do braço, o que o Giba não soube fazer.

  11. Penso que o humilde placar que o Águia impôs sobre o time bicolor é apenas um passo dado para a conquista do caneco. Concordo com alguns colegas abaixo de que o jogo deixou muito a desejar, mas ainda confio e acredito que nós aguianos (repetindo infinitamente que devemos respeitar os bicolores, pois é um clube de massa e de conquistas) possamos soltar o grito de CAMPEÃO PARAENSE DE 2010. É óbvio que não é tarefa fácil, já que a equipe bicolor jogará diante de sua torcida com a obrigação de vencer, mas como torcedor marabaense acredito na nossa pequena, porém esforçada equipe. Quanto aos torcedores que falaram tão mal do Azulão aí embaixo, só tenho a dizer que seria bom que respeitassem, pois futebol é dentro das 4 linhas e futebol é decidido dentro de campo, fora dele são meras especulações. Tomará que seja um jogo cheio de gols, cheio de lances e que o “pequeno Davi” se sagre campeão inédito para alegrar um pouco o sul e o sudeste do Pará.

  12. Esses apoadores do remio ,o timeco de quinta que se contenta com a quarta divisão,são doentes e vivem com febre e cerebro fritado.O Ppaõ pecou em achar que o empate seria pouco.Ficou tocando bola quando se percebeu que o Aguia tava morrendo de medo de levar uma surra em casa e não atacava.Aí concordo que o Charles foi medroso,poderia ter captado isso e tentado a vitoria.Com a volta do meio campo titular e com apoio da maior torcida o papão vencerá com sobras.
    Poderia ter posto a mão na taça ontem,se acreditasse que é superior ao Aguia , o ue é um fato.Mesmo acovardado e só tocando bola não foi importunado pelo ataque do time de Marabá.Exceto em duas oportunidades apenas ,ao contrario da decisão do returno quando o Aguia venceu com autoridade e deu olé num timeco de quinta…Por isso basta jogar o feijão com arroz para levantar a taça.

  13. Parece piada remista querendo ver o paysandu sendo campeão para acabar com a “graça” do Águia. Não é senhor Thiago? Queres o rival avançando com mais títulos que o teu timeco? Eu choro huahuahuahua…

  14. Quando digo que apoiadores do remio O TIEMCO DE QUINTA não entendem de futebol,sou criticado.Ora se o Charles é ruim e perdeu num lance de SORTE do Aguia e quase vence ,mesmo tendo sido covarde o que dizer do tal de Giba.Que é bem inferior ao Charles ,aí esse tal de Claudio elogia o Giba afirmando que com ele o remio vai melhorar e chamou o Sinomar de perna-de -pau…esse perna de pau de pau teve melhor aproveitamento do que o atual tecnico do timinho de quinta.São doentes ,cegos e loucos…

Deixe uma resposta