Vem aí novo Estatuto do Torcedor

Da Agência Brasil

O governo federal espera que a nova versão do Estatuto do Torcedor se torne lei até outubro, afirmou o secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Pedro Abramovay. Segundo o secretário, o novo texto já passou pelo crivo da Câmara dos Deputados e da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado. O estatuto precisa ainda ser aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e no plenário pelos senadores, seguindo depois para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Caso a alteração seja aprovada, o torcedor que for pego brigando terá que cumprir serviço comunitário por até três anos nos dias e horários das partidas de sua equipe. “Essa é uma maneira de tirar do estádio as pessoas que estão brigando ou atrapalhando. O estatuto até falava em banimento de torcedores que causavam confusão, mas era muito difícil de efetivar isso”, explicou Abramovay.

O presidente do Conselho da Torcida Jovem do Flamengo e da Federação das Torcidas Organizadas do Rio de Janeiro, José Maria de Sá Freire, apoiou a modificação nas regras. “Precisamos do governo e do Judiciário, com leis mais efetivas e contundentes. Não é justo um cara ser pego brigando, com pau e pedra, lesionar, machucar e ferir gravemente várias pessoas e chegar num Juizado Especial Criminal, pagar dez cestas básicas e ser liberado”, disse.

O novo Estatuto do Torcedor prevê também punição a cambistas e pessoas envolvidas em esquema de desvio de ingressos. Há também a intenção de ampliar o número de juizados especiais em estádios e melhorar seu funcionamento.

Deixe uma resposta