Uma surpresa na Argentina

Do Conversa Afiada

Paulo Henrique Amorim entrevistou Eleonora Gosman, que desde 1995 é correspondente do jornal El Clarin no Brasil. Gosman considera que, embora os Kirchner tenham perdido a eleição, não se pode dizer que a centro-esquerda perdeu as eleições legislativas de domingo.

Sobre a presidente Cristina Kirchner, Gosman acredita que tanto ela pode ser deposta, como De la Rúa, como influir na sucessão, desde que democratize o seu método de governar. Para Gosman, Cristina é “patoteira” e não consulta nem os ministros, o que enfraquece a sua posição de centro-esquerda.

A grande surpresa, porém, foi a eleição para deputado da cidade de Buenos Aires do documentarista Pino Solanas. Solanas teve pouco mais de 20% dos votos com uma pregação estatizante. Solanas fez um documentário sobre o peronismo, “La Ora de Los Ornos”, e o clássico “Memória del Saqueo” (“Memória do Saque”, uma descrição magistral do programa de privatização do presidente Menem, o Fernando Henrique Cardoso dos argentinos).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s