Secretário quer explicações

Da Assessoria do Governo:

O secretário de Esporte e Lazer do Pará, Carlos Alberto Leão, disse que a Fifa deve explicações ao povo paraense. Segundo ele, a organização internacional contrariou todas as expectativas técnicas deixando Belém de fora da seleção das 12 cidades brasileiras que vão sediar a Copa do Mundo de Futebol em 2014.
Alberto Leão disse estar muito decepcionado com o resultado da seleção que foi anunciado no domingo (31) pelo presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter. “Todos viram que ele titubeou quando falou o nome de Manaus ao referir-se a critérios técnicos de escolha”, disse ele.
Quando Blatter estava a anunciar os nomes das cidades escolhidas, por ordem alfabética, disse, quando chegou a Manaus: “Na Amazônia, tivemos um probleminha e decidimos escolher por Manaus, por ser a capital da Amazônia”, disse ele.
De acordo com a imprensa especializada, Belém apresentou o terceiro melhor projeto de sediar a Copa do Mundo, entre as 17 finalistas que concorriam a uma vaga. No entanto, o lobby político e econômico por Manaus acabou superando o critério técnico, na opinião do secretário.
Maria Lúcia Penedo, coordenadora do GT Copa, grupo que o governo montou para atender rigorosamente a todos os critérios técnicos exigidos pela Fifa, ressaltou que o governador de São Paulo, José Serra, que é padrinho político do governador do Amazonas (cuja capital é Manaus), reuniu com a comissão técnica da Fifa e fez considerações negativas sobre Belém.
Teria dito que a capital paraense é muito violenta e que o sistema viário é ruim. “A imprensa tem dito que Eduardo Braga (governador do Amazonas) será vice na chapa de Serra para a presidência, então, naturalmente ele quer promover o governador do partido dele”, disse Lúcia Penedo.
O governo do Pará investiu mais de R$ 2,5 milhões e contratou uma consultoria internacional para atender aos critérios técnicos exigidos pela Fifa. Nessa fase de seleção, Belém foi a única capital a apresentar projeto de pré-viabilidade técnica, estudo elaborado e construído entre as secretarias de governo e a consultoria internacional.
“Belém tem tradição em futebol. Se um dos critérios da Fifa fosse mesmo a sustentabilidade do projeto, a capital paraense teria que necessariamente estar entre as cidades sedes. Manaus não tem tradição de futebol, não tem estádio nem aeroporto para comportar a demanda de uma Copa. Belém é recorde de público em eventos esportivos em todo o Brasil”, disse ela.
“Ademais, a grande festa patrocinada pelas multinacionais Sony e Coca-Cola em Manaus comprovam os interesses econômicos envolvidos na escolha da Fifa”, disse o secretário Alberto Leão.
Lúcia Penedo disse que a Fifa perdeu em credibilidade com a escolha. Lembrou que o blog de um jornalista anunciou antes exatamente as mesmas cidades escolhidas. “Se uma entidade desse porte internacional deixa vazar uma informação tão importante e sigilosa é porque não tem credibilidade”, disse ela.

Acho que a Fifa precisa se explicar, embora se saiba que jamais fará isso. E continuo achando que a governadora também deve explicações. Uma espécie de prestação de contas com a população. E não pode retardar muito essa atitude, pois a frustração nas ruas é muito grande.

7 comentários em “Secretário quer explicações

  1. Não somente Ana Julia deve explicações, mas:

    O Coronel Antonio Carlos Nunes, o Dep. Jader Barbalho, o Sr. Sr. Jatene – por ser amigo de Serra – e outros politiqueiros, que segundo noticias locais, gozavam de imenso prestigio politico com LULA e com o Chefão da CBF.

    Cadê essa gente?

    VÃO SE ESCONDER PARA NÃO DISEREM NADA?

    Seus bolhas!!!!!!!!!!!!!

    1. Caio,
      Jader foi o primeiro a entrar na briga, lançou a idéia da mobilização de todos, pregou a unificação de esforços – está nos jornais para quem quiser ver. Foi ao presidente da CBF, buscou apoio de outros parlamentares e líderes políticos. Posso lhe dizer, sem nenhuma dúvida, que foi de todos o que você cita o único que realmente lutou até o fim pela causa, embora obviamente tivesse limites nessa luta (ainda mais lutando sozinho).

  2. Leao & Penedo estao apenas buscando espaco para estar na midia e livrarem suas candidaturas politicas.

    Nao adianta espernear nos jornais e radios locais, quero ver eles investigarem a fundo e abrirem(ou reabrirem) uma CPI contra o R. teixeira.

    tudo balela!

    os dois tinham que pedir suas demissoes por provarem serem incapazes de lidar com o OPIO do povo.

  3. era contra a part. politica no processo por entender que a escolha teria que ser tecnica, ingenuidade pura minha.. como muitos ,sonho em dias melhores em que.

    mas tenho que admitir que faltou-nos um politico Samurai e sem o Barbalho a frente td foi para o ralo.

    Mas sobrou a grande chance para o Paraense. que e’ da uma descarga nos atuais dirigentes politicos do estado. Fazer uma limpeza geral.

  4. Infelizmente, o Estado do Pará ficará mais uma vez para trás. Hoje temos o resultado de como Belém não teve nenhum planejamento para ter o título de Metrópole da Amazônia. Enquanto o nosso vizinho incentivou que empresas se instalassem lá, incentivou o turismo, o Pará ao longo de anos nada fez neste sentido e hoje pagamos por isto. Nem os nossos políticos brigaram para que Belém fosse uma das cidades escolhidas. Por isto que temos cidades como Santarém, Marabá que defendem criações de novos Estados em suas regiões. É um total descaso do governo com o seu Estado. Resta agora em 2.010, que o povo pense melhor nos seus candidatos. Eu, agora, vou fazer uma poupança para ver os jogos, em Brasília ou Fortaleza.

  5. Maneca,Santarem e Maraba logo terao seus anseios realizados .questao de tempo e de fazerem uma boa poupança para molharem a plantinha das pessoas certas.

    as coisastem funcionado dessa forma.

  6. Vcs esqueceram do DCOSTA. se ele fica DCOSTA para a saúde e educação em Belém, por que faria diferente com o futebol?

Deixe uma resposta