ONU pede investigação rápida sobre ataques terroristas em Brasília

Por Jamil Chade

O Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos pediu que o Brasil “conduza investigações rápidas, imparciais, eficazes e transparentes sobre a violência de domingo e responsabilizem os envolvidos”. Num comunicado emitido nesta segunda-feira, o alto comissário, Volker Türk, afirmou que as cenas das invasões “de simpatizantes do ex-presidente (Jair Bolsonaro)” foram “chocantes”. “Condeno com veemência este atentado ao coração da democracia brasileira”, afirmou.

O representante ainda apontou para o papel de políticos em incentivar o ódio, assim como usar a desinformação como estratégia. Segundo ele, a violência do domingo foi “o desdobramento final da distorção continuada dos fatos e da incitação à violência e ao ódio por parte de atores políticos, sociais e econômicos que têm fomentado uma atmosfera de desconfiança, divisão e destruição ao rejeitar o resultado de eleições democráticas”.

“Aceitar o resultado de eleições livres, justas e transparentes está no centro dos princípios democráticos fundamentais”, disse o representante austríaco. “Alegações infundadas de fraude eleitoral minam o direito à participação política”, disse. Türk ainda fez um apelo: “a desinformação e a manipulação precisam parar”. “Exorto as lideranças de todo o espectro político do Brasil a colaborarem umas com as outras para restaurar a confiança nas instituições democráticas e promover o diálogo e a participação pública”, solicitou.

Deixe uma resposta