O maior de todos. The King. Pelé

O Atleta do Século estava internado desde 29 de novembro no hospital Albert Einstein, em São Paulo. A internação ocorreu em virtude de uma infecção respiratória após ele contrair Covid-19 e para a reavaliação do tratamento de um câncer no cólon. Na tarde desta quinta, o hospital anunciou a morte do Rei.

– O Hospital Israelita Albert Einstein confirma com pesar o falecimento de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, no dia de hoje, 29 de dezembro de 2022, às 15h27, em decorrência da falência de múltiplos órgãos, resultado da progressão do câncer de cólon associado à sua condição clínica prévia. O Hospital Israelita Albert Einstein se solidariza com a família e todos que sofrem com a perda do nosso querido Rei do Futebol.

O perfil oficial de Pelé no Instagram confirmou a morte com a seguinte mensagem.

– A inspiração e o amor marcaram a jornada de Rei Pelé, que pacificamente faleceu no dia de hoje. Em sua jornada, Edson encantou todos com sua genialidade no esporte, parou uma guerra, fez obras sociais no mundo inteiro e espalhou o que mais acreditava ser a cura para todos os nossos problemas – o amor. A sua mensagem em vida se transforma em legado para as futuras gerações. Amor, amor e amor, para sempre.

Pelé passou por uma cirurgia no cólon em setembro de 2021 e desde então vinha sendo submetido a repetidas sessões de quimioterapia. No início de 2022, foram detectadas metástases no intestino, no pulmão e no fígado.

Em 21 de dezembro, o corpo clínico do hospital divulgou um boletim médico dizendo que Pelé apresentou uma “progressão da doença oncológica” e que necessitava de maiores cuidados relacionados às disfunções renal e cardíaca. Por isso, o ex-jogador não teve autorização para passar o Natal em casa, como queria a família.

Kely e Edinho Nascimento, filhos do Rei, publicaram fotos nas últimos dias com o pai no quarto em que ele estava internado. Outros filhos e netos também estiveram no local para a passagem do Natal. Kely também postou nesta quinta, logo após a divulgação da morte do pai.

2 comentários em “O maior de todos. The King. Pelé

  1. Perdemos a maior referência do futebol do Brasil no Planeta, nós só somos lembrados graças ao Pelé, ninguém no futebol mundial lembra do Brasil sem citar o Pelé, o atleta do século, o único a ganhar 3 copas do mundo e capaz de parar uma guerra, de expulsarem o juiz e ele voltar para o jogo, realmente só o rei da bola podia fazer tudo isso, o futebol se divide entre antes e depois do Pelé. Descanse em paz, Pelé. Obrigado por fazer-nos tão felizes, e por ter nascido brasileiro.

  2. Somente o eterno viralatismo de uma significativa parcela do povo brasileiro colocava em dúvida a majestade de Pelé. E esse complexo de inferioridade, pasmem, não era voltado para os de sempre, os europeus. O complexo era em relação aos hermanos, a Maradona e, agora, a Messi. Nenhum desses dois tiveram ou tem envergadura para hombrear com Pelé. Os áulicos dos argentinos não se preocupavam, em suas comparações, em levantar parâmetros sobre títulos, influência ou técnica. Logo apelavam para uma suposta alienação em relação à política ou algum deslize familiar de Pelé para desmerecê-lo. Pelé não será canonizado, mas será eternizado pelo excepcional atleta que foi. O maior de todos no mundo do futebol.

Deixe uma resposta