Clássicos da música que completam 50 anos de lançamento em 2023

Lista de cinquentões tem discos de artistas como Pink Floyd, Stevie Wonder, Led Zeppelin, Bob Marley, Novos Baianos, Tim Maia e Paulinho da Viola

De O Globo

O ano de 1973 foi generoso com os amantes de música. Alguns dos álbuns mais importantes da história foram lançados naqueles 365 dias. Entre eles, clássicos de bandas como Pink Floyd, Led Zeppelin e Novos Baianos, e de artistas como Stevie Wonder, Bob Marley, Tim Maia, Caetano Veloso e Paulinho da Viola. Veja abaixo a lista com os principais álbuns que se tornarão “cinquentões” no próximo ano:

O Led Zeppelin lançou seu quinto álbum de estúdio em 1973. O disco, batizado de “Houses of the Holy”, foi gravado em uma fazenda no interior da Inglaterra que, na época, pertencia a Mick Jagger, vocalista dos Rolling Stones. O álbum tem clássicos como “Over the Hills and Far Away”,”D’yer Mak’er” e “The Ocean”.

Com “Innervisions”, Stevie Wonder ganhou dois Grammy em 1973, nas categorias “Melhor Performance Vocal Pop Masculina” e “Melhor Álbum do Ano”. No ano seguinte, o artista foi novamente premiado no Grammy. A música “Living For The City” levou o prêmio de “melhor canção de rhythm and blues”. O álbum foi listado na 24ª posição dos 500 melhores álbuns de todos os tempos feita pela revista Rolling Stone.

O lançamento de “Catch a Fire” deu fama internacional a Bob Marley and The Wailers. O clássico do reggae tem músicas como “Concrete Jungle”, que abre o disco, e “Stir It Up” , que era a primeira do lado b.

Oitavo álbum de estúdio da banda britânica de rock progressivo Pink Floyd, o “The Dark Side of the Moon” foi lançado em 1º de março de 1973. Além da música, o disco ficou famoso pela capa, que mostra um feixe de luz passando por um prisma e, do outro lado, saindo nas cores do arco-íris.

O álbum “Let’s Get It On” ajudou a consolidar Marvin Gaye como um ícone sexual. A música que leva o mesmo nome do disco praticamente virou sinônimo de sensualidade. Trata-se de um dos maiores clássicos da soul music.

Primeiro álbum lançado pelo cantor e compositor Luiz Melodia, “Pérola Negra” não foi um sucesso absoluto na época, mas com o tempo foi reconhecido como obra prima da música brasileira. O disco traz canções como “Pérola Negra”, também gravada por Gal Costa e Maria Bethânia.

Gravado em um sítio em Vargem Grande, no subúrbio do Rio, “Novos Baianos F.C.” sucedeu o enorme sucesso de “Acabou Chorare”. O disco combina rock, baião, frevo e samba, uma inovação para a época. Entre as músicas do disco há uma versão de “O Samba da Minha Terra”, de Dorival Caymmi.

Em 1973, Tim Maia chegou ao seu quarto álbum de estúdio. E, mais uma vez, o disco levava apenas o nome do cantor. Neste, o cantor e compositor carioca apresentou clássicos como “Réu Confesso” e “Gostava Tanto de Você”.

A capa de “Nervos de Aço” – com o sambista segurando um buquê de flores e chorando – dá o tom sobre o que o ouvinte pode esperar: trata-se de um disco que fala sobre as dores do amor. O disco tem clássicos como “Nervos de aço”, “Roendo as unhas” e “Sonho de um carnaval”.

Deixe uma resposta