Bélgica é eliminada da Copa após empate sem gols com a Croácia

A vice-campeã do mundo Croácia continua viva na Copa do Qatar. A geração de ouro da Bélgica, não. Em um dos jogos mais nervosos do Mundial até aqui, especialmente na segunda etapa, o time liderado por Modric viu Lukaku perder grandes chances de gol e segurou o empate de 0 a 0 para avançar para as oitavas de final com a segunda colocação do Grupo F. O Marrocos venceu o Canadá no outro jogo e ficou com a liderança.

O time belga chegou para a partida em meio a rumores de clima ruim nos vestiários, incluindo até briga entre os jogadores De Bruyne, Hazard e Vertonghen – história negada pelo técnico Roberto Martínez, que a classificou como fake news. Em campo, não faltou vontade e até grandes chances de gol, especialmente com Lukaku, que entrou no intervalo, mas a derrota inesperada para Marrocos acabou sendo decisiva para a eliminação precoce.

A Bélgica é um fenômeno de crítica, mas um fiasco em termos de resultados. Há pelo menos oito anos, o time é elogiado como um dos melhores do mundo, mas nunca ganhou nenhum título. Na Euro, fica no bloco intermediário. Na Copa do Mundo é apenas figurante, como agora.

A seleção belga não era eliminada na fase de grupos de uma Copa do Mundo desde 1998, quando ficou atrás de Holanda e México em sua chave. Ausente das Copas de 2006 e 2010, a Bélgica viu sua geração de ouro alcançar as quartas em 2014 e as semis em 2018, após eliminar a Seleção Brasileira. A expectativa era de mais uma boa campanha no Qatar, mas a promissora geração liderada por De Bruyne, Hazard e Lukaku decepcionou.

A Croácia, mesmo não reeditando o nível de futebol da Copa de 2018, em que foi vice-campeã, segue na briga para tentar, de novo, ir longe. O time se classificou com a segunda posição da chave, com cinco pontos, ficando atrás da seleção de Marrocos, que surpreendeu no grupo ao somar sete pontos em três jogos. Já a Bélgica terminou em terceiro, com quatro, enquanto o Canadá deixa o Qatar sem pontuar.

Com o segundo lugar do grupo, a Croácia enfrentará o primeiro colocado do Grupo E, que será conhecido ainda hoje (1) com os jogos das 16h entre Japão x Espanha e Costa Rica x Alemanha. O duelo de oitavas de final está marcado para segunda-feira (5), às 12h, no estádio Al Janoub.

A derrota para Marrocos com uma atuação bem aquém do esperado fez o técnico Roberto Martínez promover seis mudanças no time titular. A principal delas foi a saída de Eden Hazard, que não ficava no banco de reservas de uma Copa desde 2014, quando o time atuou com os reservas na última rodada da fase de grupos, contra a Coreia do Sul. Hazard foi a campo só aos 42min do segundo tempo, já no finzinho do jogo.

Deixe uma resposta