Na mosca

“Neymar (craque!) tinha que ser muito maior, muito mais importante do que é, para merecer que eu torça contra a seleção brasileira por causa dele. Essa moral, de mim, ele não vai ter nunca. Eu vou lá torcer contra essa entidade que é a seleção por causa de jogador? Vai, Brasil!”.

Luiz Antonio Simas, escritor

Deixe uma resposta