Ladrão de Círio ataca outra vez: Bolsonaro tenta se apropriar da devoção à Aparecida

Com os mesmos métodos utilizados para tentar armar palanque no Círio de Nazaré (“Sírio”, segundo ele), Jair Bolsonaro se prepara para comparecer à festa religiosa de Aparecida, padroeira do Brasil. Só deu ruim para ele porque a Igreja Católica paulista foi mais rápida que a Arquidiocese de Belém e tratou de se antecipar, explicando em nota oficial que não apoia qualquer tentativa de uso eleitoreiro do evento previsto para quarta-feira, 12.

Bolsonaro e seus adeptos pretendem participar de uma das sete missas da programação. A mensagem de D. Orlando Brades, arcebispo de Aparecida, esclarece que um terço com a participação do presidente será oficiado na cidade de Aparecida, mas não tem ligação com o arcebispado.

Um comentário em “Ladrão de Círio ataca outra vez: Bolsonaro tenta se apropriar da devoção à Aparecida

  1. Esse Sr. É bi-polar, não tem escrúpulos nenhum, censo de ridículo quer aparecer de qualquer jeito, chamar a midia e os holofotes para ele, tomara que ele vá lá e se converta mesmo.

Deixe uma resposta