Pesquisa Ipec: Lula aumenta vantagem e segue com chances de vencer no 1º turno

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) oscila dois pontos percentuais para cima enquanto todos os demais adversários permanecem absolutamente estagnados, exceto Ciro Gomes (PDT), que oscila negativamente um ponto percentual. A pesquisa reapresenta a chance de Lula liquidar a fatura contra o residente Jair Bolsonaro (PL) ainda no primeiro turno, que vinha sendo gradativamente abandonada nos últimos levantamentos.

Somados, Bolsonaro (31%), Ciro (7%), a emedebista Simone Tebet (4%), Felipe D’Ávila (1%), do Novo, e Soraya Thronicke (1%), do União Brasil, têm 44% das intenções de voto dos eleitores entrevistados. Não chegam aos 46% obtidos por Lula (PT). Como, no entanto, as variações são pequenas e dentro das margens de erro, de 2 pontos percentuais, os especialistas ainda apontam que há estabilidade no resultado do levantamento.

Uma estabilidade que, no entanto, é prejudicial para Bolsonaro, já que faltam apenas 20 dias para a eleição, em 2 de outubro. Também é péssima para os demais concorrentes que estão no pelotão de baixo e vêm confirmado pelo Ipec o resultado do Datafolha da semana passada, que praticamente enterrou suas chances na disputa.

Os eleitores foram ouvidos entre 9 e 11 de setembro, o que significa também que a pesquisa já pegou toda a repercussão das manifestações do 7 de Setembro. Apesar dos esforços do presidente para tentar transformar a data num fato novo da campanha, aparentemente as manifestações não trouxeram resultado. A nova aposta de Bolsonaro é a viagem para os funerais da Rainha Elizabeth, da Inglaterra. Mas é pouco provável que ele tenha algum sucesso ou destaque positivo no evento.

A pesquisa mostra que Lula vai melhor:

  • entre quem avalia negativamente a gestão Bolsonaro (foi de 75% par 76%);
  • entre os que vivem no Nordeste (61%, ante 56% do levantamento anterior);
  • entre as famílias com renda mensal de um salário mínimo (55%, ante 56% no levantamento anterior);
  • em residências em que ao menos uma pessoa receba auxílio do governo federal (55%, ante 50% no levantamento anterior);
  • entre pessoas com ensino fundamental (55%, contra 54% na rodada anterior);
  • entre católicos (52%, contra 50% anteriormente);
  • entre pretos e pardos (50%, ante 47% no levantamento anterior).

Já Bolsonaro vai melhor:

  • entre os que acham a gestão dele ótimo ou bom (82%, contra 79% em 5 de setembro);
  • entre evangélicos (48%, ante 46% na semana passada);
  • entre os que vivem no Sul (41%, ante 39% na semana passada) e Centro-Oeste (39%, ante 40% no levantamento anterior);
  • entre homens (mantém-se com 36%);
  • entre quem tem ensino médio (segue com 35%).

O Ipec também pesquisou a intenção de votos no segundo turno. Lula vence por 53% a 36% no cenário pesquisado

Lula lidera a disputa nos votos válidos, que excluem os votos em branco e os nulos.

  • Lula (PT): 51% (50% na pesquisa anterior, de 5 de setembro)
  • Bolsonaro (PL): 35% (35% na pesquisa anterior)
  • Ciro (PDT): 8% (9% na pesquisa anterior)
  • Tebet (MDB): 4% (4% na pesquisa anterior)
  • d’Avila (Novo): 1% (1% na pesquisa anterior)
  • Thronicke (União Brasil): 1% (1% na pesquisa anterior)

(Com informações do G1, O Globo, UOL, Folha de SP)

Um comentário em “Pesquisa Ipec: Lula aumenta vantagem e segue com chances de vencer no 1º turno

Deixe uma resposta para Valentim Cancelar resposta