Delegada que investiga o assassinato de dirigente do PT é militante bolsonarista

“Então a delegada Iane Cardoso do Nascimento, responsável pelas investigações do assassinato de Marcelo Arruda pelo apoiador de Bolsonaro, fazia postagens nas redes sociais contra Lula e o PT? Será que não vai haver interferência miliciana na apuração desse ato terrorista?”. Sérgio A. J. Barretto, biólogo

“A policia que tentou esconder o ATIRADOR é quem vai investigar o crime ? A delegada quer indiciar os 3 homens que deram chutes no ATIRADOR ASSASSINO…”. Suzana GuaraniKaiowá

“A Delegada que vai investigar o assassinato do petista pelo bolsonarista fazia postagens de ódio contra a esquerda nas redes sociais igual o bolsonarista assassino. No mínimo deveria se declarar impedida”. Pedro Ronchi, professor

“Marcelo Arruda é herói. Ele conseguiu evitar uma chacina. Jorge Guaranho é bandido, agente do terror que Bolsonaro defende desde que estava no Exército. E Bolsonaro é uma espécie de Nero do século XXI, empoderado pelo ódio e ignorância ao sul do Equador. Triste Era Bolsonaro”. Joaquim de Carvalho, jornalista

“A delegada de foz já estava criando uma narrativa para desculpar o assassino. Segundo ela, o que havia motivado o crime tinha sido “cascalhos” jogados contra o carro. Biolsonarista nenhum (ou nenhuma) presta. Todos têm desvio sério de caráter. Não importa que profissão exerçam”. Fernando Horta, historiador e professor

“O bolsonarista que matou um pai de família a tiros por causa de discurso de ódio era contra o aborto e a favor da vida. Eles são a favor da vida só no útero, se nascer e não apoiar Bolsonaro pode matar, né?”. Pedro Ronchi, biólogo

Deixe uma resposta