Para nunca mais esquecer

Em sua edição de 1º de abril de 1964, o jornal “O Globo” tratou a deposição do presidente João Goulart como restabelecimento da democracia. Publicado na capa, o editorial exaltou “heroísmo” das Forças Armadas que “salvaram” o país da “comunização”. Graças a esse apoio incondicional, o empresário Roberto Marinho foi imensamente agraciado. Recebeu dezenas de concessões para transmissões de TV pelo país e foi beneficiado com proteção e favorecimento. Assim, com concessões e tecnologia de ponta, enquanto as outras redes não podiam comprar nada de fora, a Rede Globo se tornou líder de audiência e monopolizou a comunicação no país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s