Leão e Caeté empatam a primeira partida das quartas de final do Parazão

Caeté e Remo empataram em 1 a 1 na tarde deste sábado, no estádio Diogão (em Bragança), pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paraense 2022. O equilíbrio prevaleceu na primeira etapa e o Caeté aproveitou a única chance surgida. No segundo tempo, o Remo foi superior, conseguiu o empate em pênalti inexistente, mas de maneira geral foi pouco objetivo. Criou várias situações perigosas, mas não teve competência para marcar. Foi o sexto empate do Remo na competição.

O Guerreiro Caeteuara abriu o placar aos 23 minutos do primeiro tempo, com Paulinho aproveitando cobrança de falta de Júnior Araújo. A zaga do Remo se adiantou para deixar o ataque bragantino em impedimento, mas Paulinho veio de trás e recebeu livre para marcar. O Remo tentou igualar o marcador, mas esbarrou nos erros habituais, principalmente pela falta de jogadas criativas.

Nos minutos finais, Bruno Alves foi lançado por Erick Flores, entrou na área e foi puxado pelo zagueiro Léo Silva. Apesar das reclamações, o árbitro mandou o jogo seguir.

Na etapa final, o Leão voltou mais ofensivo e chegou ao gol em penalidade muito questionada pelos jogadores do Caeté. Leonan avançou até a linha de fundo e cruzou. Paulo Bonamigo posicionou o meio-campo mais à frente, com Marciel entrando no lugar de Marco Antonio, mas o time continuava a errar muitos passes.

Aos 20 minutos, Leonan foi à linha de fundo e cruzou em direção à área. A bola bateu no rosto de Cassiano e o árbitro marcou o pênalti, sob protestos dos jogadores do Caeté. Bruno Alves cobrou rasteiro e empatou a partida. O Remo cresceu de rendimento com a entrada de Tiago Mafra, Tiago Miranda e Paulinho Curuá, mas perdeu as chances criadas.

Nos acréscimos, Tiago Miranda acertou o chute no ângulo, mas o goleiro André espalmou. Mafra pegou o rebote, mas errou o chute, que bateu na rede pelo lado de fora. O segundo confronto entre as equipes será na próxima terça-feira, no Baenão.

No outro jogo da rodada, Águia e Castanhal empataram em 0 a 0, jogando no estádio Zinho Oliveira, em Marabá. A marcação prevaleceu e os times erraram muito nas finalizações. O time do Castanhal reclama de um pênalti não marcado pelo árbitro Gustavo Ramos Melo no 1º tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s