Pará abre a vacinação para crianças

O Estado do Pará iniciou, neste sábado (15), a vacinação infantil nos municípios de Belém e Ananindeua, na região metropolitana. As vacinas para este público chegaram na sexta-feira (14). No total, o Ministério da Saúde enviou 62 mil doses da Pfizer, única vacina autorizada até o momento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a imunização de crianças entre 5 e 11 anos.

“Estamos muito felizes em dar início a vacinação do público infantil, pois assim como os adultos eles também estão expostos a covid-19. O ciclo completo da vacina é o que está permitindo que neste momento nossa população não desenvolva os sintomas mais graves da doença e a nossa intenção é que todos tenham acesso a vacina”, afirmou o Secretário Adjunto de Administração da Sespa, Ariel Barros.

Em Ananindeua o ato simbólico de início da vacinação aconteceu na Usina da Paz Icui-Guajará com a imunização de Simon Rodrigues (foto acima), 11 anos, que possui autismo. “Para mim é um momento de muita gratidão e eu estava bastante ansiosa. Hoje, eu estou optando pela vacinação do meu filho e agradeço ao SUS por esse momento. Esse é um dia histórico para a gente”, comemora Marli Rodrigues, mãe do menino.

Ananindeua recebeu 3.280 vacinas do lote da Pfizer. A cidade vai vacinar primeiramente as crianças de 11 anos com comorbidades ou algum tipo de deficiência permanente. “Gostaria de agradecer ao governo do Estado que tão logo a vacina chegou, ontem mesmo viabilizou que as doses chegassem as nossas mãos e isso permitiu que hoje a gente pudesse começar a nossa vacinação”, falou Daniel Santos, Prefeito de Ananindeua.

Já em Belém o ato simbólico aconteceu no Centro de Referência em Inclusão Educacional Gabriel Lima Mendes, no centro da capital. A cidade recebeu 12.500 doses da Pfizer, sendo que as quantidades enviadas a cada localidade correspondem ao quantitativo populacional de cada município.

A primeira criança a receber a dose foi Eliana Maria Perez, 7 anos, da etnia Warao, que é nascida na Venezuela, mas está sendo criada em Belém. “Estou agradecendo a Deus pela vacinação da minha filha. Vou vacinar também meu outro filho, pois a vacinação é muito importante”, disse Helena Maria, mãe da pequena. “Nós garantimos as doses que recebemos serão aplicadas em a partir de segunda-feira aplicadas, prioritariamente segundo o protocolo, em crianças com comorbidades, indígenas, quilombolas, ribeirinhas ou com alguma deficiência permanente. Estamos muito felizes com esse momento”, disse o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues. (Com informações da Agência Pará)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s