Técnico do Leão se aborrece com a desatenção que causou a derrota para o Vila

Remo perde para o Vila Nova fora de casa — Foto: Samara Miranda/Ascom Remo

Com incômodo e aborrecimento. Foi assim que o técnico do Remo, Felipe Conceição, reagiu ao erro que originou o gol do Vila Nova na sexta-feira à noite, em Goiânia. Apesar da bronca com a desatenção do setor de marcação e defesa, ele destacou a reação da equipe ao longo do primeiro tempo e principalmente na segunda etapa, quando acuou o time da casa e esteve perto de empatar o jogo.

“Sair atrás do placar, no campo do adversário, um adversário forte, que está buscando o objetivo que nós estamos próximos dele também. Faltou essa atenção no início do jogo e temos que acordar para isso”, disse Felipe após a partida.

O Remo foi muito superior durante todo o jogo, principalmente após ter ficado com um jogador a mais – Bruno Colaço foi expulso ainda no primeiro tempo.

“Sabíamos da dificuldade de jogar aqui, tivemos uma bobeira no início do jogo onde permitiu um contra-ataque e uma jogada que o Vila faz bastante. Acabamos deixando acontecer, tomamos o gol. A partir da expulsão, ao meu ver, começamos a dominar a partida. Antes estava uma partida perigosa dos dois lados. Chegávamos e o Vila também. Estava um jogo igual. Tentamos, finalizamos, enfim. Fizemos tudo, menos o gol”, observou.

O lance decisivo ocorreu aos 12 minutos, a partir de uma bola perdida pelo meia Felipe Gedoz na intermediária do Vila. Em três toques, o time goiano chegou à área azulina com Alesson, que venceu Tiago Ennes na corrida e chutou cruzado para abrir o placar.

“Conseguimos controlar o adversário com um a mais. Lembro do jogo contra o Operário dois meses atrás, onde tivemos um jogador a mais e não conseguimos criar essa quantidade de gols. Ou seja, demonstra uma evolução. Nós fomos agressivos o suficiente, buscamos o empate, empurramos o adversário para trás e a bola não entrou. O que me entristece mais, o que me chateia mais é a desatenção no início do jogo, porque deu a vantagem para o adversário”, desabafou.

Mesmo com a derrota, o Remo teve uma boa atuação e utilizou pela primeira vez o centroavante Neto Pessoa, que teve boa participação em três jogadas.

“O Neto (Pessoa) chegou há pouco tempo. Temos uma estrutura de jogo, algumas dinâmicas ofensivas e defensivas que o Neto ainda está se adaptando, isso é normal. O único jogador que chegou tendo que jogar, mas pela falta de jogador na posição, foi o Raimar. Todos os outros estão se adaptando. Não é fácil chegar no meio do campeonato para o fim, entrar no ritmo da equipe e entender tudo que construímos em três meses. É um atleta que veio para ajudar, que tem qualidade. Hoje entrou bem, vai crescer”, conclui o treinador.

O Remo volta a Belém e se reapresenta na segunda-feira, 11. O próximo compromisso será contra o Brusque na sexta-feira, 15, a partir das 16h, no estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC). O time azulino está na 11ª posição da Série B, com 38 pontos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s