Histórias roqueiras – Peter Green

Imagem

Na turnê do Fleetwood Mac em 1971, o guitarrista Peter Green saiu para “pegar uma revista” e nunca mais voltou. Quando os companheiros o encontraram alguns dias depois, ficaram sabendo que ele havia se juntado a uma seita religiosa e desistido da banda. Green foi co-fundador da banda em 1967, com Mick Fleetwood (bateria) e Jeremy Spencer (guitarra). Com a chegada de John McVie (baixo), eles gravaram o primeiro álbum em 1968.

Na mesma década em que deixou o Fleetwood Mac ele foi diagnosticado com esquizofrenia. Green, que também lutou contra as drogas, chegou a ser internado algumas vezes. Green é considerado um dos guitarristas mais influentes da década de 1960 e do gênero blues rock. Suas músicas foram regravadas por nomes como Aerosmith, Judas Priest, Jimmy Page, David Gilmour e Gary Moore, entre outros.

Ao longo da carreira, o músico inglês ganhou elogios entusiasmados de gente como B.B. King (a quem era comparado pelo estilo de tocar) e Eric Clapton. King, por exemplo, comentou que o ex-Fleetwood Mac tinha “o tom mais doce” que ele já havia ouvido. “Era o único que me deixava com calafrios quando eu o ouvia”, disse.

O Fleetwood Mac foi fundado após Green sair do John Mayall & The Bluesbreakers, junto com o baterista Mick Fleetwood. Foram gravados apenas três álbuns com Peter Green – Fleetwood Mac (1968), Mr. Wonderful (1968) e Then Play On (1969) -, além de alguns singles, antes de seu afastamento em 1970.

Desde então, sua carreira teve momentos de reclusão, devido à sua saúde, e de retornos com álbuns solo e outros projetos. Green morreu em julho de 2020, aos 73 anos de idade, de causas naturais.

Peter Green, guitarrista do Fleetwood Mac, morre aos 73 anos – GAZ –  Notícias de Santa Cruz do Sul e Região

Leão pode ter retorno de Erick Flores e estreia de centroavante contra o Vila Nova

Elenco do Remo — Foto: Samara Miranda/Ascom Remo

Suspenso, o defensor Marlon é o desfalque do Remo para o jogo com o Vila nesta sexta-feira, 8, pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O jogador recebeu o terceiro cartão amarelo no empate com o Coritiba, segunda-feira (4).

O técnico Felipe Conceição já convive com quatro desfalques há semanas: o lateral direito Wellington Silva, o zagueiro Romércio, o lateral esquerdo Igor Fernandes e o volante Anderson Uchoa.

A boa notícia é que o departamento médico do Leão já liberou o meia Erick Flores, que ficou de fora da equipe por oito rodadas. O zagueiro Rafael Jansen e o atacante Victor Andrade também retornam ao time após cumprir suspensão.

Outra novidade na lista de relacionados para enfrentar o Vila Nova deve ser o centroavante Neto Pessoa (abaixo), que foi contratado há um mês e ainda não estreou com a camisa azulina. (Fotos: Samara Miranda/Ascom Remo)

Neto Pessôa ainda não estreou pelo Remo — Foto: Samara Miranda/Ascom Remo