Lembranças de Cecim, entre a tensão e a alegria

Ter Vicente Cecim no rol de autores da Paka-Tatu e seu livro “Viagem a Andara oO livro invisível” em nosso catálogo editorial é, naturalmente, motivo de orgulho para um editor. Afinal, estamos diante de um dos maiores poetas contemporâneos. Mais gratificante, no entanto, foi minha incorporação à viagem a Andara ao participar, lado a lado com o autor, da edição de sua última obra, um volume de 1240 páginas de uma riqueza sem par. Cecim não pertence apenas à literatura paraense; ele é um poeta do mundo. Seu pensamento, sem que tenha perdido de vista as suas raízes, transpôs os limites da regionalidade e ultrapassou o umbral do universo. Conviver com Vicente, como eu o chamava, foi uma experiência inédita. Transitávamos entre tensão e a alegria. Página à página, uma incansável reflexão. Tudo milimetrado, cada linha, cada palavra, cada espaçamento, cada ilustração. Nada poderia ficar fora das dimensões ou, exatamente, de seu lugar. Nossas conversas não se atinham à presencialidade. Passavam pela cibernética e pelos telefonemas sem fim. Todas as etapas da edição haviam de ser medidas, pensadas e repensadas. Haja paciência, mas, sobremodo, haja felicidade. Assim, juntos, materializamos em livro a aspiração deste “imortal” e admirável autor: publicar o seu livro Viagem a “Andara oO livro invisível”. No meu coração, fica a saudade! Na memória, fica a lembrança!

Armando Alves Júnior – Editora Paka Tatu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s