River vence e vira líder com volante defendendo no gol

Volante Enzo Perez atuou como goleiro na partida entre River Plate e Santa Fe, pela Libertadores - AFP

O drama do River Plate na Libertadores se transformou em enredo heroico. Com 20 desfalques por conta da covid-19, sem goleiros e nenhum reserva à disposição, o time argentino fez o que pouca gente acreditava possível: venceu o Santa Fe-COL por 2 a 1, no Estádio Monumental de Nuñez, e assumiu a liderança do Grupo D. A partida começou com todos os olhares voltados para Enzo Pérez.

O volante, recém-recuperado de lesão, assumiu a responsabilidade diante das ausências de goleiros e atuou improvisado na meta do time argentino ao longo dos 90 minutos. Mas foi do outro lado do campo que a história do jogo acontecia. Em apenas cinco minutos, Angileri e Julián Álvarez anotaram os gols da vitória. Osorio descontou para os colombianos.

O gol inaugural saiu logo aos dois minutos. Fontana entrou sozinho na área e chutou em cima do goleiro Castellanos. A bola sobrou para Angileri, que completou para a rede. O River ainda comemorava quando veio o segundo. Desta vez, Álvarez aproveitou cruzamento, dominou na entrada da área chutou forte para ampliar.

Mas a vitória do River não veio sem mais uma boa dose de drama. Isso porque o Santa Fe diminuiu o placar aos 27 minutos do segundo tempo, depois que Osorio tabelou com Arias e completou para a meta de Pérez. A pressão no fim, no entanto, não foi suficiente para tirar o triunfo das mãos do time de Gallardo.

Com o resultado, o River Plate assumiu a liderança do Grupo D, com nove pontos — um à frente do Fluminense, segundo colocado. O Tricolor perdeu ontem para o Junior Barranquilla, no Maracanã. Na próxima terça-feira, o River Plate tem confronto decisivo contra o Flu para confirmar vaga nas oitavas de finais. O time argentino precisa apenas do empate para assegurar um lugar na próxima fase. (Do UOL)

Deixe uma resposta